Por Marcos Lima Mochila

.

O mundo, estupefato, se pergunta o motivo de estarmos enfrentando uma pandemia de um vírus assassino, perigoso e desconhecido.

Muitos ainda não se deram conta de que, mais uma vez, Deus está querendo que acordemos, que sigamos os seus ensinamentos, que estão bem claros nos ensinamentos da Bíblia – e são por demais conhecidos mesmo por aqueles que nunca a abriram-, conhecidos como os dois maiores dos 10 Mandamentos: “Ame o Senhor, o seu Deus, de todo o seu coração, de toda a sua alma e de todo o seu entendimento” e “Ame o seu próximo como a si mesmo” (Mateus 22:37-39) e, ao dar seu Filho Unigênito, para que nos salvássemos, Ele quis chamar a nossa atenção, quis novamente, nos acordar: “Amai-vos uns aos outros como Eu vos amei. Somente assim podereis ser reconhecidos como meus discípulos” (João 13:34-35).

“Sim´- dirão muitos que lerão estes escritos -, “e o que tem isso a ver com o coronavírus?”

Tem tudo a ver.

Ele está a nos mostrar, como já o fez várias vezes, que devemos mudar nossa maneira de ser, que devemos atentar para esses seus ensinamentos e cumpri-los fielmente. Ele quer nos mostrar que todos somos iguais: brancos, negros, pobres, ricos, feios, bonitos, de qualquer raça, de qualquer religião, de qualquer partido (também, por que não?).

E por que não nos damos conta disso? Por que ainda muitos fecham os olhos para essa realidade que está aí à nossa porta, levando tantas pessoas, exatamente iguais, independentemente de serem tão diferentes.

E para que melhor momento para se fazer essa reflexão do que o Natal? Afinal, é o dia de se comemorar o nascimento de Jesus Cristo, o Filho Unigênito que Deus nos mandou para nos salvar.

Então, que essa reflexão nos leve a mudar, nos leve a cumprir, pelo menos, dois dos 10 Mandamentos de Deus: amá-lo, acima de qualquer coisa e amar nosso próximo.

Se fizermos isso, com certeza venceremos qualquer inimigo, qualquer perigo, qualquer pandemia.

Porque Ele nos disse, bem antes da entrega dos Dez Mandamentos: “Agora, se me obedecerem e cumprirem a minha aliança vocês serão o meu povo. O mundo inteiro é meu, mas vocês serão o meu povo, escolhido por mim”. (Êxodo 19:3,5).

É hora, pois, de aproveitar este Natal e mudar a nossa vida, porque vem aí um Novo Ano e nós também precisamos ser novos.

Que Deus abençoe a todos nós, nos proteja e nos salve.

E que tenhamos um Feliz Natal em todos os dias de nossas vidas!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar