Que o jovem prefeito João Campos (PSB), tem se destacado no cenário nacional com trabalho, planejamento, desenvoltura e poder de articulação a frente da cidade do Recife não é mais surpresa para ninguém. Sua aprovação beira a casa dos 80%, João continua o legado político da família, excelência e competência em administração pública.

 João Campo é filho do saudoso Eduardo Campos, ex-governador de Pernambuco por duas vezes. Eduardo foi ministro da Ciência e Tecnologia do Brasil, no mandato do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O socialista também atuou como secretário estadual da Fazenda, foi deputado estadual e federal por Pernambuco. Em 2010, Eduardo foi avaliado por pesquisa do Datafolha, o governador com maior taxa de aprovação do país. Em outubro do mesmo ano, foi reeleito com o maior percentual de votos válidos do Brasil.Sua mãe, Renata Campos é economista, concursada como auditora do Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco. Ela foi coordenadora do programa Mãe Coruja durante o governo do seu marido, Eduardo Campos. João é neto de Ana Arraes, ministra do Tribunal de Contas da União desde 2011 e ex-deputada federal por Pernambuco. Seu bisavô, Miguel Arraes de Alencar, falecido em 2005, foi eleito governador de Pernambuco por três vezes. Dedicou à vida pública aos cargos de deputado federal e estadual de Pernambuco, além de prefeito do Recife. A trajetória política de João Campos foi iniciada em 2015, quando foi secretário de Organização Estadual do PSB. Em 2016, João assumiu o cargo de chefe de Gabinete do Governo de Pernambuco, no mandato de Paulo Câmara. Seu pai, Eduardo Campos, iniciou o legado político no mesmo cargo, 31 anos antes. Em 2018, João foi eleito deputado federal, obteve 460.637 votos, o candidato mais votado da história de Pernambuco. Antes, o título pertencia a sua avó, Ana Arraes (em 2010, com 387 mil votos), e do bisavô, Miguel Arraes (em 1990, com 340 mil votos). Em 2020, buscando voos mais altos, conquistou a prefeitura do Recife. Foi eleito no segundo turno, com 56% dos votos válidos, vencendo a prima Marília Arraes.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar