IMG-20190519-WA0084
O STF ainda tem na pauta quatro ações que podem gerar gastos extras para o governo de R$ 140 bilhões.

Elas envolvem discussões sobre o Fundef (fixação de valor mínimo nacional), LRF (repartição de receita), TR x inflação (precatórios) e Filantrópicas (benefícios fiscais).

Na quinta-feira, o STF decidiu pela constitucionalidade da URV (atualização monetária), evitando um prejuízo de R$ 2,4 bilhões para a União.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar