Rosa Weber | Ailton de Freitas

A ministra do Supremo Tribunal Federal (STF) Rosa Weber negou um pedido de habeas corpus coletivo da Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR) para suspender o inquérito aberto de ofício pelo presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Humberto Martins contra a Lava-Jato.
Para a ministra, em uma primeira análise, a abertura do inquérito não caracteriza “patente constrangimento ilegal cuja gravidade exponha os pacientes ao risco de sofrer, caso não deferida a tutela de urgência, lesão irreparável ou de difícil reparação”. Ela escreveu ainda que os alvos do inquérito não estão com sua liberdade em risco, ou seja, não correm perigo de ser presos, por isso não considerou ser o caso de determinar a suspensão.
Após o despacho, proferido na noite de segunda-feira, Rosa Weber enviou o processo para manifestação da Procuradoria-Geral da República (PGR). Em um outro habeas corpus sobre o mesmo assunto, a PGR já pediu à ministra a suspensão da investigação.

Fonte O Globo
Por Bela Megale

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar