O presidente Luiz Inácio Lula da Silva defendeu a regulamentação das plataformas digitais durante a cúpula entre a União Europeia e a Comunidade dos Estados Latino-americanos e do Caribe (Celac) em Bruxelas. Ele ressaltou a necessidade de combater ilícitos cibernéticos e desinformação, afirmando que o que é crime na vida real também deve ser considerado crime no mundo digital.

Lula enfatizou a importância de estender essa regulação aos aplicativos que recrutam trabalhadores, como o Uber e o ifood, para evitar a precarização do trabalho. Além disso, ele destacou os desafios da revolução digital, incluindo a preservação da democracia e o respeito à diversidade, enfatizando que políticas de inclusão social, digital e educacional são fundamentais para a promoção dos valores democráticos e do Estado de Direito.

O presidente mencionou a Aliança Digital América Latina e Caribe e União Europeia, bem como uma iniciativa da ONU para a regulação das plataformas digitais.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar