IMG-20190119-WA0113Aos 30 anos de idade, ele vai para seu primeiro mandato na Câmara dos Deputados, a partir de fevereiro, com uma missão nada fácil: fazer oposição ao atual Governo Bolsonaro. Mas para o advogado Túlio Gadelha (PDT), o respaldo que teve do povo pernambucano nas urnas só o estimula.

Eleito com mais de 75 mil votos, Túlio conquistou, só em Petrolina 1.236 votos ‘com a cara e a coragem’ – como se costuma dizer de quem não dispõe de muitos recursos financeiros para arcar com despesas de campanha. Na recente visita que fez à cidade para agradecer ao eleitorado petrolinense, ele concedeu uma entrevista ao Carlos Britto Talk Show.

Túlio já elegeu suas bandeiras quando assumir o mandato na Câmara. Além de advogado, ele também é professor. Desde cedo, quando pensou em seguir na vida pública, ele já era engajado com movimentos culturais em Pernambuco. Por este motivo, Túlio vai envidar todos os seus esforços pela educação e cultura, além dos direitos da mulher e do povo indígena, sem esquecer a luta em prol dos agricultores familiares. “A gente tem feito uma crítica a essa política voltada para a agricultura familiar, que não consegue emancipar o homem do campo”, pontuou.

Sobre o governador reeleito de Pernambuco Paulo Câmara (PSB), Túlio disse que não será “nem aliado, nem oposição” ao socialista. “Onde ele acertar, aplaudiremos. mas estaremos prontos para criticar onde houver erros“, ponderou.

Diálogo

Em relação ao cenário nacional, o pedetista destacou ainda ser possível fazer política para tentar modificar a velha estrutura existente no país, pela qual as oligarquias querem sempre se perpetuar no poder, o que faz os cidadãos colocarem todos no mesmo balaio. “Acreditamos que podemos mudar isso, ocupar esses espaços com uma maior participação da sociedade”, ponderou. A íntegra do talk show pode ser conferida no Blog.

Fonte blog fala Petrolina.com

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar