Os pré-candidatos ao Governo do Distrito Federal se reuniram neste domingo (7/8) para o primeiro debate das eleições de 2022. Durante o período de convenções partidárias 11 nomes foram confirmados para a disputa, mas apenas sete vão participar da discussão, feita pelo Grupo Bandeirantes.

  1. Ibaneis Rocha (MDB) – Foi  o primeiro a falar. Disse que a pandemia o atrapalhou, mas apresentou resultados em todas as áreas.
  2. Paulo Octávio (PSD) – O político usou do seu tempo para citar nomes de outros políticos para tentar ganhar o eleitor órfão. Citou Cristóvão e Reguffe. Quando provocado por Ibaneis o empresário refugou e disse que não receberá qualquer recurso público se for eleito.
  3. Leandro Grass (PV) – Rafael Parente e Grass prometeram reabrir o Teatro Nacional, mas pedem ajuda ao governo federal e Caixa econômica. Grass diz caso Lula seja eleito;
  4. Izalci Lucas (PSDB) – O conhecido político brasiliense está mais rápido nas respostas, o tempo de rádio lhe fez muito bem.
  5. Leila Barros (PDT) – Leila foi mal, muito nervosa, falou errado por diversas vezes e não surpreendeu com nada demais, mais do mesmo;
  6. Keka Bagno (PSol) – Parecia estar lendo  o discurso palatável dos progressistas e exaltava o ex-presidiário Lula sempre que podia;
  7. Rafael Parente (PSB)-  No começo estava muito nervoso com o formato do debate e sempre foi interrompido pelo fim do tempo. Repetiu por várias vezes que era Parente, para reforçar seu slogan, pois se trata de um mero desconhecido para os eleitores do DF.

Por ser governador e estar exposto Ibaneis foi o mais atacado, mas acostumado à pressão em julgamentos nos tribunais não vacilou e não ‘tremeu’, respondeu tudo, inclusive enumerou diversas entregas do seu governo.

Df Mobilidade

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar