Josias da Lotação promete fazer a diferença na Câmara Municipal de Belo Jardim

Por Marcos Lima Mochila

.

O DEM de Belo Jardim realizou, nesta terça-feira (15/09), a sua convenção para homologação dos nomes dos pré-candidatos a prefeito, vice-prefeito e vereadores.

E foi com proposta de transformação e esperança em dias melhores para Belo Jardim que o Democratas e mais nove partidos aprovaram por aclamação o nome de Gilvandro Estrela (DEM), para prefeito, e Dr Maneco (Solidariedade), como seu vice.

O evento ocorreu na sede do Rotary Clube, entre 15h e 21h e contou, ainda, na coligação, com mais oito partidos, além do DEM e do Solidariedade: Cidadania, Avante,  PSDB, PSC, PL, PTC, PSD e PP, com quase 90 candidatos a vereador.

Entre estes 90, de todos os partidos, destaca-se o nome de um que concorrerá pela 1ª vez a um cargo público, Josias Ferreira Coelho, mais conhecido na cidade como Josias da Lotação, do Solidariedade 77.

Josias é natural de Belo Jardim, onde sempre viveu, constituiu família (tem 4 filhas) e é transportador autônomo que, até recentemente, prestava serviços para a Prefeitura de Belo Jardim, transportando pessoas que necessitam de Tratamento Fora do Domicílio (TFD), instrumento legal que visa garantir, através do SUS, tratamento médico a pacientes portadores de doenças não tratáveis no município de origem, por falta de condições técnicas.

Foi justamente este seu trabalho que o incentivou a concorrer, agora, a uma cadeira na Casa Custódio Ferreira Magalhães, conforme ele explica:

“Há muitos anos eu realizo este serviço de transporte de belojardinenses que necessitam de TFD. Mas, ultimamente, a situação que vejo, no dia a dia de realização dessa tarefa, me traz muita tristeza, porque eu vejo que o povo não é tratado pela Prefeitura – na pessoa do seu gestor e seus secretários -, com o carinho e a atenção que eles merecem. O veículo que eu utilizo para esse transporte tem capacidade para 15 pessoas e, muitas vezes, eu já levei até 22 pessoas, porque são poucos veículos disponibilizados para este fim, e me dói muito ter que deixar alguns para trás, mesmo correndo o risco de ser multado, como já fui algumas vezes”, esclarece Josias, que completa:

“Isso vinha me incomodando, me causando revolta e, até pela solicitação dessas pessoas que eu transporto, eu resolvi apresentar meus projetos à população de Belo Jardim, para poder ajudá-los mais e, mais do que isso, cobrar do gestor um tratamento melhor para eles e para todos os munícipes, que deram seu voto, acreditaram num prefeito que não cumpriu o que prometeu e não tem a mínima vontade de cuidar das pessoas de nossa cidade”.

Josias também faz parte de uma cooperativa de transporte alternativo e quer lutar também por essa categoria.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar