A lei visa estimular a participação de um gênero historicamente neglicenciado na cena política.

“Queremos erradicar a cota dos 30%, queremos a mulher na política pelo seu potencial”, disse Michelle, ovacionada por uma audiência de maioria feminina na Assembleia Legislativa de São Paulo, no sábado (6/5).

Porém, Michelle não teve pulso
firme com a declaração e recuou. Em um vídeo divulgado pela própria equipe, Michelle pontua: “Eu sou a favor da cota, sim. Queremos erradicar a cota dos 30%, queremos a mulher na política pelo seu potencial”.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar