PREVISÃO DE TEMPORAIS E FRIO NOS SERTÕES

Por Márcio Maia

O Instituto Clima Tempo está prevendo frio e chuvas fortes, chegando a temporais, para os municípios do Sertão.
Segundo as previsões, fortes chuvas irão atingir cidades como Petrolina, Araripina e Afogados da Ingazeira.
As autoridades da área de defesa civil já foram avisadas pela Codecipe.
Os Grupamentos do Corpo de Bombeiros também estarão de prontidão para atender as vítimas de alagamentos e deslizamentos.

COMÉRCIO NAS PRAIAS É LIBERADO

Por Márcio Maia
O comércio nas praias do Estado foi liberado para funcionar de Segunda a Sexta-feira, das 9 às 16 horas, a partir da próxima segunda-feira. A informação foi dada pelo secretários de Saúde, André Longo.
O secretário solicitou AOS ambulantes e barraqueiros para que cumpram todas as orientações das autoridades sanitárias, como o uso de máscara, distanciamento social e higiene das mãos.
Também foi liberado o comércio nos bairros, durante 10 horas por dia.
O Plano de Convivência com o Coronavirus também manteve o funcionamento de bares, restaurantes e templos religiosos.
Segundo o secretário, a vacinação terá uma queda no ritmo por conta da diminuição da remessa vinda do Governo Federal.

FOGOS DE ARTIFÍCIO SÃO PROIBIDOS EM FLORESTA

Por Márcio Maia
A Câmara sMunicipal aprovou e a prefeita Rorró Maniçoba (PSB) sancionou a lei que proíbe o manuseio, utilização, queima e soltura de fogos de artifício e de estampidos e artefatos pirotécnicos de efeito sonoro ruidoso no município de Floresta, no Sertão do Estado.
Rorró Maniçoba explicou que a proibição vai trazer benefícios para a vida das pessoas e também dos animais.
A proposta foi feita pelo vereador André Ferraz e contou com o apoio de sete outros parlamentares, inclusive o médico Dr. Severininho, que ressaltou a importância da medida para diminuição da poluição sonora na cidade e distritos.
O autor da proposta disse que o objetivo da proibição é também, prevenir acidentes, muitos deles graves que deixam inúmeras sequelas.
Segundo a prefeita, está definida a punição progressiva, indo de R$ 500,00 para pessoas físicas a R$ 2.000,00 para pessoas jurídicas.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar