26 08 GILON NETO

 

Por Marcos Lima Mochila e Marcelo Mesquita

 

Faltando pouco mais de um ano e um mês para as próximas eleições, os políticos já estão em completa ebulição, nas costuras, nos acordos, nos ajustes.

Na realidade, todos os partidos já têm os seus prováveis candidatos, mas só irão se pronunciar nas convenções que, segundo a Lei 9.504/1997, denominada Lei das Eleições, nos seus artigos 7º, 8º e 9º, que dispõe sobre as convenções partidárias, devem se realizar no período de 20 de julho a 5 de agosto do ano da eleição. Para essa ação, portanto, falta menos de 11 meses.

O presidente Jair Bolsonaro também está atento a esses movimentos e, com certeza, também já está discutindo, nos bastidores, o modus operandi a ser utilizado para as eleições de 2020.

Manifestações em Boa Viagem, nas campanhas de 2018, pró-Bolsonaro
Manifestações em Boa Viagem, nas campanhas de 2018, pró-Bolsonaro

O que se pode ter certeza é que o presidente terá um olhar diferenciado para o Nordeste, onde teve menor votação nas eleições passadas, embora, a julgar pelas manifestações deste final de semana – e apesar de a oposição falar o contrário – tem aumentado o número de nordestinos a seu favor.

Em Pernambuco, provavelmente, o atual presidente da Embratur, o empresário Gilson Machado deverá indicar nomes de sua preferência ao presidente. Isso por conta do nível de amizade que ele tem com Bolsonaro e a confiança que tem do presidente.

Machado deve influir na escolha do  candidato de Recife e de várias outras cidades do Estado, visando já se fortificar para as eleições de 2022, tanto para o governo do Estado como para Alepe como para a composição das chapas de deputados federais e senadores.

O grupo de Gilson vem realizando pesquisas, com base numa nova metodologia que se utiliza da inteligência artificial cognitiva, que se baseia em dados técnicos para as previsões, seguindo um método que se assemelha às pesquisas técnicas que o Grupo TOTAL vem realizando nos últimos 12 anos, com resultados médios de 95% de acertos.

A preocupação de conquistar o Nordeste é notória. Segundo o blog do Jamildo, “em uma aparente provocação aos governadores de oposição no Nordeste, fala-se na criação de uma Frente de Libertação do Nordeste”, em uma “articulação com outros Estados, com pessoas que pensam igual e têm admiração por Bolsonaro e equipe”.

Portanto, é esperar, para ver no que vai dar.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar