Por Marcos Lima Mochila

.

O empresário Raimundo Viana nasceu em Gilbués, município piauiense localizado a 800 km de distância da capital, Teresina, no dia 12/05/1988.

Desde cedo, o jovem Raimundo sonhava em vencer na vida, como empresário, para poder dar o conforto merecido à sua família e poder ajudar seus conterrâneos.

Por isso, resolveu morar em Brasília onde teria maiores chances de alcançar seus objetivos.

Na Capital Federal, ainda menino, passou por muitas dificuldades mas, disposto a vencer, não se surpreendeu com as condições nem desistiu de seus objetivos. Trabalhou como ajudante de pedreiro, capinador de lote e chegou a juntar ferro velho na rua para vender.

Já trabalhando como balconista em uma padaria do Guará e sempre estudando, fez um curso de corretor de imóveis, o que foi um grande impulso para seu crescimento. Sempre às custas de muito trabalho e muita dedicação, conciliando sempre emprego e estudo, tornou-se um empresário de sucesso.

A essas alturas, Raimundo já estava na faculdade, formando-se engenheiro civil.

Já formado, em vez de apenas se dedicar à nova profissão, fez dela uma opção a mais para progredir.

Atualmente, como empresário de sucesso, Raimundo já realizou muitos de seus sonhos, principalmente ajudando a família e conterrâneos através de disponibilização de oportunidades de emprego.

Em suas empresas, onde quer que as leve a funcionar, ele faz questão de dispor o máximo de vagas para seus amigos piauienses, motivo pelo que estes representam mais de 90% dos seus funcionários.

Mesmo residindo e mantendo diversas empresas na Capital Federal, Raimundo não esquece suas origens e, pelo menos metade da semana, ele passa em seu estado natal, que ele continua amando e no qual também investe, mantendo propriedades em Monte Alegre e outras cidades do Estado.

Quando perguntado o porquê de manter tantos piauienses em suas empresas, Raimundo deixa escapar o tamanho de seu amor pela sua terra e pela sua gente: “Esse é meu povo, povo sofrido do meu Piauí, e o que eu puder fazer para ajudá-los eu farei”.

Fotos: João Américo

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar