Capa_Comida e Tradicao_Nininha_Cepe_tarja branca1.indd

 

CHEF TEO

Cepe leva chef para cozinhar ao vivo na Fenahall

 

Nesta quarta-feira (16), às 18h, o chef Téo Xavier estará ao vivo fazendo receitas do livro Comida & Tradição: receitas de família (Cepe Editora), de Nininha Carneiro da Cunha. Téo foi um dos chefs que preparou as iguarias que ilustram a publicação.

Ele ainda dará dicas preciosas durante os preparos. Como estamos em clima de férias, as receitas são mais voltadas para lanches: empadas ligeiras, sanduíche americano, e pão de sardinha, galinha ou camarão.

IMG-20190116-WA0017

 

Deputados federais e senadores da bancada do PSL no Congresso Nacional vão apresentar no início do ano legislativo (que começa em fevereiro) um PL (Projeto de Lei) que define a obrigação da implantação de tecnologia de reconhecimento facial em locais públicos para auxiliar as forças de segurança pública no combate ao crime e captura de suspeitos ou foragidos.

De acordo com o projeto, a primeira capital onde o sistema seria instalado seria o Rio de Janeiro. O sistema consiste em câmeras especiais que podem ser usadas por policiais ou instaladas em estações de trem e metrô, aeroportos, vias públicas de grande movimento de pedestres e até em pontos estratégicos de comunidades dominadas por traficantes e milícias. O custo estimado não foi divulgado até o momento.

A iniciativa parte de um grupo de cerca de 20 parlamentares eleitos em 2018 pelo PSL, que conta com uma bancada de 52 deputados na Câmara e 4 senadores, e será apresentado pelo deputado Felício Laterça.

“Os chineses estão muito à nossa frente na questão da segurança pública, e como representante do estado do Rio de Janeiro essa tecnologia toda muito me interessa”, afirmou o deputado ao UOL antes de embarcar junto com uma comitiva de 12 parlamentares rumo à China para conhecer o sistema de reconhecimento facial, na terça-feira (15).

Pretendemos dar um choque de segurança pública nas cidades com a ajuda da tecnologia e experiência chinesa. Vamos conhecer o quartel-general de onde é operado esse sistema, assim como empresas que dominam a tecnologia. Nossa ideia é conseguir uma parceria com os chineses e trazer essa tecnologia.

Chineses têm 170 milhões de câmeras com essa capacidade
A China tem em uso o maior e mais moderno sistema de vigilância do mundo, que usa o reconhecimento facial para identificar os cidadãos – e, desta maneira, prender criminosos e suspeitos. No país, existem 170 milhões de câmeras com essa capacidade e outras 400 milhões serão instaladas, de acordo com informações divulgadas pelo governo. Os equipamentos conseguem reconhecer o rosto das pessoas e fazer imediatamente a associação com suas informações registradas.

Essa leitura permite também identificar o gênero e a idade das pessoas. O sistema também associa o rosto do cidadão a informações como o carro que utiliza, suas rotas mais frequentes, a seus parentes e às pessoas com quem ele entra em contato, dados do fisco, profissionais e outros.

No final de 2017, um repórter da rede britânica BBC fez um teste no metro de Pequim, e levou apenas 7 minutos para ser localizado e detido pela polícia depois que sua foto foi inserida no banco de dados de pessoas procuradas do sistema. De acordo com as autoridades chinesas, o objetivo do sistema não é apenas capturar suspeitos e resolver crimes, e sim ajudar a impedi-los.

Críticos do sistema na China acusam do governo do Partido Comunista de usar o sistema para conseguir amplo controle social sobre seus cidadãos, ao vigiá-los sem que percebam ou tenham feito algo de errado. O governo diz que só usa o sistema contra criminosos e não dissidentes políticos.

Atualização constante da legislação contra abuso no uso de dados
Para Renato Opice Blum, advogado especialista em direito digital e professor do Insper (Instituto de Ensino e Pesquisa), a ampla aplicação da tecnologia de reconhecimento facial pelas autoridades no Brasil vai acontecer e trata-se de um caminho sem volta. “É inevitável a adoção deste avanço tecnológico, a questão é como é feita a gestão disso tudo”, afirma o advogado.

