Por Márcio Maia

alf90331O candidato a prefeito de Jaboatão dos Guararapes Neco (PDT) recebeu um grande apoio para que chegue ao segundo turno juntamente com o Anderson Ferreira (PR). Foi a decisão do também candidato Edmar de Oliveira (SD) de abandonar a disputa e passar a apoiar o pedetista.

Neco e Anderson, segundo as pesquisas realizadas pelos institutos de opinião pública, estão liderando as preferências do eleitorado e devem disputar o segundo turno.

Edmar de Oliveira, que já foi vereador de Jaboatão e atualmente, ocupa uma vaga na Câmara Municipal do Recife, disse que Neco é o melhor candidato e tem tudo para realizar uma grande administração. “Neco é jaboatonense, conhece todos os problemas da cidade, pois é vereador há muito tempo e tem a preocupação de resolver os problemas dos mais carentes”.

Neco disse que o apoio de Edmar de Oliveira é muito importante para sua campanha, pois vai aglutinar mais votos o que com certeza, lhe dará a garantia de que poderá alcançar o primeiro lugar no dia 2 de outubro. “Estamos em uma disputa muito acirrada, pois lutamos contra candidatos de grande poder econômico, com campanhas caras. Nós contamos apenas com o apoio do povo de Jaboatão”.

Neco é candidato pela coligação Resgatando Jaboatão e, além de seu partido o PDT, conta com o PTB e o PEN. O candidato mostra muito otimismo pois já recebeu de forma oficiosa, a garantia de diversos partidos que o apoiarão no segundo turno. “Eles entendem que sou o melhor candidato e isso me deixa feliz”, concluiu.

Por Márcio Maia

14238096_1146582175424956_2775473275972668106_nA artista Kátia Rodrigues está sendo considerada como uma das vereadoras a serem eleitas para a Câmara Municipal de Limoeiro, no próximo dia 2 de outubro. Ela faz parte da coligação “Avança Limoeiro”, que apoia a reeleição do prefeito Thiago Cavalcanti (PSDB), por entender que ele vem realizando um trabalho efetivo melhorando as condições de vida dos limoeirenses, seguindo os projetos elaborados por Ricardo Theobaldo. Kátia Rodrigues, que é filha de Toinho de Limoeiro, um dos mais famosos forrozeiros de Pernambuco, tem muitas ideias e projetos para apresentar, inclusive na área da cultura e do turismo, por entender que Limoeiro tem um enorme potencial naqueles aspectos e que precisa ser explorado. “A cultura e o turismo são geradores de muitos empregos e renda para a população de nossa cidade”, afirmou a artista. Ela também irá defender as mulheres de sua cidade, especialmente as que trabalham e precisam de locais apropriados para deixarem os seus filhos menores. “Hoje, a maioria das mulheres tem suas profissões e precisa ter creches com estrutura e profissionais competentes para cuidarem das crianças enquanto elas estão trabalhando. Vamos lutar para que sejam construídas mais creches em nossa cidade”, asseverou. Sobre a descrença da população com a política, Kátia entende que os eleitores devem ter a preocupação de escolher bem seus candidatos evitando aqueles que oferecem dinheiro ou objetos em troca dos votos. “Defendemos o voto consciente dos limoeirenses”, concluiu Kátia Rodrigues.

Blog do Magno

Governo oferece aval para que estados tomem empréstimo (R$ 20 bilhões) e evitem decretar calamidade pública

governadores3Empenhado quase integralmente em garantir o sucesso de seu programa de ajuste fiscal, que ancora o crescimento das despesas públicas ao limite máximo da inflação do ano anterior, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, viu-se cercado na última terça-feira por 25 governadores em busca de mais recursos financeiros. Ao menos 14 deles ameaçam decretar estado de calamidade pública por causa da crise. Meirelles diz que não pode ceder. “Não tem dinheiro”, justifica. Mas ofereceu uma saída: aval da Fazenda para que os Estados tomem novos empréstimos. Segundo ele, os governadores podem levantar até R$ 20 bilhões ainda este ano.

“Existe um espaço na LRF (Lei de Responsabilidade Fiscal) em que a União pode garantir empréstimos contraídos pelos estados e pretendemos usar todo esse espaço para dar aval aos estados que têm condições técnicas de tomar empréstimo até R$ 20 bilhões. Isso é uma ajuda importante, é um aval que torna viáveis empréstimos”, disse o ministro.

Ele garantiu que o Tesouro vai acelerar a autorização para os empréstimos. O instrumento, que servirá para a obtenção de financiamento tanto em bancos públicos, como o BNDES, quanto em instituições privadas, estará disponível a estados com as melhores classificações de risco (A e B), o que, segundo informou, inclui as unidades da Região Nordeste, as que mais reclamam a ajuda federal.

Meirelles informou isso aos governadores na reunião em Brasília, mas o assunto não foi divulgado por eles. O ministro arrisca o motivo: “Eles sabem negociar”, diz, sorrindo.  (Do Diario de Pernambuco)

Blog do Magno

bf5a70a2daPesquisa do Ibope aponta que o candidato do PSB a prefeito do Cabo, Lula Cabral, abriu uma frente de 24 pontos ante o candidato do PSDB, Betinho Gomes. Se as eleições fossem hoje, o socialista teria 52% dos votos contra 28% do tucano, enquanto Gleydson Goes, do Psol, ficaria com apenas 1%. Brancos e nulos somam 18% e 11% não souberam ou não quiseram responder. Quando apenas os votos válidos são considerados, eliminando brancos e nulos, o Ibope constatou que a hegemonia de Lula é ainda maior: ele teria 62% dos votos contra 33% de Betinho e 5% de Gleydson.

Na espontânea, modelo pelo qual o entrevistado é forçado a lembrar do nome do candidato sem o auxílio do disco contendo o nome de todos os postulantes, Lula tem o dobro das intenções de voto: 46% a 23%.  A pesquisa foi realizada entre os dias 14 e 16 de setembro, sendo aplicados 406 questionários. A margem de erro estimada é de cinco pontos percentuais para mais ou para menos sobre os resultados encontrados, com nível de confiança de 95%.  Seu registro no Tribunal Regional Eleitoral é o de número PE­08169/2016.

A predileção pelo candidato do PSB aparece melhor situada entre os entrevistados que têm renda familiar superior a dois salários mínimos, alcançando 55% dos votos na pesquisa espontânea e 59% na estimulada. Nesta última, ele aparece como o favorito de 65% dos eleitores jovens (entre 16 e 24 anos). Outro ponto positivo registrado para Lula Cabral é o fato de ser o candidato com menor rejeição aferida entre os eleitores ouvidos.

Enquanto 44% das pessoas declararam que não votariam de jeito nenhum tanto em Betinho Gomes como em Gleydson Goes, o índice de Lula ficou em 30%. Essa reprovação em relação a Betinho é ainda maior entre os entrevistados com faixa etária superior a 55 anos, chegando em 52%.

O Ibope perguntou também a opinião dos cabenses sobre quem será o próximo prefeito, independentemente da intenção de voto de cada entrevistado. Também neste item, Lula Cabral ganhou disparado, com 71% das respostas, contra 18% obtidos por Betinho Gomes e 0% para Gleydson Goes. Os outros 11% não souberam ou não quiseram responder.

Apatia política e desaprovação ao governo

A pesquisa  traz um perfil preocupante em relação ao Cabo de Santo Agostinho. Dos entrevistados, 54% disseram ter pouco ou nenhum interesse pelas eleições, e a maioria criticou a gestão do prefeito Vado da Farmácia (sem partido). Entre os entrevistados, 65% disseram que o Cabo está “parado” e 23%, “em retrocesso”, enquanto apenas 10% consideraram que a cidade está se desenvolvendo.

A opinião negativa é maior entre os economicamente menos favorecidos, já que 72% dos que têm apenas ensino fundamental e 67% dos que têm renda familiar até um salário mínimo consideraram a cidade estagnada. Ao serem inquiridos sobre os rumos que a cidade está tomando, 82% declararam que o Cabo está no caminho errado e 14%, no certo. 95% dos jovens adultos (entre 25 e 34 anos) se mostraram pessimistas em relação a essa trajetória.

 

Blog do Inaldo Sampaio

prefeito-Geraldo-Julio-e1472090863284Pela 2ª pesquisa do Instituto Maurício de Nassau que o JC publica neste domingo, o prefeito do Recife e candidato à reeleição, Geraldo Júlio (PSB), está em 1º lugar com 34,2% das intenções de voto.

O 2º colocado é o ex-prefeito João Paulo (PT) com 24,8%, seguido por Daniel Coelho (PSDB) com 10,4%, Priscila Krause (DEM) com 4,4% e Edilson Silva (PSOL) com 1%.

Os candidatos Pantaleão (PCO) e Simone Fontana (PSTU) têm, juntos, 0,3% e Carlos Augusto Costa (PV) não pontuou.

Na pesquisa anterior, divulgada no final de agosto, João Paulo tinha 27,7% de intenções de voto, Geraldo Júlio 25,3%, Daniel Coelho 5,9%, Priscila Krause 3,5%, Edilson Silva 0,8%, Pantaleão e Simone Fontana 0,3% (somados) e Carlos Augusto Costa não pontuou.

Esta última pesquisa foi realizada com 816 questionários entre os dias 14 e 15 de setembro e sua margem de erro é 3,5 pontos percentuais, para mais ou para menos.
De acordo com o coordenador da pesquisa, Adriano Oliveira (UFPE), Geraldo Júlio está caminhando para vencer no 1º turno.

Blog do Josias

sergiomorovanessacarvalhofolha1Sérgio Moro estava nos Estados Unidos na última quarta-feira, dia em que os procuradores da força-tarefa de Curitiba divulgaram a denúncia em que Lula foi tachado de “comandante máximo” do esquema de corrupção que implantou no Brasil uma “propinocracia”. O juiz da Lava Jato voara na véspera para a Filadélfia, onde se apresentaria como principal convidado de um seminário organizado pela escola de Direito da Universidade da Pensilvânia sobre a formação de líderes íntegros e a difusão de bons valores na vida pública.

O repórter Rodrigo Rangel, que acompanhou a viagem de Moro, entrevistou-o rapidamente ao final da palestra. O magistrado declarou que nem ele sabe “aonde a Lava Jato vai chegar.” Inquirido sobre a prisão de Lula, foi sucinto: “Sem comentários.” Nos próximos dias, Moro terá de se pronunciar sobre a denúncia da Procuradoria. Acatando-a, converterá Lula em réu. Veiculada na última edição deVeja, a conversa com Moro vai reproduzida abaixo:

— A Lava Jato já prendeu alguns dos maiores empresários do país e alcançou dezenas de políticos dos mais importantes. O que ainda falta? Não tenho ideia. Nem eu sei aonde a Lava Jato vai chegar.

— Como enxerga a crítica de que a Lava Jato tem atropelado direitos dos investigados? Somos muito zelosos com o devido processo legal. A gente segue a lei e outros seguem a política.

— Que outros? Aí fica para sua interpretação.

— Dias atrás, o ex-advogado-geral da União disse que o atual governo quer abafar a Lava Jato. A exemplo do que ocorreu na Operação Mãos Limpas, o senhor vê a política operando para limitar as investigações? Não vejo nenhum movimento do atual governo no sentido de abafar as investigações.

— Vou repetir a pergunta que o senhor mais ouve na rua: o ex-presidente Lula será preso? Sem comentários.

Na palestra, Moro fez um resumo didático da Lava Jato. Defendeu a operação. Mencionou a dificuldade da Justiça brasileira em lidar com processos que envolvem autoridades. Realçou que os protestos de rua representaram um importante suporte da sociedade às investigações.

Moro tratou a Lava Jato como um escândalo, por assim dizer, de dois gumes. “Há um lado negro, por revelar tanta corrupção, mas também um lado luminoso, porque mostra que o Brasil está enfrentando seus problemas e quer se tornar um país melhor, menos corrupto.”

Na fase em que se submeteu às perguntas da plateia, Moro foi instado a comentar a relação da Lava Jato com a crise política brasileira, eletrificada pelas denúncias contra Lula e pela deposição de Dilma Rousseff. O juiz procurou tomar distância da política. Indagado um par de vezes sobre a queda de Dilma, Moro declarou: “Impeachment não é o meu negócio. Posso falar sobre corrupção na Petrobras.”

Folha Pe

Cerca de 1,5 milhão de doses devem ser usadas em Pernambuco

vacina-sumaia-villela_abrComeça nesta segunda-feira (19) em todo o país a Campanha de Multivacinação. Para Pernambuco está prevista a chegada de 1,5 milhão de doses. A campanha é direcionada a menores de 5 anos, crianças de 9 e adolescentes (10 a 15 anos incompletos). O objetivo da mobilização é convocar pais e responsáveis para atualizarem a caderneta de vacinação levando seus filhos aos postos de vacinação, seja para iniciar o esquema de vacinal ou completar as doses que estiverem pendentes.

O dia D da mobilização nacional será no sábado (24). Com a campanha de vacinação, o Ministério da Saúde espera a redução das doenças imunopreveníveis no país e a diminuir o abandono à vacinação. Como a vacinação será de forma seletiva para a população alvo, não há meta a ser alcançada.

A Prefeitura do Recife, durante o período, vai disponibilizar 170 postos, entre Unidades de Saúde da Família, Unidades Básicas Tradicionais, Policlínicas e Upinhas) para aplicação das doses. Os responsáveis devem levar as crianças e adolescentes aos postos de vacinação das 8h às 17h, de segunda a sexta-feira, munidos da caderneta vacinal, para que seja avaliada e o esquema atualizado.

Pessoas com alergias graves (anafilaxias), com doenças febris graves, em tratamento com medicamentos em doses imunossupressoras ou mulheres que estejam amamentando não devem ser vacinadas.

Mudanças no calendário
Em janeiro de 2016, o ministério promoveu alteração no esquema vacinal de quatro vacinas: poliomielite, HPV, meningocócica C (conjugada) e pneumocócica 10 valente. O Calendário Nacional de Vacinação tem alterações rotineiras e periódicas em função de mudança na situação epidemiológica, nas indicações das vacinas ou na incorporação de novas vacinas..

Por Samanta Rúbya

unnamed-1A Prefeitura do Cabo de Santo Agostinho realizou diversas atividades dentro do Programa Saúde nas Escolas. A ação aconteceu na Praia de Suape, e tem por objetivo promover a qualidade de vida dos estudantes da rede pública municipal com acompanhamentos mensais em saúde.

No evento, de iniciativa da Secretaria Municipal de Saúde em parceria com a Secretaria de Educação, estudantes da Escola Municipal Dr. Rui Barbosa receberam aferição de pressão, medição de peso, altura, saúde bucal e ocular, além de avaliação nutricional. Os trabalhos foram realizados  por médico, dentista e Agentes de Saúde.

Lígia Leite, uma das responsáveis pela ação, explicou que os alunos que apresentaram alguma alteração durante as avaliações, foram notificados para que procurassem o Posto de Saúde da Família (PSF) juntamente com os pais ou responsáveis. “Este é um serviço contínuo que, além de integrar profissionais de saúde aos alunos e professores, contribui para a saúde dos estudantes de uma forma mais ampla e rápida”, completou.

unnamed-2 unnamed

Folha Pe

s4_solar_14092016_anderson_stevensA S4 Solar Brasil lançou, no início da noite desta quarta-feira (14), sua primeira etapa da fábrica com capacidade inicial de produção chegando a 200 Megawatts (MW) por ano a partir de fevereiro de 2017, impulsionando a criação de um novo polo de produção de equipamentos de geração de energia renovável. Em julho, a perspectiva é que a empresa adquira mais 200 MW em equipamentos e duplique sua capacidade produtiva.

A S4 Solar vai se instalar em uma área de 5,4 mil metros quadrados, em Suape, no Cone Plug&Play 2, que faz parte da plataforma de multiempreendimentos, que já gera mais de 6 mil empregos diretos. O Cone Suape está em desenvolvimento desde 2010 e mais uma vez se apresenta como solução rápida e de qualidade na oferta de infraestrutura logística e industrial multimodal para novas empresas dos mais diversos segmentos.

Atualmente, o Cone já conta com mais de 70 clientes em pleno funcionamento. E agora, recebe a fábrica de painéis solares totalmente automatizada, sendo também a maior e a primeira do segmento no Nordeste, que vai criar 70 vagas de empregos diretas, além de mais de 500 indiretas. “

Para tanto, foi feito um investimento inicial superior a R$ 80 milhões, com compras de equipamentos e insumos trazidos da China e da Alemanha. Valor que deve ser recuperado em até 36 meses. “É um setor carente no Brasil e que tem demanda de produção”, ressalta o gerente geral da S4 Solar Brasil, Roberto Medeiros, explicando que outras fábricas do tipo também estão se instalando no Sul do Brasil, mas que nenhuma delas possui o PADIS, incentivo fiscal do Governo Federal, concedido através de convênio para troca de tecnologia firmado pela S4 Solar com a Universidade de Brasília, e que vai baratear o custo das placas solares

Ele destaca ainda que tudo o que for produzido em Pernambuco será distribuído pelo país e para o exterior, com preço competitivo e qualidade superior.

Folha de Pernambuo

PrintQuase um mês após iniciada a campanha eleitoral, a segunda pesquisa Ibope, encomendada pela Folha de Pernambuco e Rede Globo, aponta que o prefeito e candidato à reeleição, Geraldo Julio (PSB), cresceu 12 pontos percentuais em relação ao levantamento anterior e assumiu a primeira posição isolada. O socialista aparece com 38% das intenções de voto. Na pesquisa de 22 de agosto, ele tinha 26%, um ponto a menos do que João Paulo (PT), que repetiu os mesmos 27% nas duas sondagens.

O candidato do PSDB, Daniel Coelho, permanece na terceira posição com 13%, oscilando positivamente dois pontos em relação ao levantamento anterior. A postulante do DEM, Priscila Krause, caiu além da margem de erro, indo de 8% para 4% nesta nova pesquisa. Completam a lista Edilson Silva (PSOL), que oscilou negativamente um ponto, de 4% para 3%, e Carlos Augusto (PV), que permanece com o mesmo 1%. Brancos e nulos somam 10%, enquanto outros 4% se dizem indecisos.

Assim como na sondagem estimulada, a pesquisa espontânea – quando não são mostrados os nomes dos candidatos – aponta crescimento das citações de Geraldo Julio. No dia 22 de agosto, ele aparecia com 12% e, agora, é lembrado por 31%. João Paulo também cresceu nesse item, passando de 11% para 21% das citações. Daniel Coelho passou de 2% para 8%; Priscila Krause de 2% para 3%; e Edilson Silva de 1% para 2% Outros foram citados por 1%, mesmo percentual anterior, branco e nulo caiu de 27% para 17%, assim como os que não souberam, que saiu de 43% para 17%.

Segundo Turno

A nova pesquisa Ibope/Folha PE/Globo, também simulou três cenários de segundo turno. No primeiro deles, na disputa entre Geraldo Julio e João Paulo, o socialista leva vantagem. Ele aparece com 50% contra 33% do petista. Nesse quadro, 12% votariam branco ou nulo e outros 5% não opinaram.

No outro cenário, Geraldo aparece com 52% das intenções de voto, contra 28% de Daniel Coelho. Dos ouvidos, 15% votariam branco ou nulo e 5% não opinaram. Já numa eventual disputa entre João Paulo contra Daniel, o petista levaria vantagem, ficando com 43%, contra 38% do tucano. Nesse cenário 13% votariam branco ou nulo e 7% não opinaram.

Rejeição

Com quase um mês de campanha, os números da rejeição começam a alterar. Em relação à pesquisa anterior, cinco candidatos ampliaram esse índice. Mais rejeitado em 22 de março, Pantaleão (PCO) segue na ponta desse item. Ele era citado por 36% e subiu para 46% nessa nova pesquisa. Depois aparece Simone Fontana (PSTU), que foi de 24% para 33% das citações. A rejeição a João Paulo caiu de 33% para 32%.

Na quarta posição aparece Carlos Augusto, que passou de 23% para 31%, seguido por Edilson Silva, que foi de 23% para 30%, Priscila Krause, que passou de 23% para 26%.

Geraldo Julio teve a maior queda nesse índice, passando de 29%, em 22 de março, para 20%, na atual sondagem. Assim como o socialista, Daniel Coelho teve queda no índice de rejeição, passando de 25% para 19%. Afirmaram poder votar em todos saiu de 3% para 2% e não souberam ou não opinaram passaram de 10% para 5%. Os entrevistados puderam citar mais de um candidato, portanto os resultados somam mais de 100%.

A pesquisa Ibope ouviu 1.001 eleitores entre os dias 9 e 13 de setembro de 2016. A margem de erro máxima estimada é de três pontos percentuais para mais ou para menos, com um nível de confiança de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem o atual momento eleitoral. O levantamento está registrado no Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco sob o protocolo Nº PE-09778/2016.

Fechar