IMG-20190416-WA0006

O prefeito Ricardo Ramos inaugurou na noite desta sexta-feira,12, o saneamento e a pavimentação da Travessa Amélia Lins Falcão II, no Bairro Cohab. A solenidade contou com a presença dos vereadores, Carlos Nunes e Irmão Daniel, secretários, autoridades e a população em geral. O saneamento e a pavimentação era um sonho antigo da comunidade, agora, enfim, concretizado.

Ao entregar o saneamento e a pavimentação da travessa, o prefeito Ricardo Ramos destacou que a gestão não faz promessa, mas busca firmar compromissos. Eu me comprometi com os moradores e não podia fazer outra coisa se não calçar mais uma rua.

Essa é a 5ª rua que estamos inaugurando aqui no bairro, dentro do Programa Obra da Semana. Ouricuri está vivendo uma nova fase, um novo tempo, graças a um trabalho de equipe.“Quando entregamos obras como estas, percebemos a alegria das pessoas, isso é um bem extraordinário. O calçamento acaba a poeira, a lama e, ainda ajuda a evitar a possibilidade de doenças.

A pavimentação e o saneamento básico são obras importantíssimas que consideramos uma das prioridades da área de infraestrutura do nosso governo”, observou.

O senhor Souzinha, morador do bairro, destacou que a comunidade passou muitos anos sofrendo na rua. Mas graças a Deus chegou o momento de essa rua ser calçada, com o melhor calçamento. Fim da poeira e da lama. Temos um prefeito que tem palavra, sem ter prometido, mas realizou essa obra para o bem de todos os moradores”, enfatizou.

IMG-20190416-WA0007

Dona Aparecida, moradora do bairro, há 13 anos, comentou, “Gostei, há muito tempo esperava. O serviço foi nota dez, fico muito agradecida”. Outra moradora que estava sorridente e satisfeita, foi dona Cicera, agora, adeus lama e poeira, foi o melhor presente que nossa comunidade recebeu.

Por Chico César/Fotos: Hércules Felix

IMG-20190416-WA0005

IMG-20190415-WA0104

Com o objetivo de combater as Fake News, fenômeno que cresceu assustadoramente nas eleições do ano passado e que foi disseminado através das redes sociais, a deputada federal Marília Arraes (PT-PE) apresentou um Projeto de Lei na Câmara dos Deputados, na última terça-feira (9), que prevê que as decisões da Justiça Eleitoral que derrubaram as notícias falsas apenas durante o período eleitoral continuem valendo após o fim das eleições.

O PL 2149 pretende garantir a efetividade das medidas judiciais adotadas no sentido de remover conteúdos inverídicos disseminados na internet. “Tomamos a iniciativa de apresentar o projeto de lei no sentido de ter uma ferramenta legal para combater as fake news e garantir o bem-estar da Democracia”, afirmou a vice-líder do PT na Câmara.

A disputa eleitoral do ano passado foi marcada pela reprodução em massa de notícias falsas que tiveram influência direta no resultado da disputa. O Brasil é o país que mais acredita nesse tipo de notícia. Cerca de 62% dos brasileiros ou 120 milhões de pessoas são alvo da reprodução em massa dessas inverdades. “Já faz algum tempo que nosso País vem sendo vítima das consequências nefastas desse tipo de problema, mas nas eleições de 2018 tivemos o ápice desse fenômeno”, continuou.

“Não há como negar os efeitos negativos, e graves, dessas notícias fabricadas. O combate efetivo a esse mal é uma urgência absoluta”, finalizou a parlamentar.

Procuradoria da Mulher

A deputada federal também foi eleita procuradora-adjunta da Procuradoria da Mulher da Câmara dos Deputados, que tem o objetivo de garantir a participação mais efetiva das parlamentares nos órgãos e nas atividades da Casa, além de cooperar com organismos nacionais e internacionais na promoção dos direitos da mulher.

DA REDAÇÃO
Inácio Melo
Assessoria de Imprensa

IMG-20190415-WA0012

 

Arcoverde: Zeca contra o vice de Madalena
Por Arthur Cunha
Prefeito por duas vezes, tendo feito gestões bem avaliadas, o médico Zeca Cavalcanti vai concorrer novamente à Prefeitura de Arcoverde – ele terminou o segundo mandato, em 2012, com 88% de aprovação. Zeca vai enfrentar o candidato a ser indicado pela gestora da cidade, Madalena Britto, sua ex-cria política. O provável escolhido será o atual vice, Wellington Araújo. Podemos dizer, então, que o município mais desenvolvimento do Sertão do Moxotó viverá um clássico nas urnas em 2020, envolvendo seus dois principais grupos políticos.

Sem mandato desde fevereiro – não conseguiu reeleger-se federal apesar dos quase 58 mil votos que recebeu -, Zeca não tem outra opção senão a de ir às ruas já agora. E é o que ele está fazendo. Sábado passado, ao lado do ex-deputado estadual Júlio Cavalcanti, seu irmão, ele percorreu vários pontos comerciais na área central de Arcoverde. Também visitou o Centro Comercial Regional e o Cecora, local onde acontece a feira livre.

Nos bastidores, ainda não se sabe se Zeca Cavalcanti fica mesmo na oposição ou se disputará a prefeitura na base do governador Paulo Câmara – o ex-deputado era do grupo do ex-senador Armando Monteiro, que tentou, sem sucesso, o Palácio do Campo das Princesas, em 2018. Uma aproximação com a Frente Popular não está descartada, podendo virar realidade já para o próximo pleito.

Do outro lado, Wellington Araújo não tem a mesma visibilidade da prefeita. Se quiser elegê-lo, Madalena vai ter que gastar muita sola de sapato andando pela cidade. Quem também está no páreo é a vereadora Cybele Roa, que quase tinha o apoio da prefeita na disputa pela Alepe, no ano passado. A parlamentar, contudo, corre por fora.

 

Trunfos – Se Zeca Cavalcanti tem no discurso dois bons governos para mostrar, Madalena Britto possui a seu favor uma gestão bem avaliada em linhas gerais; e com boas notícias ainda este ano: a instalação de um shopping que a prefeitura apoia e uma sede do Compaz. O candidato da prefeita também pode ser beneficiado pela melhoria da distribuição de água na cidade, creditada à Madalena.

IMG-20190415-WA0011

Acusação – No ostracismo, o ex-prefeito Elias Gomes quer voltar à cena o quanto antes em Jaboatão dos Guararapes. Para tal, utilizou suas redes sociais para cair de pau no atual prefeito, Anderson Ferreira. O tucano criticou Anderson por ele ter desfeito a cessão de uma área, realizada no seu governo, para o Senac construir uma escola. Fez uma acusação séria ao dizer que o adversário vai privilegiar algum empresário. Em outras palavras, disse que Anderson quer dinheiro em troca de favores na prefeitura.

Requalificação – O povo de Santo Amaro e o vereador Alcides Teixeira Neto agradeceram à Prefeitura do Recife por mais uma conquista. Desta vez, a requalificação do campo da Mala Velha. Atendendo ao clamor do povo, Alcides solicitou, ainda em 2017, por meio de um requerimento, a intervenção. A PCR atendeu a demanda do parlamentar e já começou os trabalhos.

IMG-20190415-WA0010

Haddad homofóbico – Sim, Carlos Bolsonaro, o Carluxo, filho do presidente, só fala e faz besteira. Presta um desserviço ao país com sua postura infantil e perseguidora. Agora, isso não dá direito de Fernando Haddad insinuar, via Twitter, que o vereador tem uma relação homossexual com um primo; como se isso fosse um desqualificador. O debate tem que ficar no campo das ideias. A vida privada de cada um só diz respeito aos envolvidos. Não deve ser instrumentalizada pela política!

Drops

POSICIONAMENTO – Aguardando uma manifestação do presidente Jair Bolsonaro sobre a denúncia feita pela deputada federal Alê Silva, que estaria sofrendo ameaças de morte vindas do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio. Estranho a inércia do presidente. Se fosse para falar de qualquer cortina de fumaça, Bolsonaro já teria escrito uns dez tuítes.

PARTICIPAÇÃO – Flores recebeu a equipe da Amupe com o projeto Gestão Cidadã; uma iniciativa em parceria com a União Europeia, que tem por objetivo contribuir para consolidação de gestões mais participativas. Do Pajeú, foram selecionados para participar outras cinco cidades: Santa Cruz da Baixa Verde, Calumbi, Carnaíba, Solidão e Tabira.

ACIDENTE – Faleceu, em um grave acidente na BR 232, entre Tacaimbó e Belo Jardim, o ex-vereador de Sertânia Zequinha dos Correios. Sua esposa e outra mulher que se encontrava no veículo foram socorridas. O carro onde eles estavam colidiu com um táxi.

Uma pergunta: a prefeita de Arcoverde lançará mesmo seu vice, em 2020?

O primeiro passo para melhorar a vida financeira, segundo o economista, é simplesmente deixar de fazer o que está errado

Eduardo Moreira, economista (Reprodução)
Eduardo Moreira, economista (Reprodução)

Por Branca Nunes

Postado por Marcos Lima Mochila

 

 

Ex-sócio do Banco Pactual, Eduardo Moreira foi eleito em 2016 um dos melhores economistas do país. Com sete livros publicados, entre eles o best seller Encantadores de Vidas, ele conta por que deixou o mercado financeiro para ensinar às pessoas como economizar dinheiro.

“O que os bancos fazem é uma covardia”, afirma. “Quando você detém o conhecimento e o outro não, torna-se uma relação covarde. Nos meus cursos, mostro que entender o mundo das finanças é cem vezes mais simples do que se imagina. Existem basicamente duas coisas: ou você tem uma participação num negócio ou empresta dinheiro para um negócio”.

Para Moreira, independência financeira não é ter dinheiro para nunca mais trabalhar, mas não depender de ninguém para dizer o que é certo ou não fazer quando investe. “Os cinco maiores bancos do país cobram, só de tarifa, mais de R$ 130 bilhões por ano. Isso equivale ao orçamento da saúde e é maior que o da educação”, conta. “Nunca vi um banqueiro celebrar o lucro de um cliente e perdi a conta da quantidade de vezes que vi banqueiros comemorarem os lucros em cima dos clientes”.

O primeiro passo para melhorar as finanças, segundo Moreira, é simplesmente deixar de fazer o que está errado. “O que se ganha numa aplicação, por exemplo, é bem menos do que o que se paga de tarifas”, ensina.

Em meio à maior crise financeira das últimas décadas, por exemplo, Moreira observa que os bancos tiveram lucros recordes em todos os trimestres. “Você sobe cinco centavos o preço da passagem de ônibus e a população para o país”, diz. “Enquanto isso, os banqueiros continuam felizes. Se os pobres e a classe média soubessem realmente como funcionam as coisas, eles fariam a revolução. O sistema de impostos é um crime. Os ultrarricos, por exemplo, pagam em média 6,9% de imposto de renda. O Brasil é um paraíso fiscal”.

Para Moreira, o primeiro passo é respeitar a verticalidade e a horizontalidade dos impostos. Os seja, pessoas que ganham rendas similares, deveriam pagar alíquotas similares. Parece óbvio? Sim, mas não é o que não acontece no país.

14 04 EDUARDO MOREIRA 1

Os bancos, os ricos, o poder e a pobreza

O jornalista Augusto Nunes entrevistou Eduardo Moreira em seu programa “Perguntar não ofende”, na Jovem Pan News. Ao final da entrevista, Moreira afirmou em alto e bom som:“Se as pessoas soubessem como funcionam as coisas, os pobres e a classe média fariam uma revolução”, disse o economista na entrevista.

Recife foi salvo de uma catástrofe no dia 12 de maio de 1985, em que um incêndio poderia acabar com o bairro do Recife e mais quatro bairros

Navio petroleiro carregava 1500 toneladas de ''gás de cozinha'' quando um dos seus três tanques entrou em chamas (Foto: reprodução/Internet)
Navio petroleiro carregava 1500 toneladas de ”gás de cozinha” quando um dos seus três tanques entrou em chamas (Foto: reprodução/Internet)

Por Marcos Lima Mochila

 

Só quem tem mais de 50 anos deve lembrar de Nelcy da Silva Campos e de como ele evitou que acontecesse um incêndio catastrófico Recife, em 12 de maio de 1985.

Nelcy da Silva Campos: o "Herói Pernambucano Contemporâneo"

Nelcy da Silva Campos: o “Herói Pernambucano Contemporâneo”

Após seu feito, Nelcy ficou conhecido como o “Herói Pernambuco Contemporâneo”.

O INCÊNDIO

Passava de 1h30 do dia 12 de maio de 1985. O navio petroleiro Jatobá estava atracado no Porto do Recife e carregava 1500 toneladas de gás butano – conhecido como gás de cozinha – quando um dos seus três tanques, na casa de máquinas, explodiu, sendo tomado pelas chamas. O fogo ameaçava explodir cerca de 153 mil m³ de produtos inflamáveis que estavam no Parque de Tancagem do Brum. Uma explosão no local destruiria tudo num raio de cinco quilômetros, atingindo os bairros de Santo Antônio, Recife Antigo, Boa Vista, Brasília Teimosa e Pina, desaparecendo grande parte da cidade que conhecemos hoje.

Segundo um artigo da Fundaj sobre o tema, as chamas chegaram a atingir 20m de altura. Todo o efetivo do Corpo de Bombeiros foi acionado, mas o fogo não cedeu, tendo o Governador Roberto Magalhães na época tomado todas providências que estavam ao seu alcance.

Agindo como herói, Nelcy Campos, prático da barra (um tipo de guia de embarcações), aceitou realizar aquilo que poderia ter sido uma missão suicida: rebocar o navio que estava em chamas para o alto mar, na tentativa de evitar a catástrofe. Mas, ele realizou o feito e saiu ileso.

Nelcy Campos nasceu no Recife no dia 21 de janeiro de 1931 e morreu aos 59 anos, no dia 27 de setembro de 1990, de causas naturais.

Busto é feito de resina com pó de mármore (Foto: divulgação/Porto do Recife)
Busto é feito de resina com pó de mármore (Foto: divulgação/Porto do Recife)

 

HOMENAGEM

Em setembro de 2003, o Prático de Barra foi homenageado pela Marinha do Brasil com a colocação de um busto de mármore junto ao Terminal Marítimo de Passageiros, na Praça do Marco Zero do Recife.

O projeto de restauração dos armazéns tirou a peça do local, mas, no dia 29 de maio de 2015, duas semanas depois do aniversário de 30 anos do acontecimento, a imagem foi colocada de volta ao seu local de origem, em cerimônia realizada pela Capitania dos Portos.

O busto teria ficado guardado em uma sala do prédio administrativo do Porto do Recife desde 2012. A Assessoria de Comunicação do Porto disse que a imagem não era exibida porque estava faltando a manutenção da peça (ela ainda estava com resquícios de quando fora retirada), além de uma base que a sustentasse.

A peça foi restaurada pelo artista plástico Demétrio Albuquerque, o mesmo que, em 2003, fez o busto, que é feito de resina com pó de mármore.

Além de ter esculpido a peça, Demétrio carrega admiração pelo prático da barra pernambucano por sua independência e seu profissionalismo. “Já fiz grandes figuras pernambucanas e eu ligo o caráter delas à pernambucanidade, é algo da região. Eu o admiro pela independência de ter ido resolver a situação sem jogar o problema para um superior, por exemplo. E também por seu profissionalismo, de não só ir trabalhar e fazer o de sempre, mas de ver um problema e ir resolvê-lo”, afirma.

14 04 CRIVELLA

Da Redação do Jornal da Cidade Online

Postado por Marcos Lima Mochila

 

 

Sem recuo, com ‘sangue nos olhos’, o prefeito do Rio de Janeiro partiu para o enfrentamento, franco e direto contra a Rede Globo.

O desespero definitivamente tomou conta da emissora. As benesses de outrora, as verbas bilionárias de publicidade não existem mais. A fonte secou.

A solução encontrada é atacar. Crivella não se intimidou.

Veja abaixo o forte teor da Nota de Repúdio emitida:

1) De forma desrespeitosa, os jornalistas da TV Globo têm dirigido perguntas ao prefeito Marcelo Crivella, na tentativa de pôr na boca do prefeito declarações que não foram feitas pelo alcaide;

2) A TV Globo tem faltado ao respeito com milhões de cidadãos cariocas, que passam horas do dia assistindo a um simulacro das ações do governo municipal, que sozinho luta para recuperar a infraestrutura de uma cidade que há décadas não recebe investimentos suficientes;

3) É importante destacar que os milhões de reais que a TV Globo recebeu de publicidade para divulgar ações marqueteiras da gestão anterior seriam mais do que suficientes para concluir as obras nas 31 comunidades, paralisadas ainda na gestão passada;

4) A verdade é que as Organizações Globo têm sangue nas mãos. Os mais de R$ 170 milhões recebidos da gestão passada, para divulgar o “Sonho Olímpico”, poderiam ter salvado vidas de pessoas que, lamentavelmente, nos deixaram, por falta de recursos que hoje não temos;

5) Esses mesmos inquisidores (que não podem ser chamados de jornalistas), que hoje se arvoram em condenar uma administração que herdou uma cidade quebrada, não viram os desmandos de anos que levaram o Estado e a Cidade do Rio à bancarrota?

6) O Rio estava com suas contas comprometidas, desde 2016, como mostra o extenso voto do conselheiro do TCM, Ivan Moreira. Em sua exposição, “destacou pontos frágeis como a municipalização dos hospitais Rocha Faria e Alberto Schweitzer, que contribuiu sobremaneira para o déficit orçamentário verificado; a não adoção de ações sanativas para a situação do Funprevi; e os cancelamentos de empenhos, entre outros”, está escrito no site do TCM;

7) E sabe por que os jornalistas das Organizações Globo não viram isso? Porque muitos deles recebiam polpudas remunerações por palestras encomendadas pelo ex-presidiário Orlando Diniz, ex-presidente da Fecomércio-RJ e que hoje tem que explicar os desvios de milhões de reais;

8) Matéria do site “Intercept”, de 9/11/2017, traz a lista de alguns desses valorosos e independentes jornalistas. Detalhe: alguns são apresentadores de Telejornais da TV Globo e que hoje cobram do prefeito Marcelo Crivella a aplicação de recursos. Caso consciências tivessem, devolveriam esse dinheiro aos cofres do Sistema S, que vive de subsídios que fazem falta aos gestores públicos;

9) Esse linchamento público voltou a acontecer na quinta-feira (11). Em entrevista coletiva, no Palácio da Cidade, o prefeito falava sobre as medidas já tomadas para trazer o município, em especial na área de trânsito, ao seu ritmo normal. De forma imperial, a repórter tratou o prefeito como se este estivesse em um tribunal e não numa entrevista coletiva. Vejam a batalha:

Repórter: Agora prefeito a cidade está parada ainda…

PREFEITO: não, não está parada…

Repórter: esperando para retomar, as pessoas estão demorando para chegar…

PREFEITO: não, não, não…

Repórter: Tem sete pontos de interdição ainda

PREFEITO: começa a sair, como se fosse encerrar a coletiva “Obrigado, obrigado”

Repórter: As pessoas têm realmente pressa de chegar…

PREFEITO volta: É impressionante como a Rede Globo faz campanha contra mim, não é contra mim não. A cidade não está parada, a cidade está se movimentando, a única cidade…

Repórter interrompe: Prefeito, desculpa, as pessoas têm pressa para retomar suas vidas…

PREFEITO tenta continuar: “A única, a única…

Repórter insiste: O senhor me permite

PREFEITO: Eu vou permitir. Mas é impressionante, é impressionante como vocês fazem oposição, não a mim, mas ao Rio de Janeiro…

Repórter: Prefeito, o senhor está enganado (interrompe de novo)…

PREFEITO: Não estou enganado não…

Repórter: Nós estamos reproduzindo o que as pessoas estão encaminhando pra gente. O senhor me permite…

PREFEITO: Você acabou de fazer a pergunta? Eu quero saber, se você acabou de fazer a sua pergunta?

Repórter: Sim, a minha pergunta é essa: o senhor não acha que tem uma demora?

PREFEITO: Quer fazer outra? Eu posso responder? É impressionante como a Rede Globo de televisão é absolutamente contra a cidade do Rio de Janeiro. É a televisão que anuncia o tempo todo os problemas do Rio, que faz drama sobre coisas corriqueiras que acontecem na nossa vida desde que eu nasci aqui (falando sobre a retomada do ritmo da cidade).

Repórter: O senhor acha que o que aconteceu foi um drama corriqueiro? Perdão prefeito, o senhor acha que o que aconteceu, a pior chuva em 22 anos, foi um drama corriqueiro?

PREFEITO: A cidade do Rio de Janeiro, a cidade do Rio de Janeiro…

Repórter insiste: dez pessoas mortas?

PREFEITO: Não, não, não, não vou falar com você, me dá licença, é um direito que eu tenho. A cidade do Rio de Janeiro, desde a minha infância, sofre problemas no trânsito. Esses que eu disse são corriqueiros. São problemas que a gente enfrenta porque temos dificuldades com a nossa topografia. Nós somos uma cidade com muitas montanhas, com muitos túneis, com vias estreitas e temos sim problemas com o trânsito. É claro que os desabamentos, que nós já temos uma Geo-Rio de 50 anos, procuramos evitar, mas nem sempre conseguimos. Lamentamos profundamente nossas tragédias. Agora é preciso aprender com elas e não fazer campanha política, não fazer exploração, o que a Globo quer é dinheiro na sua propaganda, o que ela quer é que a gente faça uma festa no carnaval e ela possa vender R$ 240 milhões com a Prefeitura pagando todo o carnaval. Isso está errado. Então, o que elas fazem é chantagem, é chantagem, isso não tem nada a ver com interesse da cidade. E seguramente não vão colocar isso no ar.

10) Não vamos ceder a pressões financeiras de um grupo de mídia que insiste em editorializar a cobertura sobre as chuvas, deixando de lado a prestação de serviço público, informação e orientação a uma população tão sofrida como a carioca.

VEJA OS VÍDEOS

Para assistir os vídeos, utilize o link a seguir: https://www.jornaldacidadeonline.com.br/noticias/14141/crivella-nao-recua-vai-ao-ataque-e-em-nota-de-repudio-destroi-a-rede-globobaixo um outro vídeo onde fica patente a diferença de tratamento da Rede Globo com relação ao prefeito anterior e o atual, em situações semelhantes:

 

13 04 CMM-2019

Por Marcos Lima Mochila

 

Quem esteve presente à XXII Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, que se realizou na semana passada (De 8 a 11 de abril), no Distrito Federal, presenciou a grande ação desenvolvida pela Revista TOTAL durante o evento, que culminou com a festa de entrega do Prêmio Destaque TOTAL aos prefeitos pernambucanos.

Essa movimentação chamou a atenção, principalmente, dos participantes de outros Estados, que ainda não conheciam a Revista TOTAL, o que os surpreendeu.

Julvan Lacerda - Presidente da Associação Mineira de Municípios
Julvan Lacerda – Presidente da Associação Mineira de Municípios

Um desses participantes foi o presidente da AMM – Associação Mineira de Municípios, localizada no bairro da Cidade Jardim, em Belo Horizonte (MG), Julvan Lacerda. Ele ficou tão entusiasmado com o que presenciou que fez questão de cumprimentar nossos diretores Marcelo Mesquita e Joaquim Neto, ao mesmo tempo em que os convidou para participarem e desenvolverem as mesmas ações, no 30º Congresso Mineiro de Municípios, que se realizará nos dias 14 e 15 de maio deste ano, em Belo Horizonte (MG), no Estádio Governador Magalhães Pinto, conhecido como Mineirão.

Estádio Governador Magalhães Pinto, conhecido como Mineirão.
Estádio Governador Magalhães Pinto, conhecido como Mineirão

O Congresso Mineiro de Municípios é um tradicional evento promovido pela Associação Mineira de Municípios (AMM) e que já consagrou a sua marca na agenda municipalista do país. Este ano, terá como tema “Novos governos. Perspectivas, Desafios e Compromisso com os Municípios”.

O público, composto por prefeitos, vice-prefeitos, vereadores, secretários municipais, agentes públicos, imprensa e sociedade, terá acesso a uma robusta programação voltada para a gestão pública municipal, englobando salas técnicas, debates, fóruns, seminários, encontros e a grande Feira para o Desenvolvimento dos Municípios – já em sua 34ª versão -, o que transformará o Mineirão no maior movimento municipalista do Brasil.

Com uma expectativa de público de 10 mil pessoas, o Congresso é um momento não só de aprendizado, mas de troca de experiências e casos de sucesso. “E é isso que os gestores mais precisam: experiências para trazer resultados satisfatórios e positivos; e união para chegar lá”, destaca o presidente da AMM e prefeito de Moema, Julvan Lacerda. Os participantes poderão conferir também a entrega do “IX Prêmio Mineiro de Boas Práticas na Gestão Municipal” durante o evento e conhecer os projetos vencedores.

Um momento importante do Congresso Mineiro de Municípios será a posse do presidente da AMM, 1º vice-presidente da CNM e prefeito de Moema, Julvan Lacerda, e de seus 43 diretores, eleitos para a gestão 2019-2021.

O diretor-presidente do Grupo TOTAL já confirmou a participação da Revista TOTAL nesse grandioso evento, levando consigo, além dos diretores das regiões Sul/Sudeste e Centro-Oeste, Sérgio Redó e Joaquim Pereira Neto, respectivamente, além dos editores-chefes da Revista TOTAL e do Blog da Revista TOTAL, respectivamente, Márcio Maia e Marcos Lima Mochila.

13 04 FBC COM MINISTRA DA AGRICULTURAPor Repórter do Povo

Postado por Marcos Lima Mochila

 

O líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), acompanha a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, em visita a Petrolina (PE) nesta segunda-feira (15) para reuniões com produtores de frutas e anúncio de investimentos para agricultura irrigada.

À tarde, a comitiva irá ao distrito de Maniçoba, em Juazeiro (BA), para conhecer uma estação de bombeamento e uma fazenda de produção de uva e manga. Em seguida, acompanhará apresentações da Codevasf sobre tecnologia e inovação em irrigação e do Banco do Nordeste sobre financiamento de energia fotovoltaica.

Ainda em Juazeiro, a ministra Tereza Cristina visitará o Centro de Excelência em Fruticultura, onde será assinada a liberação de financiamento do Banco Nordeste para expandir a produção de vinho na região do Vale do São Francisco.

De volta a Petrolina, a agenda prevê reunião com exportadores no auditório Nilo Coelho.

13 04 FBC FILHO

O deputado federal Fernando Filho (DEM) vai aproveitar essa visita da ministra da Agricultura a Petrolina para reivindicar uma grande demanda dos fruticultores do município: a reabertura do novo Centro de Abastecimento de Petrolina (Ceape), desativado em 2015 pela gestão municipal passada.

“Petrolina perdeu muito com o fechamento do Ceape. Vamos buscar os recursos necessários para a reabertura do Ceape, que é muito importante para o escoamento da nossa produção de frutas, além de gerar cerca de mil empregos diretos e indiretos”, afirmou Fernando Filho.

13 04 RT BOLSO

Por José Socram de Lima*

 

A mais nova edição da revista TOTAL já está circulando, desde o início deste mês, nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste.

13 04 RT TRUMP

Tem chamado a atenção dos leitores a segunda capa com o título em inglês e, internamente, uma matéria totalmente traduzida para o inglês (trabalho da tradutora Piera Leal {RJ}).

Àqueles que têm enviado e-mails para a Redação, temos explicado o motivo dessa novidade na edição 105. É que nosso diretor da Região Sul, Sérgio Redó, tem negócios fora do país e, como estará viajando para os EUA na próxima semana, deu a ideia e resolvemos atendê-lo e, ao mesmo tempo, fazer o que a Revista TOTAL gosta de fazer: inovar.

Além dessas duas matérias de capa que abordam a viagem do presidente Jair Bolsonaro aos Estados Unidos, a edição traz outras matérias de realce, como a entrevista com o ex-governador de Pernambuco Joaquim Francisco, duas matérias especiais: uma sobre O Perigo das Quedas na 3ª. Idade, com o fisioterapeuta pernambucano Sandro Araújo e uma do policial federal aposentado João da Água, falando sobre a sua lealdade às famílias Arraes e Campos e a Coluna de Márcio Maia. Como novidade, esta edição também trás uma novidade: a Coluna do Mochila, editor do Blog da Revista Total.

Vale a pena, portanto, conferir todo o conteúdo dessa nova edição.

O deputado diz que Pacto Federativo sairá do papel (Foto: Divulgação)
O deputado diz que Pacto Federativo sairá do papel (Foto: Divulgação)

Postado por Marcos Lima Mochila

 

O presidente da Frente Parlamentar Mista em Defesa do Novo Pacto Federativo, o deputado federal Silvio Costa Filho (PRB), participou nesta quarta-feira (10), de um painel na 22ª Marcha em Defesa dos Municípios, em Brasília. Durante o encontro, que reuniu mais de quatro mil prefeitos de todo o país, o parlamentar destacou o trabalho que está realizando à frente do grupo e a importância do Novo Pacto para o crescimento dos estados e municípios do Brasil.

No encontro, o parlamentar destacou os temas que devem entrar na ordem do dia do Congresso Nacional ainda neste primeiro semestre, como o repasse de 1% a mais do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), a PEC 61/2015 – que foi aprovada no Senado Federal e facilita o repasse da verba das emendas individuais dos parlamentares para estados e municípios, além da Lei Kandir, Lei das Licitações, Lei dos consórcios, entre outros.

Silvio Costa Filho acredita que o Novo Pacto Federativo vai sair do papel. “Quero agradecer a todo o Congresso Nacional o privilégio de poder, neste momento histórico, presidir a frente parlamentar do Novo Pacto. Sei que hoje em dia quando a gente fala do pacto federativo, infelizmente muita gente não acredita que essa agenda vai sair do papel. O mandato que mais aprendi foi o de vereador. Desde então aprendi a ser um municipalista convicto.

O deputado disse, ainda, que durante o encontro que teve com o ministro da Economia Paulo Guedes, em Brasília, ele aproveitou a reunião para lembrar que o futuro do Brasil não está em Brasília, mas está sobretudo nos municípios do País. “Ninguém pode falar em crescimento econômico, geração de emprego e renda, melhorias em áreas importantes, se não valorizarmos os municípios brasileiros. Ou a pirâmide se inverte ou os municípios vão quebrar”, destacou o parlamentar.

A XXII Marcha em Defesa dos Municípios, que iniciou nesta segunda-feira (08) tem a presença de cerca 8 mil participantes, entre prefeitos, vice-prefeitos e representantes de executivos municipais do Brasil. O evento promove o diálogo, com objetivo de construir um novo pacto federativo que permita enfrentar com eficiência a necessidade de ofertar para a população brasileira mais e melhores serviços públicos.

Marcelo Mesquita, diretor-presidente do Grupo TOTAL, com Sílvio Costa Filho e o presidente do TCU
Marcelo Mesquita, diretor-presidente do Grupo TOTAL, com Sílvio Costa Filho e o presidente do TCU

“Quero propor que façamos uma visita ao presidente do Tribunal de Contas da União, José Múcio Monteiro, e ao Ministério Público Federal, para que o pacto não discuta apenas o aumento de receitas, mas valorize os prefeitos do Brasil. Uma agenda que valorize a todos. Temos que sair com um encaminhamento nessa direção. Estou confiando que esse pacto vai sair do papel. Do jeito que está fica ingovernável para os representantes dos municípios. Só vamos conseguir gerar emprego e renda se estimularmos o crescimento econômico dos municípios.

Marcelo Mesquita com o presidente da CNM
Marcelo Mesquita com o presidente da CNM

 

O presidente da Confederação Nacional dos Municípios – CNM, Glademir Aroldi (Na foto à esquerda com Marcelo Mesquita, diretor-presidente do Grupo TOTAL), destacou a importância do trabalho da Frente no Congresso Nacional.

“O deputado Silvio Costa Filho propôs a Paulo Guedes a criação de um grupo de trabalho para discutir o Pacto. A proposta foi aceita pelo ministro. A Frente em Defesa do Novo Pacto Federativo e a Frente Municipalista indicaram a participação da CNM. Os municípios terão vez e voz em um grupo dessa importância, o que irá fortalecê-los”, ressaltou Glademir Aroldi.

Fechar