Segundo ele, a Lei de Proteção de Dados, aprovada no governo de Michel Temer e que entrará em vigor em 16 de agosto de 2020, é adequada para proteger a privacidade do cidadão nestes casos, além de criar exceções para facilitar o trabalho das forças de segurança pública.

Vejo esse caminho como irreversível. Assim será sempre necessária a vigilância da sociedade e atualização da legislação para evitar abusos no uso destas ferramentas. Foi criada a figura da autoridade brasileira de proteção de dados, que nos próximos anos deve detalhar isso tudo também.

Bolsonaro criticou investimentos chineses no Brasil
Os parlamentares integrantes do partido do presidente Jair Bolsonaro foram convidados pelo governo chinês, que paga todas as despesas da viagem, em um momento de aproximação do Brasil com os EUA, que travam uma “guerra comercial” contra o país asiático, e de tensão nas relações brasileiras com a China.

Durante a campanha eleitoral, o presidente chegou a criticar os investimentos chineses no Brasil. A China é o principal comprador do Brasil no mercado externo, e reagiu afirmando que em qualquer desacordo comercial, o prejudicado seria o Brasil. De acordo com o empresário Vinícius Carvalho, que organizou o grupo da viagem junto ao governo chinês, a visita não tem viés ideológico.

Participam da viagem a senadora eleita Soraya Thronicke, os deputados eleitos Carla Zambelli, Daniel Silveira, Tio Trutis, Felício Laterça, Bibo Nunes, Charlles Evangelista, Marcelo Freitas, Sargento Gurgel e Aline Sleutjes, a deputada estadual Delegada Sheila (PSL-MG), todos do PSL, e Luís Miranda, do DEM.

IMG-20190116-WA0016

 

O governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), declarou nessa terça-feira (15), durante entrevista a TV Asa Branca, que a construção do Hospital do Sertão, em Serra Talhada, é prioridade em 2019 para que as pessoas não tenham que se dirigir a centros médicos da capital, em busca de atendimento.

“A gente também está priorizando a construção de outras unidades, como o Hospital Regional em Serra Talhada, no Sertão, justamente para que as pessoas do Sertão não precisem vir para as unidades do Agreste daqui de Caruaru e até da região Metropolitana”, justificou Câmara.

Serão investidos cerca de R$ 60 milhões num equipamento público com 10 leitos de UTI pediátrica, 10 leitos de UTI adulto e nas duas modulagens, ao final, serão mais de 200 leitos.

Durante a campanha eleitoral, Paulo Câmara prometeu entregar o equipamento até o final deste ano.

Fonte farol de notícias

BOLSO ARMAS

Posse de armas: sim ou não?

Por Arthur Cunha

 

O decreto editado pelo presidente Jair Bolsonaro facilitando a posse de armas de fogo aqueceu um debate bastante acirrado no Brasil, que divide opiniões favoráveis e contrárias. A coluna de hoje trará os principais argumentos resumidos dos dois lados. Como não me omito, quero deixar claro que, pessoalmente, sou contra a flexibilização. Acredito que o Estatuto do Desarmamento (Lei 10.826, de 2003) precisa ser mantido e aprimorado. Mas esse espaço é democrático, e só você, leitor, é dono da sua opinião. Para formular um posicionamento, é preciso ter acesso ao máximo de informações. Por isso, vamos aos pontos de vista.

Começarei pelos argumentos utilizados por quem defende a posse, e, posteriormente, o porte de arma de fogo – esse precisa passar por votação no Congresso Nacional. O Brasil é um país extremamente violento. O uso da arma de fogo, destacam os simpatizantes, é para a defesa pessoal frente a um Estado ineficiente. Evocam, como justificativa, a liberdade de escolha e o direito à autodefesa, pilares de uma sociedade livre e democrática. Não se trata, de acordo com eles, do direito de matar, mas do direito de preservar a própria vida. Eu poderia, nesse cenário, entender que não quero ter armas. Porém, essa decisão caberia apenas a mim, e não ao Estado.

Já os posicionamentos contrários à flexibilização ressaltam que a medida causará um aumento dos crimes por arma de fogo, já que a facilitação do acesso estimulará o tráfico e roubo dessas armas. Outro ponto é o despreparo do cidadão para utilizar o armamento, que precisa de um treinamento prévio para ser manuseado, além de capacitações contínuas. Uma sociedade armada é uma sociedade mais violenta, sacramentam. Defendem que, ao invés de revogar o Estatuto do Desarmamento, é necessário aprofundá-lo. Além disso, armas em casa representam a possibilidade maior de alguém usá-las para cometer suicídio.

Cada um defende o seu lado. Os principais argumentos foram colocados. A leitura sobre o tema, contudo, é extensa e permeada de números, estudos e depoimentos. Uma coisa é fato: essa discussão ainda ficará muito mais acalorada nos próximos meses. Espero que, no final, o povo não saia prejudicado.

Tiro pela culatra – Entrando no campo político, é consenso que o tiro do presidente Bolsonaro saiu pela culatra (trocadilho infame, eu sei). É que o mandatário não agradou nenhum dos lados com o decreto facilitando a posse de armas de fogo. Quem era contra continua do mesmo jeito. E quem era a favor achou que a flexibilização foi muito branda. Dizem, nos bastidores, que o presidente estava recebendo pressão de generais, maçons e juízes liberais para editar o decreto.

BENEDITO BARBOSAPalatável para a mídia – Especialista no assunto, Benedito Barbosa, autor de “Mentiram para mim sobre o desarmamento”, disse, em entrevista, que o decreto pode ter sido configurado de uma maneira que o tornasse mais palatável para a grande mídia e para a opinião pública – o ministro Sérgio Moro, inclusive, teria suas restrições ao documento. Parece que não deu certo, já que o presidente está recebendo críticas dos dois lados. Pelo Twitter, ele afirmou que a medida foi “apenas o primeiro passo”.

Redução de crimes – No dia em que ganhou luz o decreto sobre a flexibilização das armas no Brasil, o governador Paulo Câmara cumpriu agenda em Caruaru, onde anunciou a redução dos índices de violência na cidade. Em relação a 2018, foram 35% a menos de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs). Oposição, a prefeita Raquel Lyra acompanhou a explanação e creditou a redução à “sociedade caruaruense”. No ano passado, PE conseguiu uma redução de 23,2% nos homicídios, um dado muito comemorado pelo governo.

Chave virada – Eleita deputada federal, a vereadora Marília Arraes já virou a chave. Ontem, a petista postou no Instagram um textão contra a reeleição de Rodrigo Maia para presidente da Câmara utilizando a hashtag #MAIANÃO. Quem a apoiou foi o ator-autor-apresentador-humorista-roterista-colunista-ícone-esquerdista Gregório Duvivier. O sócio do Porta dos Fundos postou um comentário, em tom de brincadeira, lançando Marília para a Presidência, em 2022.

MARÍLIA ARRAES

Curtas –

CAPACITAÇÃO – Prestes a assumir seu primeiro mandato na Alepe, Gustavo Gouveia anunciou, no programa de Carlos Peruca, que vai atuar para garantir cursos profissionalizantes e capacitações para o trabalhador da Mata Norte. O futuro parlamentar quer um olhar especial pela região.

PRAZO – Atenção, prefeitos! Vossas excelências têm até o próximo dia ‪31 de janeiro para enviarem ao Tribunal de Contas do Estado (TCE) informações sobre atos de pessoal, incluindo aí os concursos. O órgão disponibilizou, em sua página (www.tce.pe.gov.br), um manual com explicações sobre os procedimentos.

DESMONTE – Por meio do WhatsApp Cidadão da coluna, o ‪(81) 99198-0838, um leitor denunciou um suposto desmonte das políticas públicas de Igualdade Racial em Olinda. De acordo com ele, a prefeitura não renovou o mandato dos conselheiros dessa área.

Perguntar não ofende: Você é contra ou a favor da flexibilização da posse de armas? Responda no ‪(81) 99198-0838 ou no perfil @arthurhbcunha, no Instagram.

Por enquanto, Moro tem uma agenda mais carregada que a do presidente Jair Bolsonaro

O presidente eleito Jair Bolsonaro e o futuro ministro da Justiça, Sérgio Moro, durante visita ao Superior Tribunal de Justiça (STJ).
O presidente eleito Jair Bolsonaro e o futuro ministro da Justiça, Sérgio Moro, durante visita ao Superior Tribunal de Justiça (STJ).

AE Agência Estado

Postado por Marcos Lima Mochila

 

Depois de dar um prêmio de “estadista do ano” para Luiz Inácio Lula da Silva em 2010, o Fórum Econômico Mundial estende o tapete vermelho, agora, para o ex-juiz e ministro da Justiça, Sérgio Moro. Nesta terça-feira (15/01), em Genebra, os organizadores do evento apresentaram sua agenda para o encontro que ocorre a partir da semana que vem na estação de esqui da Suíça.

Por enquanto, Moro tem uma agenda mais carregada que a do presidente Jair Bolsonaro, que faz sua estreia internacional no evento na Europa. A delegação brasileira viaja dia 21 e ainda é composta por um dos filhos do presidente, Eduardo Bolsonaro, pelo chanceler Ernesto Araújo e pelo ministro da Economia, Paulo Guedes.

Fontes do alto escalão de Davos indicaram ao jornal O Estado de S. Paulo que querem saber do ministro quais seus planos para combater a corrupção no país. No dia 22 de janeiro, Moro será um dos principais integrantes de um debate sobre “restaurar confiança e integridade”. Ele divide o palco com a presidente da entidade Transparência Internacional, Delia Ferreira Rubio, e com o especialista suíço Mark Pieth.

“Níveis historicamente baixos de confiança entre acionistas estão no coração de muitos desafios políticos e econômicos no mundo”, escreveu o Fórum. “Como empresários, governos e sociedade civil podem restaurar integridade e confiança em liderança?”, questiona Davos.

FÓRUM DE DAVOS 2

Dois dias depois, Moro será o principal nome de um debate sobre “crime globalizado”. O ex-juiz da Lava Jato divide o palco com o secretário-geral da Interpol, Jurgen Stock, e com uma especialista britânica, Karin von Hippel.

“Um oitavo da fortuna global está envolvida em atividades financeiras ilícitas, o que afeta o funcionamento tanto do setor público como privado”, indicou Davos. “Como novos parcerias podem ajudar a dar um fim a esses ciclos”, propõe o Fórum.

Ao presidente Bolsonaro, Davos reservou um palco exclusivo para que o brasileiros faça sua alocução, provavelmente na terça-feira. Mas, por incertezas no programa diante da ausência de Donald Trump e outros líderes, o evento com Bolsonaro ainda não aparece na agenda oficial de Davos. Os organizadores, porém, insistem que o presidente brasileiro terá seu espaço.

Bolsonaro ainda participará de um jantar organizado pelo Fórum, mas fora do centro de conferências. Ali, vai debater o “futuro da América Latina” em termos de revolução tecnológica com o CEO da Microsoft, com o presidente da Costa Rica, Carlos Alvarado Quesada, Ivan Duque, da Colômbia, Lenin Moreno, do Equador, e o peruano Martin Alberto Vizcarra. “Como a América Latina pode abraçar as oportunidades da tecnologia”, questiona o Fórum, como tema central do encontro.

O brasileiro, porém, ficará de fora de um debate organizado na sala principal de Davos entre os presidentes do Paraguai, Costa Rica, Colômbia, Equador e Peru. Sob o título de “um novo dia na América Latina”, o encontro aponta que, em 2018, “mais de 400 milhões de latino-americanos escolheram seus novos líderes em oito países nas urnas”. “Quais oportunidades e riscos estão adiante, enquanto um novo capítulo se abre na região?”, questionam os organizadores.

Entre os empresários, Paulo Cesar de Souza e Silva, CEO da Embraer, também falará sobre segurança. Luciano Huck, apresentador de TV, ainda foi escalado para falar sobre a “reconstrução da confiança da sociedade na América Latina”. “Uma onda de transformação política pela América Latina visa lidar com as desigualdades e aumentar a participação política”, indicou Davos. Quem não tem agenda por enquanto é o chanceler Ernesto Araújo – que vem promovendo um discurso de críticas à globalização.

RICARDO RAMOS FESTIVAL 2

Da Assessoria de Comunicação

Postado Por Marcos Lima Mochila

 

Durante coletiva de imprensa, o Prefeito de Ouricuri Ricardo Ramos e a Vice-Prefeita Gildevânia Melo lançaram nesta manhã de segunda-feira (14) a Programação Oficial do 1º Festival de Janeiro de Ouricuri. O Festival este ano irá homenagear o Mestre Aprígio e todos os Artesões de Ouricuri e terá atrações locais e nacionalmente conhecidas.

RICARDO RAMOS FESTIVAL 5Além da mudança do nome, a festa acontecerá em dois locais. Nos dias 23 e 24, a festa acontecerá no Espaço Cultural Praça Frei Damião, no centro de Ouricuri, com a apresentação dos artistas locais e de grandes nomes do forró. A decisão foi tomada pelo Prefeito Ricardo Ramos atendendo às reivindicações dos comerciantes locais que tem nos festejos a oportunidade de guinar as vendas. Entre os dias 25 e 27, os festejos acontecerão no Pátio de Eventos (antigo Aeroporto), com a apresentação dos artistas nacionalmente conhecidos.

A grande maioria das atrações foi definida pelo público através de uma enquete realizada no site da Prefeitura de Ouricuri, resultando na seguinte programação:

23/JAN – Limão do Forró, Wawa Pinho, Marcelo Lima e Ébano NunesRICARDO RAMOS FESTIVAL 7

24/JAN – Gatinha Manhosa, Naldo, Banda Base e Januário e Forró Pau de Lenha

25/JAN – Saia Rodada, Felipe Araújo e Douglas & Ângela Espíndola

26/JAN – Jonas Esticado, Léo Magalhães, Barão na Farra e Bob e Zé Vaqueiro

27/JAN – Aviões Sunset, Banda Shock, Thales Lessa e Toca do Vale

Proibição de Coolers

Ricardo Ramos falou também do Termo de Ajustamento de Conduta celebrado com o Ministério Público, Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros e Conselho Tutelar, onde fixa normas a serem seguidas para garantir a segurança do público, entre elas, a proibição de coolers no espaço da festa, evitando que alguém utilize-se do reservatório para acondicionar armas, drogas etc. A medida visa garantir unicamente a segurança do público e não impede que os festejantes levem suas bebidas em recipientes plásticos para o espaço da festa.

RICARDO RAMOS FESTIVAL 1Sem Área VIP

Ricardo anunciou ainda que não haverá Área VIP nas proximidades do palco, uma vez que o festival é realizado com dinheiro público, e por isso, o espaço deve estar acessível a todos que sonham em ver de perto seus artistas preferidos.

Preços Tabelados

Para evitar o superfaturamento das bebidas, lanches e quaisquer produtos comercializados no espaço do festival, o Prefeito anunciou que a Coordenação de Eventos Culturais irá tabelar os preços, de forma a garantir que o público tenha acesso a produtos de qualidade com preço justo.

 

RICARDO RAMOS FESTIVAL 4

Festa Beneficente

Outra novidade incrementada nesta edição com a sugestão da Primeira Dama e Secretária Municipal de Assistência Social Karol Barros, foi o Domingo Sunset Beneficente, onde o público poderá curtir o famoso show Aviões Sunset e outras atrações e também doar 01kg de alimento, que será revertido às famílias carentes ouricurienses. Segundo o Prefeito Ricardo Ramos, a medida inovadora visa garantir que mais famílias ouricurienses possam comemorar os festejos.

Ele foi indicado pelo general Villas Bôas, que deixou o comando do Exército recentemente, sucedido no posto pelo general Edson Leal Pujol

(Foto: Agência Verde-Oliva)
(Foto: Agência Verde-Oliva)

CB Correio Braziliense

Postado por Marcos Lima Mochila

 

O presidente Jair Bolsonaro escolheu o general Otávio Santana do Rêgo Barros como novo porta-voz do governo. O general, até então, chefiava o Centro de Comunicação Social do Exército. Ele foi indicado pelo general Villas Bôas, que deixou o comando do Exército recentemente, sucedido no posto pelo general Edson Leal Pujol.

Bolsonaro ainda não se manifestou oficialmente sobre a escolha de Rêgo Barros. Mais cedo, pelo Twitter, o presidente anunciou o nome BOLSO VILLASdo deputado federal Vitor Hugo (PLS-GO) como líder do governo na Câmara dos Deputados.

O general é natural de Recife e entrou na corporação em 3 de março de 1975, como aluno da Escola Preparatória de Cadetes do Exército. Em 1981, foi declarado aspirante a cadete. Rêgo Barros é bacharel em Ciências Militares, e doutor na mesma área. O militar foi assessor da cooperação militar Brasileira no Paraguai; integrou a Missão de Estabilização das Nações Unidas no Haiti; esteve responsável pela segurança da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio + 20, junto a ONU.

Rêgo Barros também já trabalhou assessoria da Secretaria de Assuntos Estratégicos no Palácio do Planalto e editou o livro Desafios estratégicos para a segurança e defesa cibernética pela Presidência da República.

SEC ANTÔNIO DE PÁDUA 1

Por Márcio Maia

Postado por Marcos Lima Mochila

 

O índice de redução do número de homicídios no Estado de Pernambuco registrado em 2018 foi de 23,2 por cento menor que o do ano de 2017. Essa é a maior queda percentual de um ano a outro desde a implantação do Pacto Pela Vida (PPV) pelo Governo do Estado, no ano de 2007. No período, foram salvas 1.261 vidas, que em dados absolutos, também é a redução anual mais significativa nessa série histórica. De 5.427 Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs) ocorridos em 2017, o número passou para 4.166 vítimas no ano passado.

REDUÇÃO DE HOMICÍDIOS

O mês de dezembro terminou, ainda, como o 13º mês seguido de diminuição desse tipo de crime, com -22,7% ao ser defrontado com o mês equivalente do ano anterior. Em 2017, foram registradas 395 mortes violentas intencionais no último mês do ano, e em 2018, o número de vítimas foi de 305.

Quanto à taxa por 100 mil habitantes em Pernambuco, houve um recuo de 24,1% nos CVLIs em 2018, comparado com o índice de 2017. A taxa no ano passado foi de 43,29 casos por 100 mil habitantes, contra a de 57,05 verificada no total dos 12 meses precedentes. Inclusive, o patamar de 2018 nesse indicador baixou em 19,7% na comparação com o ano de início do PPV, o qual havia sido de 53,91 por 100 mil.

Ações – O secretário de Defesa Social, Antonio de Pádua, ressaltou que os dados espelham a prioridade dada pelo Governo do Estado ao setor de segurança pública. “É evidente que precisamos avançar, porém é inegável que as forças de segurança pública estão, hoje, trilhando um caminho que vem dando resultados efetivos à população”.

Ele disse que foram feitos muitos investimentos no setor. “O investimento em 2018 na área alcançou o recorde de R$ 5,160 bilhões, permitindo ampliar a infraestrutura, aumentar o aporte de recursos para inteligência, renovar viaturas e equipamentos das operativas e contratar 2.860 aprovados nos concursos das Polícias Militar, Civil e Científica, bem como do Corpo de Bombeiros Militar. Isso é priorizar a vida das pessoas. Em 2019, seguiremos firmes no combate à criminalidade para fazer um Pernambuco ainda mais seguro para os cidadãos”.

TRÁFICO DE DROGAS 1 

Por Márcio Maia

Postado por Marcos Lima Mochila

 

Como vem acontecendo em todos os Estados do Brasil, o tráfico de drogas é a principal causa dos altos índices de criminalidade registrados nos últimos anos. O expressivo aumento do consumo de drogas, especialmente maconha, cocaína e crack, fez com que as quadrilhas de traficantes se tornassem poderosas, movimentando bilhões de reais por ano, contrabandeando, além das drogas, armas de grosso calibre.

Como já foi observado e comprovado pelos pesquisadores, um grande percentual das classes sociais média e alta se tornou uma rotineira clientela dos traficantes, cujas “bocas de fumo” nas proximidades de condomínios residenciais, hotéis de luxo e educandários de nível médio e superior, são disputadas a ferro e fogo.

Essa disputa provoca verdadeiras guerras entre os diversos grupos, causando um grande número de assassinatos. Outro motivo de altos índices de homicídios é a inadimplência por parte dos consumidores e também das conhecidas “mulas”, pequenos atravessadores que levam a mercadoria aos compradores.

Índices – Em Pernambuco, segundo levantamento divulgado pela Secretaria de Defesa Social, durante o ano passado, dos 4.166 assassinatos registrados nas Delegacias de Polícia, nada menos de 67,83 por cento foram relacionados ao tráfico de drogas, com ênfase para a disputa por pontos estratégicos e acertos de contas.

Na Região Metropolitana do Recife, a Polícia Civil registrou intensa disputa por pontos de vendas de drogas nas proximidades dos hotéis e da praia de Boa Viagem, por onde circulam muita gente de alto poder aquisitivo. Também foram registradas acirradas e violentas disputas por “bocas” em Santo Amaro, onde o comércio ilegal às margens da Avenida Agamenon Magalhães é intenso.

No Interior, os maiores índices de disputa aconteceram nas cidades de Caruaru, Gravatá, Petrolina, justamente, as cidades com maiores fluxos turísticos.

Durante o último mês de dezembro, o tráfico de drogas foi responsável por 73,44% dos assassínios notificados.

CHARLES GUERREIRO

BATALHAS QUE SÓ OS GUERREIROS PODEM VENCER

Por Joaquim Pereira de Paulo Neto (*)

 

Mais um ano que se encerra e o inevitável balanço desta época nos vem à mente. Como em todos os anos, chega o momento de avaliação das ações, da vida, no que fomos melhores e também no que podemos melhorar mais ainda.

Neste contexto, várias páginas surgem e uma delas chama a atenção em especial, pois envolve um espectro bem maior que somente o lado pessoal. Envolve uma comunidade inteira.

Conversando com meu amigo Charles Guerreiro, que esteve à frente da administração da nossa cidade, Vicente Pires, desde março do ano passado, traçamos alguns paralelos do que é comum, com o que pode ser bem diferente. Para melhor, é claro para, daí, fazer uma reflexão mais profunda do que você pode ser capaz de realizar, desde que se proponha a isso.

O Guerreiro, em sua narrativa, pontua todos os avanços conseguidos nesses quase dez meses de gestão, que começam na decisão pessoal,CHARLES GUERREIRO 1 mas, no entanto, seus desdobramentos impactam na vida de milhares de pessoas. Abrir mão dos momentos com a família, do lazer, das horas de folga e mergulhar nesse desafio talvez fosse a escolha de poucos, porém, pelo coletivo, sacrifícios pessoais podem render boas conquistas, bons momentos de sermos melhores.

A melhoria do patrulhamento da cidade culmina em umas das menores manchas criminais do DF e leva a segurança pra quem não tinha mais confiança. Instalação de 13 papa-lixos nas regiões mais carentes limpa a autoestima dos menos favorecidos, que era manchada pelo lixo.  Os 22 novos abrigos de ônibus fazem usufruir de conforto e cidadania quem já não acreditava mais. Ter seu pleito atendido em minutos, ainda mais realizado pela rede social, isso é surreal. Criticar o que não está de acordo e logo CHARLES GUERREIRO 2em seguida receber uma ligação do próprio administrador, explicando os porquês… aí então seria um sonho.

E pra fechar essa reflexão, poderia ser tudo normal e ponto final, mas pra fazer diferente nosso amigo Charles Guerreiro mandou confeccionar letras gigantes e no meio um grande coração pra formar o portal da cidade ‘’EU AMO VP”, pra gente sempre lembrar que pode ser mais cômodo você se preocupar consigo mesmo, porém é mais gratificante quando você se sacrifica pelo bem comum, fazendo o seu melhor a cada dia e, na hora do balanço anual, pode olhar para trás e dizer: ‘Valeu a pena!’

(*) Joaquim Pereira de Paulo Neto é empresário e integra a diretoria da Revista TOTAL

Fechar