IMG-20170916-WA0036

A Companhia Pernambucana de Saneamento (COMPESA) recebeu o prêmio de melhor empresa de saneamento do País, entregue pela Revista Isto É Dinheiro, na 15ª edição do anuário “As Melhores da Dinheiro 2017″, durante solenidade realizada em São Paulo. A empresa foi apontada como a melhor nos quesitos “Sustentabilidade Financeira” e “Responsabilidade Social”.  Essa foi a segunda vez que a Compesa ganhou esse prêmio. No ano de 2015, a empresa também foi a vencedora do setor, disputando com todas as empresas de saneamento do país, públicas e privadas.

Ao receber o prêmio, o presidente Roberto Tavares disse que o reconhecimento é decorrente da filosofia de gestão adotada pela Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), iniciada no Governo Eduardo Campos e reforçada no Governo Paulo Câmara, tem trazido reconhecimento nacional e resultados concretos.

Mesmo num cenário extremamente adverso, com as crises hídrica, política e econômica, a companhia tem se mantido fiel na estratégia estabelecida e encontra-se sólida para enfrentar os desafios que lhe são impostos. Para garantir o alto volume de investimentos e o equilíbrio financeiro da companhia, Roberto Tavares lembra que foi preciso a Compesa ter muita disciplina. “Em 2016, enfrentamos um ano dificílimo. Diante da seca prolongada, perdemos receita em muitos municípios que entraram em situação de colapso e ainda tivemos que gastar mais para não deixar a população dessas cidades sem atendimento”, lembrou.

Pernambuco é um Estado com um dos piores balanços hídricos do país, tendo a disponibilidade de água por habitante num valor menor que o considerado crítico pela ONU. A estratégia adotada pela companhia tem sido a integração e o investimento em tecnologia. Cada vez mais são necessárias intervenções para transpor água por centenas de quilômetros de uma região para outra, aumentando custos de energia elétrica para bombear a água e exigindo mais eficiência na operação.

“Nesse contexto, foi preciso rever os contratos de serviços terceirizados e implantar mais tecnologia, acelerando nosso programa de automação das unidades, tornando o sistema mais eficiente. Para operar 24 horas por dia, uma unidade pequena necessita de um esquema de plantão que envolve, pelo menos, quatro funcionários e um supervisor. Com a automação, podemos ter operação volante e supervisionar à distância, usando a telemetria”, informou Tavares. Das 700 estações de bombeamento em operação da companhia, mais de 200 já estão automatizadas. A meta é chegar a 500 unidades, tendo em vista que para as unidades de grande porte é necessário manter funcionários atuando na operação.
Na área de esgotamento sanitário o programa de expansão da companhia é bastante audacioso, mais que triplicar a cobertura em todo o Estado nas duas próximas décadas. “Nos últimos dez anos fizemos um alto volume de investimentos em expansão e melhorias no saneamento em Pernambuco, já passamos dos R$ 6 bilhões investidos. Em 2013, iniciamos a nossa Parceria Público-Privada (PPP), a maior da área do saneamento, para ampliar o esgotamento sanitário na Região Metropolitana e Goiana, saindo de 30% para 90% de cobertura, em 12 anos, com 100% de tratamento. Estamos falando de um investimento adicional da ordem de R$ 5 bilhões?” explicou Roberto Tavares, informando que a Compesa tem a concessão de 172 dos 184 municípios de Pernambuco. Só em 2016, os investimentos feitos pela companhia, foram de R$ 491 milhões. No mesmo período (2016), o faturamento da companhia passou de R$ 1,4 bilhão e o lucro líquido alcançou R$ 146 milhões.
RESPONSABILIDADE SOCIAL – A Compesa também lidera o ranking de Responsabilidade Social no setor de Saneamento do anuário As Melhores da Dinheiro 2017. “Estamos mantendo um diálogo muito franco com a população no nosso estado, que possui um balanço hídrico muito ruim. Pernambuco é um estado de contrastes. As chuvas ocorrem de forma desequilibrada, tanto na distribuição ao longo do ano, como nas regiões do estado. Esse contraste nos obriga a ter um plano estratégico de interconexão dos sistemas, para que a gente dependa menos dos regimes de chuvas”, observa Roberto Tavares.
Há alguns anos, a companhia fez mudanças na filosofia de execução de obras para interagir e se comunicar melhor a sociedade civil sobre essas intervenções. “Muitas vezes as pessoas não têm ideia para que uma determinada obra serve. Só conseguem enxergar o transtorno provocado pela obra, como quebrar a rua e abrir buracos. As obras de saneamento dialogam com a saúde pública, com a valorização imobiliária, com o bem-estar da sociedade, e a preservação do meio ambiente. Buscamos mostrar isso a população e essa postura melhorou muito o nosso relacionamento com o cliente”, explicou Tavares, informando que a empresa criou a Diretoria de Articulação e Meio Ambiente, conduzida por Aldo Santos, para cuidar dos programas de responsabilidade social e educação ambiental.
Em 2010, a Compesa iniciou o atendimento à população também pelas redes sociais. A companhia mantém perfis oficiais no Twitter, Facebook e Instagram que, além de informações sobre os serviços de água e esgoto, responde também as demandas registradas pelos clientes. A Compesa, inclusive, é a companhia de saneamento que possui o maior número de seguidores no Twitter, mais de 65 mil. A empresa foi a primeira a disponibilizar um aplicativo, o Compesa Mobile, para a população solicitar serviços de vazamentos, enviando uma foto georrefereciada e em tempo real para a companhia.

 

IMG-20170915-WA0095

O empresário Eudo Magalhães Primavera (PHS) pode ser o representante da Zona da Mata Sul, a partir de 2019, pois tem todos os requisitos para ser um dos eleitos no próximo pleito, contando inclusive com a alta votação – cerca de 250 mil votos – que o deputado federal Pastor Eurico deverá alcançar. Sua eleição estará garantida, como já foi verificado pelo estudo técnico da Revista TOTAL, caso receba total apoio do pai, o prefeito de Xexéu Eudo Magalhães (PSB).
Segundo vem sendo ventilado pelas principais lideranças políticas, empresariais e comunitárias da região, sua candidatura, em dobradinha nas cidades de Escada, Ribeirão, Gamileira, Amaragí, chã Grande e Primavera com o irmão, Clodoaldo Magalhães (PSB), que também tem sua reeleição garantida.
Os apoiadores da candidatura de Eudo Filho entendem que a Região da Mata Sul está precisando de um representante no Congresso Nacional, uma vez que é uma área muito carente, por ter sérios problemas na área de emprego por conta dos problemas da indústria canavieira, na área de abastecimento dágua e enchentes, como já ocorreu em diversas ocasiões.] Ressaltaram que há cerca de dez anos, o ex-governador Eduardo Campos (PSB) iniciou um ousado programa de construções de barragens o qual iria solucionar os problemas que estão se tornando rotineiros. Lembraram que os projetos que previa a construção de 5 barragens, foram muito bem elaborados, mas que não foram concluídos por conta da falta de recursos financeiros. Eles são unânimes em entender que um deputado federal da Região teria sido fundamental para conseguir a liberação do dinheiro necessário.
BEM SUCEDIDO – O empresário Eudo Magalhães Filho, de 40 anos, é formado em Gestão Pública e trabalha no ramo da Construção Civil, proprietário da empresa Magalhães Imoveis e Construtora, que atua nos municípios de de Recife e região metropolitana. É casado com Dona Bruna, nascida em escada, e tem duas filhas, Marina e Mirela.
Além de ser integrante de uma importante e tradicional família da política pernambucana, Eudo tem experiência política pois disputou as eleições para prefeito de Primavera, tendo obtido uma excelente votação, perdendo por pequena diferença para a atual prefeita, Dayse do Gás (PDT), que tem muita popularidade na cidade.
Procurado pelo Blog Revista TOTAL para falar sobre o assunto, Eudo Filho confirmou que tem sido procurado por diversas lideranças dos municípios da Mata Sul, porém   adiantou que ainda não é o momento para discussão do assunto. “Estou preparado para entrar na vida pública, por entender que tenho amplas condições de defender os interesses de nossa região, mas reforço que faço parte de um grupo político e que a decisão será tomada de forma conjunta”.

 

IMG-20170914-WA0314

A Revista TOTAL vai promover no próximo mês outubro, no Restaurante ,FLEMING’S PRIME STEARHOUSE & WINE BAR na cidade de São Paulo, o evento de lançamento do “Projeto Revista TOTAL/Brasil”, que tem o objetivo de promover a integração entre as diversas regiões do País e também de divulgar para todo o Brasil, o potencial empresarial e turístico de Pernambuco. O diretor-presidente da TOTAL, Marcelo Mesquita, disse que é mais uma ação ousada e que mostra a força da publicação, que circula de forma ininterrupta há 14 anos e está próxima de chegar ao número 100. “A TOTAL vai se transformar na revista da integração brasileira”, ressaltou.

A TOTAL representa um empreendimento vitorioso, com foco dirigido para a política pública, dando grande ênfase ao municipalismo. Tem projeto gráfico ousado, com duas capas, e diagramação inovadora. Com circulação mensal ininterrupta, chega ao número 100 acumulando um patrimônio de isenção, imparcialidade, seriedade e credibilidade que a credencia para novos e arrojados passos. Além da edição impressa, dispõe de edição digital moderna, prática e flexível.

INOVADOR – A partir do número 100, a Revista TOTAL vai adotar um posicionamento editorial inovador, de acordo com a sua história, o seu perfil e a sua filosofia. Será a revista da integração brasileira, possibilitando uma abordagem nacional de ideias, propostas e projetos bem sucedidos em e para todas as esferas da administração pública.
O público alvo do novo estágio são os eleitores, gestores públicos e parlamentares dos níveis municipal, estadual e federal, além de empresas especializadas na prestação de serviços à esfera pública.

O foco será as experiências administrativas bem sucedidas que possam servir de modelo para outras cidades e Estados. Serão Abordados  programas de governo e suas formas de beneficiar as populações abrangidas. Também serão Divulgadas ideias, projetos e serviços que venham a somar para o avanço social, tecnológico e para o aprimoramento das gestões.
Marcelo Mesquita ressaltou que o principal resultado pretendido é fazer com que o Brasil conheça melhor o Brasil, troque e integre experiências de sucesso, contribuindo para o aprimoramento do processo político, a elevação dos padrões de gestão pública, tudo resultando em melhores condições de vida para a sociedade e o aperfeiçoamento da cidadania.

 

Flu-Vaccination

 

Será no próximo sábado (16), o Dia “D” da Campanha Nacional de Multivacinação para Atualização de Caderneta de Vacinação. Essa estratégia vem sendo adotando pelo Governo do Estado, desde 2012 e tem a finalidade de atualizar a situação vacinal de rotina da população de crianças e adolescentes menores de até 15 anos de idade. Cada município organizará suas ações para o Dia D.

Atualmente, o calendário nacional de vacinação conta com 14 vacinas para as crianças e 5 para os adolescentes. Por isso, é fundamental que toda a população alvo compareça aos serviços de saúde levando a caderneta de vacinação, para que os profissionais de saúde possam avaliar se há alguma vacina que ainda não foi administrada ou se há doses que necessitam ser aplicadas, para completar o esquema vacinal. Com isso, é possível evitar casos de sarampo, coqueluche, difteria, tétano, HPV, meningite, poliomielite, hepatites A e B, entre outras doenças.

A Campanha de Multivacinação busca chamar a atenção dos pais e responsáveis para que mantenham em dia, a caderneta de vacinação das crianças e adolescentes. “Esse é um momento oportuno para fazer a atualização e, com isso, evitar diversos tipos de doenças, inclusive algumas que estão fora de circulação no Brasil, como a poliomielite, que foi registrada pela última vez em Pernambuco em 1988″, afirmou a coordenadora do Programa Estadual de Imunização da Secretaria Estadual de Saúde (SES), Ana Catarina de Melo.

Entre as vacinas que poderão ser aplicadas, estão as das Hepatites A e B, Tríplice Viral (Caxumba, Rubéola e Sarampo), Meningocócica C, BCG e as contra a Poliomielite. Já para o público entre 7 e menores de 15 anos, há a dupla adulto (Difteria e Tétano), Hepatite B, Meningocócica C e HPV.

“Para cada vacina é estabelecido o número de doses, a idade mínima e máxima para receber cada dose e os intervalos ideais entre as elas. Se um esquema vacinal não for completado ou for realizado no tempo inadequado, a pessoa não ficará imune às doenças”, ressaltou Ana Catarina.

IMG-20170914-WA0154

Os cerca de 2 milhões de clientes da Compesa podem contribuir com organizações sociais, que trabalham para melhorar a qualidade de vida dos pernambucanos. Para colaborar, é preciso aderir a Campanha Conta Comigo, que  viabiliza a doação mensal por meio da conta de água nos valores de R$ 1,00, R$ 2,50, R$ 5,00 ou R$ 10,00. Os recursos captados são repassados integralmente para as três entidades amparadas pela campanha: Hospital de Câncer, Movimento Pró-Criança e a Fundação Terra.

O cliente pode escolher para onde destinar sua doação, para uma ou até as três organizações. A participação é efetivada por um termo de adesão que deve ser preenchido e assinado pelo cliente titular da conta de água autorizando a companhia a cobrar a doação. O cadastro pode ser feito no endereço MailScanner detectou uma possível tentativa de fraude de “servicos.compesa.com.br” http://servicos.compesa.com.br/campanha-conta-comigo/ ou nas lojas de atendimento da Compesa.

A campanha fortalece a Compesa como uma empresa cidadã e tem a iniciativa de normatizar, organizar e ampliar a parceria que a companhia já vem mantendo com essas instituições, nos últimos anos, captando as doações dos clientes na fatura de água.

IMG-20170914-WA0155

O Hospital de Câncer foi a primeira entidade a firmar o convênio com a Compesa no ano de 2006. Depois, em 2009, o Movimento Pró-Criança passou a receber as doações pela conta de água e, em 2016, a Fundação Terra, sediada em Arcoverde, também firmou a parceria.

De 2013 até julho de 2017, foram repassados para as três instituições juntas cerca de R$ 9 milhões, doados pelos clientes nas faturas. Hoje, cerca de 98% dos doadores ativos são clientes residenciais. Outra boa notícia do Conta Comigo é que agora outras organizações sociais do Estado podem ser beneficiadas com a captação de recursos via conta de água, caso atenda os critérios de participação estabelecidos pela campanha, como ser reconhecida como uma entidade de utilidade pública municipal ou estadual e ser portadora da Certificação de Entidades Beneficentes de Assistência Social.

O Conta Comigo também prevê contrapartidas das entidades, que irão se envolver com a Compesa em ações educativas, socioambientais e de prevenção e cuidado com a saúde promovidas nas comunidades e também com os colaboradores da companhia. As organizações também deverão entregar à Compesa relatórios de prestação de contas, contendo informações sobre o uso das doações, para publicação em veículos de grande circulação. “Essa campanha possibilita que todos possam contribuir, nem que seja com um pouquinho, para o trabalho dessas instituições que estão melhorando a sociedade que vivemos, e que estão precisando de apoio. Estamos muito felizes, a companhia está fazendo a sua parte em benefício das pessoas e do meio ambiente”, afirmou o presidente da Compesa, Roberto Tavares, durante o lançamento da campanha, no Centro Administrativo Eduardo Campos, em Santo Amaro, que contou com a participação da diretoria da Compesa e de representantes das três organizações sociais.

“Além de realizar o abastecimento dágua e fazer a coleta e tratamento do esgoto, estamos realizando essa campanha para que os clientes visualizem na conta de água também um bem social para Pernambuco”, explicou o diretor de Articulação e Meio Ambiente da Compesa, Aldo Santos.

O Hospital de Câncer conta com as doações para ajudar no atendimento a 40% dos casos da doença no Estado. Por dia, o hospital realiza 1,2 mil procedimentos e serve 2 mil refeições para os pacientes e acompanhantes. “Uma das ações mais importantes é o trabalho de prevenção à doença, que é feito pelos nossos voluntários nas áreas rurais e dentro das empresas. Com o diagnóstico precoce, aumenta muito as chances de cura do câncer e diminui o sofrimento para o paciente e para as famílias”, informou Cláudia Barbosa, superintendente administrativa do Hospital de Câncer.

CRIANÇAS – O lançamento da campanha contou com as apresentações do Maracatu Sinhá da Terra, mantido pela Fundação Terra e formado por crianças e jovens, com idade entre seis e 22 anos, da comunidade Rua do Lixo, de Arcoverde, e também do Coral do Movimento Pró Criança. Esta última entidade atende 2,5 mil crianças em situação de vulnerabilidade social em Pernambuco, todos os meses. “O Movimento é mantido basicamente pelas doações captadas nas contas de água e de energia. Só na Compesa temos mais de 120 mil doadores. Se chegarmos a 400 mil, podemos virar um case mundial nesse sentido, mas o que a Compesa está fazendo por nós já é uma ajuda sem tamanho”, relatou Sebastião Campelo, presidente do Pró-Criança.

A Fundação Terra atua em 35 municípios do Sertão do Estado, e também em Maracanaú, no Ceará, com ações sociais, de educação e saúde, como o atendimento no Centro de Reabilitação Mens Sana, credenciado pelo Sistema Único de Saúde, que oferece tratamento para pacientes com dificuldades intelectuais, motoras, visuais e auditivas, e também que apresentam doenças degenerativas ou congênitas, como a microcefalia. O Mens Sana, aliás, é reconhecido como um centro de referência para tratamento dos bebês nascidos com microcefalia em decorrência do zika vírus. “Nós comemoramos esse convênio porque ele amplia os meios de doação para Fundação Terra”, disse o presidente da entidade, Padre Aírton Freire, lembrando que a entidade completou 33 anos na última sexta-feira (8).

Pmdblogo

Por Marcio Maia

Enquanto o presidente nacional do PMDB, o pernambucano Romero Jucá, senador pelo Amapá, tenta mudar a imagem desgastada do partido, inclusive propondo a volta do nome para MDB e lançando um concurso nacional para escolher uma nova logomarca, os Diretórios Estaduais da sigla estão pegando fogo. Amanhã (13) em Brasília, haverá uma reunião da Executiva nacional e tudo indica que os debates serão acalorados.
Hoje, aconteceu uma reunião no Recife, e a Diretoria Executiva aprovou uma nota, onde fica claro que todos estão dispostos a lutar, até na Justiça, para evitar que seja concretizado o desejo do senador Fernando Bezerra Coelho de se candidatar ao Governo do Estado, levando o partido para a oposição ao governador Paulo Câmara (PSB).
O presidente da sigla, Raul Henry, que é vice-governador, não vê cabimento em uma mudança de posicionamento político-eleitoral agora, só para atender ao desejo de FBC. Ele tem feito grandes elogios à gestão de Paulo Câmara, a quem considera um gestor competente, honesto e dedicado, cujas ações administrativas têm evitado que Pernambuco conviva com o caos financeiro, como está acontecendo no Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e outros Estados, que não conseguem sequer pagar os salários do funcionalismo em dia.
Fernando Bezerra, por sua vez, tem dito que conta com o aval de Romero Jucá, presidente da sigla e de outros caciques da legenda, como os ministros Moreira Franco, Eliseu Padilha e até do presidente Michel Temer.
Além de Pernambuco, a confusão também está grande também na Paraíba, pelo mesmo motivo. Uma parte do partido quer manter o apoio ao governado Ricardo Coutinho (PSB), definido em um acordo firmado em 2014, ainda com a intermediação de Eduardo Campos. Lá, existem três grupos com os principais líderes, o ex-governador Roberto Paulino e os senadores Raimundo Lira e José Maranhão.
Em Minas Gerais, a confusão dentro da sigla também é muito grande, mas é motivação é outra. Lá, o pívô do desentendimento é o senador Zezé Perrella, que já foi alvo de inúmeras denúncias de práticas de irregularidades, as mais diversas. Um grupo entende que ele está prejudicando a imagem do partido, por estar sempre envolvido em “coisas erradas” e por sua ligação com o também senador Aécio Neves (PSDB), também constantemente denunciado.
Vejam um trecho da nota distribuída pelo Diretório Estadual do PMDB, de Pernambuco.

EXIGIMOS RESPEITO!

A história do PMDB de Pernambuco começou em 1966, quando foi fundado como MDB. Nesses mais de 50 anos de trajetória, nosso partido caracterizou-se pela combatividade, pela resistência ao autoritarismo, pela postura republicana na relação com o patrimônio público e pela defesa dos interesses do povo.

A síntese dessa história e desses valores materializa-se em um nome: o do ex-governador Jarbas Vasconcelos. Jarbas foi fundador do MDB e do PMDB. Foi também seu presidente estadual e nacional, companheiro leal do inesquecível Ulysses Guimarães. Sua vida é exemplo de coragem cívica, retidão de caráter, honestidade e espírito público. Por isso, para nós do PMDB de Pernambuco, Jarbas é mais que uma liderança, é um símbolo da nossa identidade política.

IMG-20170912-WA0108

A Prefeitura Municipal da Vitória de Santo Antão lançou nesta segunda-feira (11), o processo licitatório nº 052/2017 na modalidade pregão presencial nº 022/2017 que se realizará no dia 25 de setembro, às 9h da manhã, cujo objetivo é o registro de preços para aquisição de veículos rodoviários para o transporte de universitários diário das redes universitárias públicas e/ou particulares de ensino, para atender ao programa de Educação Universitária.

O edital e anexos podem ser obtidos presencialmente na Comissão Permanente de Licitação – CPL da Prefeitura da Vitória, pelo email: cplvitoria@gmail.com ou pelo telefone (81) 3523-112 no horário das 8h às 13h.

Para maiores informações: www.diariomunicipal.com.br/amupe/

Corredores-Fenearte

No próximo dia 2 de outubro, será iniciado o período de inscrições para a 19ª Feira Nacional de Negócios de Artesanato (19ª Fenearte), que será realizada no Centro de Convenções em 2018. Até o dia 31 de outubro, artesãos de todo Brasil podem realizar o procedimento por meio do sitewww.fenearte.pe.gov.br ou do portalwww.artesanatodepernambuco.pe.gov.br, na aba “Fenearte”. As inscrições valem para todos os setores da Feira, como os artesãos de Pernambuco e dos outros Estados, representantes internacionais e prefeituras de Pernambuco e dos demais Estados, além de associações, setor de alimentação, redes solidárias e Sebraes.

Na feira do próximo ano, como já foi anunciado pelo governador Paulo Câmara (PSB), o setor de Pernambuco terá um aumento de 9% no quantitativo de vagas, saltando de 275 para 300 oportunidades. Durante a inscrição, os candidatos devem fornecer as informações solicitadas no sistema do evento e também anexar fotos dos produtos cadastrados, sendo três delas individuais e cinco do conjunto da obra.

“A cada ano, o Governo de Pernambuco tem o cuidado de realizar o procedimento de inscrição com antecedência para que o artesão selecionado tenha tempo de produzir suas obras e, com isso, chegue até a Feira com o estande abastecido e consiga bons resultados durante o evento”, destacou o coordenador da Fenearte, Thiago Angelus.

Todas as inscrições serão avaliadas pela curadoria do Programa do Artesanato de Pernambuco (PAPE), atualmente formada por representantes de secretarias e órgãos do Estado, Sebrae e Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), além de representantes de categoria artesã e da sociedade civil.

Vale destacar que a inscrição não condiciona ou vincula à participação no evento. Os expositores selecionados, além das informações sobre o processo de comercialização dos estandes, serão anunciados posteriormente.

Eventuais dúvidas podem ser esclarecidas pelo telefone (81) 3181-3454, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, ou pelo e-mailfenearte@centrodeartesanato.pe.gov.br.

IMG-20170912-WA0106

O governador Paulo Câmara reassumiu hoje (12.09) de manhã, o Governo de Pernambuco após voltar de missão oficial na Espanha. No período em que o chefe do Executivo estadual esteve fora do País, o presidente do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), desembargador Leopoldo Raposo, exerceu o comando da administração pernambucana. A transmissão do cargo ocorreu durante solenidade no Palácio do Campo das Princesas, no Recife.

Na Espanha, Paulo participou de importantes reuniões que resultaram na nova conexão Recife-Madri, através da companhia Air Europa, que iniciará, em 20 de dezembro, o voo que ligará as duas cidades.  Também firmou parcerias estratégicas com o grupo espanhol Globalia, visando levar estudantes da Rede Pública Estadual à Espanha, por meio do Programa Ganhe o Mundo, e a criação de cursos na área de turismo em Escolas Técnicas Estaduais (ETEs).

Fotos: Assis Lima/Divulgação

IMG-20170912-WA0105

Será realizada amanhã (13), uma audiência pública para discussão dos detalhes de implantação de uma central de resíduos industriais no município de Escada, na Mata Sul do Estado. Moradores e entidades representativas de Escada (ONGs, sindicatos, associações de bairros e empresariais, Câmara Municipal, Prefeitura etc), além de órgãos federais e estaduais, estão sendo convocados pela Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH) para a reunião. O empreendimento, Central de Tratamento e Valorização Ambiental (CTVA), proposto pelas empresas Via Ambiental e Essencis, tem investimento previsto de R$ 13 milhões (fase de implantação e início das operações) e R$ 31 milhões, investimento total ao longo dos próximos 20 anos.

Marcada para começar às 9 horas, no SESI, na  Av. Visconde de Utinga, Centro, Escada, a audiência pública terá a participação dos empreendedores e consultores do projeto, além de técnicos da CPRH que analisam a solicitação da licença ambiental para o empreendimento. Durante cinco dias, uma equipe de mobilizadores coordenada pelo órgão ambiental realizou visitas ao município para convocação das comunidades e dirigentes das entidades representativas. De acordo com o projeto, a CTVA está sendo proposta para oferecer tratamento e disposição final adequada de resíduos industriais perigosos e não perigosos gerados pelo setor industrial.

Conforme determina a legislação, aspectos contidos no Estudo de Impacto Ambiental (EIA) e o respectivo Relatório de Impacto Ambiental (RIMA) serão apresentados na audiência pública para discussão com os participantes. Os documentos (EIA/RIMA) estão disponíveis no site da Agência (www.cprh.pe.gov.br). Juntamente com os municípios do Cabo de Santo Agostinho, Ipojuca, Jaboatão dos Guararapes e Moreno, Escada fica no chamado Território Estratégico de Suape, importante polo de negócios industriais e portuários do Nordeste. A área de implantação é de 37 hectares, próxima do atual aterro sanitário do município e onde, hoje, predomina a plantação de cana de açúcar.

A Central será composta por diferentes atividades, tais como segregação, reciclagem e aterro em células. Como estrutura de apoio, são previstos uma unidade de Educação Ambiental, uma de apoio administrativo, uma área recreativa e um viveiro de mudas nativas.

Fechar