A esperança se renova em Garanhuns
Embora paraça cedo para 2024, cidades onde os últimos prefeitos não vêm atendendo a população como ele esperava já começam a se movimentar

Ainda faltam quase três anos para as eleições municipais, no entanto, nossas equipes de realização de Estudos Técnicos, uma fórmula encontrada por Marcelo Mesquita, diretor-presidente do Grupo Total, na Europa e trazida para o Brasil, vêm captando a insatisfação de muitos cidadãos, em diversas cidades pernambucanas, que não estão satisfeitos com as gestões que assumiram no início deste ano.
O que comentam e deixam transcender em suas opiniões, é que deram voto de confiança e novos gestores, porque não estavam satisfeitos com os que vinham administrando suas cidades mas, apesar de já passados quase 11 meses, esses ‘novos’ nada fizeram para mudar a realidade das cidades em que se elegeram prefeitos nem da população que o elegeu.
Como já é sabido e provado, os Estudos Técnicos realizados pelas equipes da Revista Total tem conseguido um alto índice de aprovação, em todas as eleições emque são realizadas, como, por exemplo, os que foram realizados para se descobrir a intenção dos advogados pernambucanos em relação às eleições da OAB/PE, ocorridas recentemente.
Da mesma maneira, nossas equipes também observam o alto índice de aprovação de gestores eleitos em 2020 e muitos dos reeleitos, como os de Caruaru e Petrolina, Raquel Lyra e Miguel Coelho, respectivamente.
Em Garanhuns, por exemplo, a onda de insatisfação que se sente por parte da população do município do Agreste pernambucano, conhecido com a Suíça Pernambucana, está muito visível.
Já há, inclusive, movimentos que vêm sendo conduzidos por industriais, empresários e políticos da terra, mesmo alguns que moram ou vivem fora da cidade, que demonstraram profunda insatisfação com as últimas gestões e querem promover uma mudança radical.
Pelo que foi detectado, um dos nomes que mais vêm sendo citados por todas os garanhuenses, é o de Fernando Moraes, filho de Vavá Moraes, reconhecido líder da região de Garanhuns e proprietário da loja S. Moraes e da industria de Móveis Real, que faleceu em 1977.
Em contatos mantidos com Fernando, ele não afirma caregoricamente que preende ser o candidato que a maioria deseja, no entanto, manifesta a intenção de colocar seu nome como uma opção, daqui a três anos, se este for o desejo da maioria do povo da também conhecida como a Cidade das Flores, que é a sua terra natal.
Fernando Moraes, com sua experiência empresarial e bom relacionamento com pessoas de todos os segmenteos e de todas as camadas sociais, é um nome muito forte e se apresenta como uma alternativa viável, que com certeza poderá promover uma mudança nesse cenário, o que contribuiria com um maior desenvolvimento de Garanhuns, para se colocar entre os grandes e promissores municípios do Estado.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar