O deputado estadual Ricardo Nicolau (Solidariedade) afirmou que a Zona Franca de Manaus (ZFM)  gera empregos em todo Brasil e cobrou que o governo do estado faça uma articulação mais eficiente para mostrar ao país que o modelo é rentável. Recentemente, o governo federal editou dois decretos que, na prática, retiravam a competitividade do Pólo Industrial de Manaus (PIM).

A medida  foi revertida após uma decisão liminar concedida pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, que acatou a Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) protocolizada pela executiva nacional do  Solidariedade, em articulação com a bancada federal do Amazonas. 

“O Amazonas é o único estado do Norte e Nordeste que arrecada mais que recebe e cerca de R$ 15 bilhões vão para União.  As taxas da Zona Franca de Manaus também ficam com a União, então não somos privilegiados. Todo projeto industrial passa por um Processo Produtivo Básico que impõe nacionalização. Portanto, a indústria instalada no Amazonas precisa comprar insumos do país inteiro gerando receita em vários estados. Então, é preciso mostrar ao governo federal e a sociedade brasileira que a Zona Franca de Manaus não é um fardo para o Brasil, muito pelo contrário”, ressalta.  

Por pedrinho aguiar em 12 de maio de 2022 do blog Pedrinho Aguiar
Em Incentivos e benefícios fiscais
Foto divulgação

1 Comentário

  1. ROBERTOFONTESFERREIRADASILVA FONTES - Responder

    A revista cada dia que se passa tá ficando melhor e chegando em vários lugares do Brasil mostrando notícias importantes para que a população brasileira possa ter acesso a uma revista de qualidade contudo que há de melhor em notícias para o seu público que é em geral no Brasil

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar