Tag: de

IMG-20180126-WA0084

O Centro Integrado de Ressocialização (CIR), localizado em Itaquitinga, está bem próximo de ter uma parte tornada presídio federal de segurança máxima. Os primeiros entendimentos começaram a ser definidos em uma reunião entre o governador Paulo Câmara e o ministro da Justiça e Segurança Pública, Torquato Jardim. Deverá ser uma Unidade de Regime Fechado (URF). O interesse do Governo Federal, através do Ministério da Justiça, no assunto foi confirmado por Paulo Câmara logo após o encontro ocorrido em Brasília.

Em dezembro, técnicos da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos de Pernambuco receberam o corpo técnico do Ministério da Justiça para uma vistoria na área já construída, como parte dos estudos de viabilidade. Foi verificado que as edificações estão em bom avanço físico para atender aos requisitos da implantação de uma unidade prisional federal.

Também participaram da reunião no Ministério da Justiça, o secretário de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico; o procurador-geral do Estado, César Caúla; e o secretário executivo da Casa Civil, José Neto.

O Centro Integrado de Ressocialização, em Itaquitinga, está funcionando desde o dia 8 passado, quando Paulo Câmara entregou a Unidade I, cujas obras estão concluídas.  As intervenções, que inicialmente foram concebidas para ser uma Parceria Público-Privada (PPP), que caducou em 2015, custaram aproximadamente R$ 10 milhões aos cofres do Governo do Estado.

Durante a visita ao equipamento, o governador aproveitou para assinar a Ordem de Serviço para o início das obras da Unidade II do Complexo Prisional.  Para a conclusão da Unidade II, deverão ser investidos pelo Governo do Estado mais R$ 10 milhões.

IMG-20171220-WA0104

Colocado como pré-candidato à sucessão do presidente Michel Temer pelo PSC, o presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Paulo Rabello de Castro, cumpre agenda no Recife nesta quinta-feira (21)com o deputado estadual André Ferreira. A visita, neste caso, representa o primeiro grande passo do parlamentar para consolidação de sua candidatura ao Senado, no ano que vem.

Pela manhã, Paulo Rabello participará de um seminário promovido pelo LIDE-PE, sobre a econômica brasileira. Gestor do maior banco de fomento da América Latina, que assumiu no início de junho, ele também visitará a sede da Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (Sudene). Em seguida, participa de um almoço em um restaurante da Zona Sul.

Economista e advogado, com doutorado em Economia na Universidade de Chicago, Rabello de Castro, ao assumir o cargo, afirmou que o Brasil “está mais para psicanálise do que para análise econômica”.

“O desafio de assumir o BNDES é realmente um abacaxi. Mas um abacaxi que a gente vai descascar, porque é um banco grandioso, que tem uma contribuição enorme para a história econômica recente do Brasil. Hoje ele sofre de uma perda de identidade, de entusiasmo, para além dos problemas de ter destinado recursos para a JBS ou para Odebrecht, que até bem pouco tempo eram as maiores e melhores empresas do Brasil”, afirmou o economista ao assumir o banco, prometendo colocar o “BNDES nos 220 volts”.

Filiação
Em 18 de novembro, Paulo Rabello de Castro se filou ao PSC, durante um evento em Salvador. Na ocasião, foi aclamado pelos militantes como pré-candidato do partido à Presidência da República. Dono de posições fortes, ao discursar no ato, ele afirmou que “está chegando ao fim o domínio “das elites endinheiradas do Brasil”. “O povo quer transformação. Quando a elite coloca as cartas na mesa, elas são de corrupção”, pontou.

No entanto, ele não informou ao presidente Michel Temer do ato e por pouco não foi demitido do cargo. Aliados do peemedebistas cobraram o afastamento do presidente do BNDES por ele ter “queimado a largada”.

Aos 68 anos, Paulo Rabello de Castro sempre teve proximidade com a política. Se dizendo “avesso a tró-ló-ló”, ele foi o mentor econômico do PFL. Passou pelo Partido Novo até se filiar ao PSC. No Estado também se reunião com o presidente estadual da sigla, o deputado estadual e pré-candidato ao Senado André Ferreira.

Ex-presidente do Lide Economia, Paulo Rebello coordenou até junho de 2016 o Movimento Brasil Eficiente. Em julho de 2016, assumiu a presidência do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), onde ficou até ser nomeado presidente do BNDES em junho de 2017.

Blog da Folha

 IMG-20171125-WA0107

FONTE : TERRA

Lutando contra o rebaixamento, o Sport conquistou grande resultado diante de um desinteressado Fluminense no Maracanã. Carrasco dos tricolores, o atacante André marcou dois ainda no primeiro tempo e Marcos Junior, em uma das poucas chances, descontou com um golaço de bicicleta. O resultado fez os rubro-negros respirarem na tabela e os tricolores protestarem mais uma vez contra a diretoria com gritos de ‘time sem vergonha’.
[25/11 18:10] Marcelo Tim: Debaixo de sol forte no Rio de Janeiro, o jogo começou morno, do jeito que o Sport queria. Afinal, para os rubro-negros, o duelo podia definir a permanência ou não na elite em 2018. Do lado tricolor, já livre do perigo do rebaixamento, Abel Braga prometera um time aguerrido, com ‘postura de guerreiro’ para buscar uma vaga na Sul-Americana. Mas não foi o que aconteceu.
[25/11 18:11] Marcelo Tim: Nos primeiros dez minutos, o Tricolor apenas se defendeu. Não conseguia nem sair jogando e a desatenção tomava conta da equipe. O Sport aproveitou: em falha de marcação da defesa, Marquinhos cruzou rasteiro e André, na pequena área, se antecipou a Lucas e Chaves e abriu o placar. Mais um gol do carrasco do Fluminense, que já havia marcado no primeiro turno e em outras ocasiões.

Antes mesmo dos 20 minutos, os tricolores já demonstravam impaciência no Maracanã. A postura não mudou. E de novo, André aproveitou bobeira da defesa em cobrança de escanteio e fez mais um: 2 a 0 para o Sport. Para irritar de vez a torcida do Fluminense, que cantou ‘time sem vergonha’ e ‘queremos jogador’, além de hostilizar o presidente Pedro Abad.

Com dois de André, Sport vence o Flu no Maracanã e dorme fora da zona
[25/11 18:12] Marcelo Tim: Por incrível que pareça, o resultado parecia definido antes mesmo dos 30 minutos de bola rolando. A chance perdida por Marlon cara a cara com Magrão mostrava que o time de Abel não estava no mesmo ritmo do adversário. Mas, como dizem, futebol é momento. E em um momento de esperteza, Marcos Júnior aproveitou a bola rebatida na área e emendou uma bicicleta – isso mesmo – no cantinho. De uma hora para outra, o clima mudou.

Na volta do intervalo, Abelão arriscou uma nova forma de jogar: sacou Marlon Freitas e Sornoza para a entrada dos velozes Matheus Alessandro e Wendel. A reação, porém, era fogo de palha. André e Diego Souza tiveram calma e experiência para controlar a posse de bola no ataque e o Sport esfriou a partida até os minutos finais.

A torcida pegou no pé do desinteressado elenco tricolor. Gustavo Scarpa, mais uma vez, saiu vaiado de campo. Festa da tímida torcida pernambucana que ainda viu o artilheiro André quase marcar por duas vezes no fim. O apito final veio como um alívio para ambos: o Sport respira na primeira divisão e o Fluminense só tem mais um jogo de sofrimento até o ano que vem. FICHA TÉCNICA
FLUMINENSE 1X2 SPORT
Local: Estádio Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data-Hora: 25/11/2017 – 17h
Árbitro: Dewson Fernandes Freitas da Silva (SP)
Público/renda: 12.819 presentes// 10.660 pagantes// R$219.540,00
Cartões amarelos: Marcos Júnior (FLU); Anselmo (SPO)
Cartões vermelhos: –
Gols: André (11’/1ºT – 0x1), André (22’/1ºT – 0x2), Marcos Júnior (37’/1ºT – 1×2)

FLUMINENSE: Diego Cavalieri, Lucas, Renato Chaves, Henrique e Marlon; Marlon Freitas (Matheus Alessandro, intervalo), Douglas, Sornoza (Wendel, intervalo) e Gustavo Scarpa; Marcos Júnior e Henrique Dourado – Técnico: Abel Braga.

SPORT : Magrão, Raul Prata, Henríquez, Durval e Sander; Anselmo, Patrick, Marquinhos, Diego Souza, Mena; André – Técnico: Daniel Paulista.

20160508-ellen-soares-051 A Banda Fulô de Mandacaru surgiu em 2001, na época Pingo Barros com 10 anos, Armandinho do Acordeon com 15 anos e Diego César (ex-componente) com 15 anos. Começaram tocando no São João de Caruaru e em festas de amigos, conquistando o público forrozeiro. No ano de 2004 surgiu a grande oportunidade de subirem ao palco principal do São João de Caruaru, abrindo as festividades oficiais. Esse fato foi o divisor de águas na carreira dos Garotos Bons de Forró, pois daí em diante começaram a se apresentar em todo o Nordeste, levando a música autêntica nordestina.

Em 2005 fizeram sua primeira Turnê Internacional, na França, realizando 10 shows no período de 27 dias, onde participaram do Festival LE GRAND SOUFFLET juntamente com Renato Borguetti, Silvério Pessoa e uma gama de artistas Internacionais.

Com 15 anos de estrada, 07 CD’s e 02 DVD’s lançados, a Banda Fulô de Mandacaru passou por vários palcos e festivais importantes ao longo de sua carreira, com a mesma autenticidade, cantando de Chapéu de Couro, Lenço no Pescoço e Alpargata de Rabicho.

É sem dúvida uma referência na Cultura Popular, pois canta suas músicas e reverencia os nossos ícones nordestinos. Com uma equipe competente de 15 profissionais, leva muita alegria e energia por onde passa, sendo uma formação no palco de 08 músicos e 07 profissionais da equipe Técnica.

No ano de 2015 a banda percorreu os estados de Pernambuco, Paraíba, Alagoas e Bahia, com públicos recordes. Em Caruaru está presente há 12 anos no palco principal da festividade junina, destacando segundo a Prefeitura do Município o ano de 2013, quando a Banda Fulô de Mandacaru cantou para mais de 130.000 pessoas, público recorde daquele São João, dividindo o palco com Wesley Safadão, Petrúcio Amorim e Gabriel Diniz. Em 2016 a banda completa 15 anos de Forró, levando o novo show numa turnê pelo Brasil.

bla-7965-620x413

A Fulô de Mandacaru é a grande campeã da terceira temporada do SuperStar. A banda vencedora faturou o coração dos brasileiros e vai ganhar um contrato com a Som Livre, além do prêmio de R$ 500 mil. A banda Plutão Já Foi Planeta disputou a rodada Final com a Fulô e atingiu 48% dos votos, ficando em segundo lugar.

REVEJA TODAS AS APRESENTAÇÕES DA FINAL

A emoção tomou conta do palco do reality ao anúncio da grande campeã: “É a vitória do forró, minha gente”, disse a apresentadora Fernanda Lima. Os integrantes da Fulô se abraçaram e agradeceram a votação do público. Até Daniela Mercury chorou com a vitória dos forrozeiros.

Fonte :Gshow

Fechar