Eduardo Campos (PSB) comemora a vitória, ladeado por Humberto Costa (PT)

Por Marcos Lima Mochila (*)

.

No dia 02 de setembro de 2006, o Blog do Magno Martins estampava a manchete DP: MENDONÇA 36%, HUMBERTO 17% E EDUARDO 16% (Escrito por Magno Martins às 09h32 2/9/2006).

Na pesquisa do Diário de Pernambuco, que estará nas ruas daqui a pouco, o candidato do PT a governador de Pernambuco, Humberto Costa, também não repete a performance do Ibope/Rede Globo. Ele tem apenas 17%, Eduardo Campos, do PSB, 16%, e Mendonça lidera com 36%.

Faltava exatamente um mês para o 1º turno das eleições majoritárias daquele ano, que se realizaram nodia 1º de outubro.

Quando as votos foram contados, o resultado – que jogava a decisão para o 2º turno -, já trazia um troca de posições de Eduardo Campos, que se classificou para a próxima etapa da disputa, e de Humberto Costa, que sobrou:

Mendonça Filho (PFL)          –           39,32%

Eduardo Campos (PSB)        –           33,81%

Humberto Costa (PT)                       –           25,14%

Já com o apoio de Humberto Costa, Eduardo Campos foi ao 2º turno, que se realizou no 29 de outubro, e venceu o pleito, com um resultado que foi assim noticiado pelo G1:

Portanto, nos próximos dias 15 e 29 de novembro, “pode acontecer tudo, inclusive nada”, conforme a música de Flávio José: ‘A Natureza da Coisas’.

(*) Marcos Lima Mochila é redator do Blog Revista Total e da Revista Total

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar