Novo mandatário enfatiza união e transparência para impulsionar o clube coral.


Um dia após a surpreendente renúncia de Antônio Luiz Neto à presidência do Santa Cruz, o vice-presidente e empresário Jairo Rocha oficialmente assumiu o comando do clube em uma coletiva realizada no Salão Nobre da Federação Pernambucana de Futebol. Entretanto, seu tempo no cargo pode ser breve, pois ele expressou sua intenção de antecipar as eleições. A coletiva foi conduzida pelo presidente da FPF, Evandro de Carvalho, que detalhou os planos para a antecipação do pleito.

“Vamos homologar a antecipação das eleições e tentar acelerar o processo, pois a eleição deve ocorrer já em outubro. Precisamos do apoio do Deliberativo e do Executivo para formalizar essa antecipação, com aval judicial, a fim de evitar ações de terceiros”, explicou Evandro.

Em suas primeiras palavras como presidente, Jairo Rocha enfatizou a necessidade de união em prol do Santa Cruz e revelou que tem mantido conversas com o advogado da Recuperação Judicial, Eduardo Paurá, para iniciar os trâmites necessários para a antecipação das eleições.

“Precisamos urgentemente de transparência e união. O Santa Cruz sempre foi marcado pela forte união entre seus membros. Aceitei o convite para assumir a presidência ontem. Estamos estudando a antecipação das eleições e estive em reuniões com Eduardo Paurá e sua equipe. Faremos tudo que estiver dentro do estatuto para fazer o Santa Cruz avançar. Não podemos permitir que o clube fique parado, senão todos sairão prejudicados”, destacou o novo presidente.

Jairo Rocha também deixou claro que não se oporá à realização da Assembleia Geral dos Sócios, na qual os associados decidirão sobre a retomada do direito de apreciar propostas relacionadas à SAF coral.

“Não vejo nenhum problema na aprovação dos sócios para a venda da SAF. Qualquer pessoa que contribuir para o clube, especialmente nossa valiosa torcida, é bem-vinda”, acrescentou.

O presidente do Conselho Deliberativo, Marino Abreu, também esteve presente na cerimônia, sinalizando uma possível reconciliação entre os poderes após meses de disputas judiciais. Ele adotou uma postura pacífica e expressou o desejo de trabalhar em conjunto com o Poder Executivo.

“Estou muito contente com a abertura para a conciliação e para trabalharmos juntos pelo bem do Santa Cruz. Precisamos ter calma, pois a pressa não é amiga da perfeição. O ambiente anterior não era favorável para ninguém, nem para o clube. Já conversei com o presidente Jairo Rocha e ele está disposto a colaborar, assim como eu estou, para que possamos avançar juntos, o que é melhor para o clube”, concluiu o dirigente.

Fonte: Fala News

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar