O programa Voa Brasil do governo, visando passagens aéreas mais acessíveis a partir de R$ 200, pretende atingir entre 2 e 8 milhões de brasileiros em sua primeira fase, incluindo aposentados e pensionistas. O ministro Silvio Costa Filho destacou que, apesar da meta de alcançar até 50 milhões de pessoas, o programa começará com grupos específicos em janeiro de 2024.

Ele ressaltou a preocupação em controlar os preços abusivos das passagens, mencionando aumentos injustificados e a necessidade de redução de custos, principalmente relacionados ao combustível de aviação, que representa até 35% do custo das companhias no Brasil. O ministro também criticou a alta taxa de judicialização do setor no país, responsável por 70% dos processos contra companhias aéreas no mundo, afetando os custos operacionais das empresas.

O governo planeja a redução dos preços das passagens em conjunto com as companhias aéreas, mas não possui recursos para subsidiar diretamente essas empresas.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar