Esquecendo -se da situação de crise em plena pandemia, o prefeito cria novos cargos aumentando consideravelmente as despesas do município


O prefeito da Vitória de Santo Antão- PE, Paulo Roberto (MDB), enviou para votação na Câmara Municipal de Vereadores no dia 01 de Junho, em caráter de urgência o Projeto de Lei – 17/2021, visando reforma administrativa para criação de 16 novos cargos em sua gestão.

Os novos cargos tem salários que variam de 4 a 10 mil reais, sendo 88 mil reais por mês e mais de 1 milhão de reais por ano. O projeto foi aprovado pela maioria dos vereadores presentes na sessão remota, com pouca transparência e sem o tempo normal para discussões sobre a real necessidade desses novos cargos e a tramitassão da reforma. O vereador Romero Queralvares não compareceu por problemas decorrentes a saúde, já os vereadores Carlos Henrique Queiroz, André Carvalho e Dr. Saulo Albuquerque foram contrários ao projeto.

A Prefeitura está “vendendo” essa reforma administrativa como se estivesse enxugando despesas com a extinção de cargos, mas a verdade é que está criando secretarias e cargos de secretário, com valores muito maiores. Enquanto os salários dos cargos que foram extintos giram em torno de um salário mínimo, a maioria dos cargos criados tem o valor de dez mil reais, que é o maior salário pago a um servidor na Prefeitura da Vitória.

O detalhe é que os cargos extintos não estavam ocupados, ou seja, não havia custos para a Prefeitura e agora com os novos cargos criados, a Prefeitura vai passar a onerar os cofres em torno de cem mil reais todo o mês. Assim, a Prefeitura cria uma falsa ilusão aos contribuintes de que estaria diminuindo os custos com funcionários.

O vereador Carlos Henrique Queiroz afirmou que a reforma administrativa que o prefeito Paulo Roberto, enviou para votação na Câmara Municipal de Vereadores, não passa de articulações políticas visando às próximas eleições de 2022.

vitoriadesantoantao #pe24h

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar