As demandas das famílias rurais do assentamento Cachoeira Furada, localizado no município de Joaquim Nabuco, foram discutidas durante reunião realizada junto com o presidente do Instituto de Terras e Reforma Agrária de Pernambuco (Iterpe), Henrique Queiroz, nesta terça-feira (25). O objetivo da reunião foi escutar a população rural para promover as ações do Propriedade Legal no assentamento.
“O Propriedade Legal é um programa do Governo do Estado de Pernambuco, que através do Iterpe, beneficia as famílias de trabalhadores rurais com o título de acesso legal à terra”, explicou Henrique Queiroz durante a reunião realizada no assentamento.

O trabalho do Iterpe, nos assentamentos, é realizado através de um conjunto de ações de reordenamento agrário que englobam a identificação e cadastradamento das terras e das famílias; medição; análise jurídica dos documentos e emissão dos títulos. A partir dos títulos em mãos, as famílias de agricultores têm chance de acessar outras políticas públicas que visam o desenvolvimento e escoamento da produção.
A reunião contou com a participação do gerente de Assentamentos do Iterpe, Marco Dubeux; o assessor de Projetos e Programas do Iterpe, Cleodon Ricardo; a técnica social do Iterpe, Betânia Coelho; o empreendedor do município, Braz Neto; e a presidente da associação de Cachoeira Furada, Elis Virgínia.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar