O vereador Edijan Enildo (MDB), de Toritama, chegou a ser detido por determinação do delegado Eymard Coutinho. No último dia 11 de março, uma moradora da cidade registrou um boletim de ocorrência contra o parlamentar, acusando-o de invadir sua residência.

De acordo com a queixa, o vereador teria chamado a denunciante de “ladrona” depois de chegar ao imóvel, acompanhado de outras três pessoas e feito ameaças, além de depredado uma porta e uma janela.

A situação gerou bastante polêmica, uma vez que Edijan alega ter defendido sua propriedade. Pessoas ligadas ao vereador atestam que houve arbitrariedade do delegado na condução do caso e contestam a atitude policial por se basear apenas na versão da denunciante.

O prefeito de Vertentes, cidade vizinha a Toritama, Romero Leal (PSDB), é delegado e chegou a comentar o assunto. Em entrevista ao programa Cidade em Foco, da Rede Agreste de Rádios, o gestor afirmou que não havia flagrante para a detenção.

Na visão do prefeito, o delegado Eymard Coutinho errou nas ações, ferindo a Constituição. “Ele pode ser exonerado por uma ação indevida, desqualificada, desprovida de legalidade que ele praticou”, avaliou. “Esse delegado deve ser investigado e punido”, completou Leal. (Do Blog do Magno Martins )

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar