IMG-20180724-WA0009Tem sido cada vez mais difícil entender o posicionamento de Dilson Peixoto, que parece estar na contramão do momento histórico que estamos vivenciando.

Enquanto trinca os dentes para defender que o PT de Pernambuco seja subserviente a Paulo Câmara, Jarbas Vasconcelos e os demais consorciados do golpe que está afundando o Brasil, Dilson fala ser incoerente defender o legado do PT, de Lula e Dilma, montando uma frente capaz de vencer o golpismo e por um fim à sangria que paralisa Pernambuco e o Brasil.

O que estamos vendo na pré-campanha de Marília Arraes, é que alguns daqueles que participaram do desastroso afastamento da presidenta Dilma, estão enxergando o equívoco que cometeram e considerando APOIAR a candidatura do Partido dos Trabalhadores, em Pernambuco e no Brasil.

O PT de Pernambuco quer protagonizar uma virada histórica na política pernambucana, e não andar rebocado por quem já mostrou-se incompetente e incapaz de tirar o nosso Estado do atoleiro.

Dilson, bravo defensor de Paulo Câmara, devia se preocupar em fazer a campanha de Lula e de Marília, e largar essa mania acusatória que o acompanha sempre que alguém tem um posicionamento divergente do seu.

Enquanto a Caravana de Lula e Marília Arraes marcha em defesa de um país e um estado felizes de novo, o amigo caminha solitário na contramão, defendendo o que nenhum pernambucano deseja ter novamente: um desgoverno que afundou Pernambuco e patrocinou a destruição do Brasil.

Por Divonaldo Barbosa

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar