IMG-20190913-WA0086

Aglailson Victor acusa secretário Rodrigo Novaes de favorecer suas bases
Por Didi Galvão -12 de setembro de 20190

Em discurso na tribuna da Alepe, na terça (10), o deputado Aglailson Victor (PSB) criticou a maneira tendenciosa de como o secretário de Turismo do Estado, Rodrigo Novaes, tem conduzido a pasta.

O parlamentar criticou a desatenção às lideranças do Estado que não fazem parte da sua base eleitoral e citou a falta de apoio ao evento que marcaria os 30 anos da morte de Luiz Gonzaga, em Exu, no mês de agosto. Na avaliação do parlamentar, os investimentos da pasta estariam sendo direcionados de forma a privilegiar municípios da base eleitoral do secretário.

“A justificativa para não apoiar a festividade de Exu foi o contingenciamento de gastos. No entanto, dez dias antes da data marcada para o evento, foi promovida, com apoio da secretaria, a Missa do Vaqueiro em Nazaré do Pico, distrito de Floresta, onde foi gasto mais de R$400 mil com bandas de renome nacional, e com apoio irrestrito da secretaria“, registrou Aglailson Victor, destacando tratar-se da cidade natal de Novaes.

Durante o discurso os deputados Alvaro Porto; Antônio Moraes; Henrique Queiroz Filho; Alberto Feitosa e Romero Albuquerque ratificaram a iniciativa de Victor.

Blog do Elielson

O Colégio Elo completou 43 anos de fundação na quarta-feira, 11/9

ELO 43 ANOS

Por Marcos Lima Mochila

 

Várias ações têm sido realizadas, em comemoração aos 43 anos do Colégio Elo, uma data importante e significativa  para todos que fazem parte da instituição: alunos, professores, colaboradores e direção.

Uma das ações mais esperadas aconteceu na noite desta quinta-feira, com o auditório do Clube das Águias, em Piedade, completamente lotado, com mais de 1.500 pessoas: a apresentação de uma palestra do psicólogo, escritor e palestrante Rossandro Klinjey, cujo tema foi “Escola e família. Sem essa parceria, o seu filho não vai avançar”, um presente da direção do Elo para os familiares dos alunos e convidados, como uma das culminâncias deste mês de festas:

“Foi, sem dúvida, um grande presente que o Elo nos proporcionou. Eu acompanho o psicólogo Rossandro Klinjey nas redes sociais e no programa da Fátima Bernardes. Foi um grande presente”, opinou a sra. Luciana Castro, avó de um aluno da Unidade de Candeias.

“Nosso entendimento de educação abrange um universo maior do que simplesmente as salas de aula. Sempre acreditamos que só poderemos obter sucesso na educação de nossos filhos se houver essa união, essa parceria entre a Escola e a Família. Por isso, nesta data, tínhamos que oferecer um grande presente às famílias de nossos alunos, que confiam no nosso método educacional e nos dão a felicidade de nos ter como parceiros na educação de seus filhos. Trouxemos, então, esse grande fenômeno das redes sociais, autor de vários livros, o dr. Rossandro Klinjey. Estamos todos muito felizes”, ressaltou o prof. Anchieta, fundador do Colégio e Faculdade Elo, bastante emocionado.

“Educação é paciência para não desistir mesmo quando ainda não somos valorizados, é paciência para repetir o processo como um ato de amor, mesmo diante da dificuldade de um aluno. Educar não é só conhecimento, é humanidade, é amor. Quando ducamos, avançamos e enxergamos novas possibilidades”, explanou o palestrante Rossandro Kinjley.

____________________________________________________________________

História

COLÉGIO ELO11

O Colégio Elo foi fundado em 1976 pelo professor José de Anchieta Bezerra Wanderley, que

convidou alguns colegas e amigos para iniciar um preparatório para o vestibular, numa sala que locaram em Boa Viagem.

Em 1977 foi implantado o 2º Grau (atual Ensino Médio) em um outro prédio, no mesmo bairro.

Em 1980, aconteceu a implantação do 1º Grau Maior (hoje denominado de Fundamental II), em um terceiro endereço, na Av. Visconde de Jequitinhonha.

Em 1986, o Prof. Anchieta resolveu separar-se dos demais sócios e, para auxiliá-lo, trouxe sua esposa – e, posteriormente, também seus filhos – para administrarem juntos a instituição.

Em 1989, foi adquirido um prédio, com uma área de 2.500 m², à Rua José Paraíso nº 189, em Boa Viagem, onde funciona até hoje e dado mais um importante passo na trajetória da escola, com a implantação do Fundamental I e da Educação Infantil.

Com as ampliações da estrutura física, em 1991 foi possível colocar toda a Educação Básica em um único prédio.

Em 2018 foi implantado o Ensino Superior, que passou a funcionar, inicialmente, com cinco cursos e com pós-graduação.

Atualmente, a sede conta com uma área construída de 6.000 m², onde se distribuem mais de 30 salas de aula, laboratórios, parque infantil, berçário, quadra poliesportiva, piscina, banheiros e vestuários.

No início deste ano (2019), o Colégio Elo inaugurou sua Unidade de Candeias, em Jaboatão dos Guararapes, na Rua Antônio Ferreira Campos, 2718. O sucesso foi tão relevante que, no final de junho, a direção resolveu separar os alunos do Ensino Infantil, porque o prédio, que a princípio parecia enorme, tornou-se inviável para continuar com todos os níveis em um único endereço e os transferiu para a Unidade Elo Kids – Candeias, à R. José Braz Moscow, 2.206.

O encontro tem objetivo de apresentar soluções e inovações na área

13 09 WORKSHOP PONTES TUR

Por Marcos Lima Mochila

 

Consolidando o evento no calendário do turismo, a agência de viagens PontesTur promove no Recife seu 3º Workshop de Turismo Corporativo. Com o tema Management 3.0: Gestão Eficaz em Viagens Corporativas, o evento acontece no dia 19 de setembro, a partir das 8h, no salão Cícero Dias, do Mar Hotel Conventions, em Boa Viagem.

O workshop para convidados é voltado para o segmento corporativo, tendo como público alvo os gestores de viagens corporativas de empresas com atuação nacional. De acordo com o diretor da PontesTur, José Guilherme Pontes, “o debate tem a proposta de apresentar para o mercado soluções e inovações que podem contribuir para a gestão eficiente de viagens corporativas”.

O evento traz na sua programação debates e uma palestra com Eduardo Murad, diretor executivo da Associação Latino Americana de Gestores de Eventos e Viagens Corporativas (ALAGEV), especialista em gestão de viagem, com relevância nacional.

Além disso, no Painel 1 do workshop, o novo cenário da aviação civil com a saída da Avianca vai ser o tema debatido com representantes de companhias aéreas. Alexandre Berbel, Gerente Comercial Corporativo da Gol; Daniel Almeida, Gerente Canal Corporativo Brasil da LATAM; e Anderson Serafim, Gerente Comercial Sênior da Azul estarão a frente desse debate.

Já o Painel 2 terá como tema a Inovação e Segurança em Gestão de Hospedagem, com a participação de Sérgio Paraíso, Gerente de Marketing e Vendas do Pontes Hotéis; Manoel Valle, do Bradesco Cartões; e Hugo Souza, da B2B Pay.

O 3º Workshop contará com a participação e apoio de hotéis, companhias aéreas, locadoras de veículos, empresas gerenciadoras de pagamento, casa de câmbio e seguradora.

Serviço

3º Workshop PontesTur

Tema: Management 3.0: Gestão Eficaz em Viagens Corporativas

Data: 19 de setembro

Horário: das 8h às 13h

Local: Mar Hotel Conventions – Rua Barão de Souza Leão, 451 – Boa Viagem, Recife.

 

IMG-20190912-WA0031

 

A deputada Simone Santana (PSB) é a primeira mulher a assumir a presidência da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa de Pernambuco (ALEPE). Ela tomou posse em substituição ao presidente Eriberto Medeiros (PP), que assumiu o Governo do Estado, recebendo o cargo da vice-governadora Luciana Santos (PCdoB), que estava em exercício por conta da viagem do governador Paulo Câmara (PSB) à Singapura, na Ásia, onde participa do seminário Gestão Pública e Educação.

 

A parlamentar disse estar orgulhosa por assumir o cargo, adiantando que a responsabilidade é grande por ser a pioneira nos 184 anos de existência da ALEPE. Ela revelou que entrar na história da ALEPE é motivo de satisfação, explicando que é mais uma comprovação da importância da mulher na política pernambucana.

 

Ela ficará no cargo até a próxima segunda-feira, quando Eriberto Medeiros reassumirá o cargo.

 

IMG-20190912-WA0030

 

Romero Britto, Vitor Belfort, Frederico Lapenda e Ratinho irão auxiliar na consolidação do país como destino turístico dentro e fora do Brasil

 

A Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) acaba de anunciar mais quatro Embaixadores do Turismo Brasileiro: Romero Britto, Vitor Belfort, Frederico Lapenda e o apresentador Ratinho. Com os nomes divulgados hoje, 10 de setembro, já são 10 personalidades brasileiras que, de forma voluntária, irão divulgar o Brasil e suas belezas turísticas em redes sociais para o público interno e externo. Eles receberão carteira e certificado de Embaixadores e, ainda, materiais para ajudar no marketing.

 

Para o diretor de Marketing e Relações Públicas da Embratur, Osvaldo Matos de Melo Júnior, este é mais um passo importante para a consolidação do Brasil como destino turístico. “É fundamental destacarmos a participação de forma voluntária e espontânea dessas celebridades nacional e internacionalmente conhecidas. A nossa missão é incentivar o turismo brasileiro, seja dentro ou fora de casa”, afirmou o diretor.

 

Romero Britto, artista plástico brasileiro de grande renome internacional, radicado nos Estados Unidos, irá promover às próprias custas um evento em Miami para receber o título e conversar com os representantes da Embratur. Ainda não há data marcada. Durante o encontro, ele receberá o título de Embaixador do Turismo Brasileiro.

 

“Uma das características importantes do artista é que seus personagens, mesmo os animais, estão sempre sorrindo. Ele próprio justifica esta escolha afirmando que deseja transmitir alegria por meio de seus trabalhos. E, temos certeza que, o pernambucano Romero Britto irá divulgar, entre outras questões, a alegria do povo brasileiro”, comentou Osvaldo Matos.

 

Já Vitor Belfort, conhecido como a lenda do UFC, garantiu que irá promover os destinos e os atrativos turísticos brasileiros em todos os certames que irá participar de artes marciais mistas (MMA). Outro pernambucano de nome renomado no exterior é Frederico Lapenda. De acordo com a descrição de seu site, com mais de 25 anos de experiência, o premiado produtor Frederico Lapenda construiu uma

IMG-20190912-WA0069

Atuação municipalista
A reação ocorre porque algumas alternativas estão sendo discutidas. “Se for pela Lei Kandir, como estão falando, contempla sete, oito Estados e deixa os outros de lado. Sem contar que já trabalhamos para que o Fundo Social dos royalties do petróleo seja distribuído 1/3 conforme o FEX [Fundo de Exportação], 1/3 Lei Kandir e 1/3 FPM, o que vai compensar exportadores”, justificou o presidente. Aroldi explicou que as regiões produtoras já foram beneficiadas com 3% e que, como o leilão está previsto para 6 de novembro, a matéria deve ser analisada com celeridade.

O deputado Afonso Motta (PDT-RS) reconheceu o desafio. “Vimos lá na Câmara mobilização para mudar os critérios, vamos ter que aprofundar discussão e trazer as bancadas para uma posição realmente municipalista, defendendo tese do FPM”, sugeriu. Diante desse cenário, Sidney Leite (PSD-AM) convocou união dos colegas. “Precisamos reunir esforços, identificar os parlamentares comprometidos com a causa municipalista em cada comissão. Também me preocupo que só temos três meses, corremos o risco de perder o timing e não votarmos pautas importantes”.

Presidente da FPPF, Silvio Costa Filho (Republicanos-PE) sugeriu criar uma lista dos projetos prioritários para apresentar a Rodrigo Maia uma proposta de calendário de votação até o final do ano. Ele adiantou que haverá uma reunião na Secretaria de Governo (Segov) da Presidência da República na próxima semana. “Tive a oportunidade de conversar com ministro Luiz Eduardo Ramos e a secretária Deborah Arôxa e eles convidaram as frentes para falar do pacto”.

Consenso entre os presentes, a regulamentação do pacto federativo por meio da Reforma Tributária foi definida como uma oportunidade única. “É a chance de transferir recursos para os Municípios e fazer justiça. Se não tiver efetividade na reforma, não sei de onde o governo vai tirar dinheiro para o pacto”, disse Afonso Motta.
Em mais uma reunião das frentes parlamentares em Defesa dos Municípios Brasileiros (FMB) e do Pacto Federativo (FPPF), ocorrida nesta quarta-feira, 11 de setembro, deputados e senadores discutiram os projetos que demandam articulação política municipalista no Congresso Nacional. Entre os temas prioritários, Reforma Tributária e da Previdência, cessão onerosa do pré-sal, Imposto Sobre Serviços (ISS) e saneamento.

O presidente da FMB, Herculano Passos (MDB-SP), abriu o encontro listando o que pode avançar ainda nesta semana. A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 48/2019, da execução direta de recursos das emendas de bancada e individuais é uma delas. “Vamos ter a instalação da comissão especial hoje à tarde. É uma pauta importante para o municipalismo. Assim como o PLP [Projeto de Lei Complementar] 461/2017, que redistribui o ISS e está na pauta do plenário”, alertou. Como ele explicou, há um acordo das lideranças com o presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), para votar a proposta.

Matéria que acaba de ser aprovada no Senado Federal após articulação das lideranças municipalistas, a PEC 98/2019 está no centro dos debates na Câmara. O presidente da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Glademir Aroldi, chamou atenção para a manutenção do critério do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) e dos Estados (FPE) na divisão dos valores. “Primeiro entendimento é que nenhum Município ou Estado vai perder. Isso é um auxílio financeiro, a União está transferindo recursos. O que entrar é ganho para todos. E o critério do FPM e do FPE é o mais justo que tem, todos os auxílios entregues até agora foram assim”, lembrou.
Previdência
Sobre a PEC 6/2019, que muda as regras da aposentadoria, o senador Wellington Fagundes (PL-MT) lamentou que não “exista o mesmo ânimo para aprovação da PEC paralela na Câmara”. Segundo o líder, para isso, “os governadores precisam se mobilizar, demonstrar interesse pela matéria”. Ele contou que as lideranças do Senado devem definir calendário com o presidente da Casa, Davi Alcolumbre (DEM-AP), que já convocou sessão para sexta e segunda-feira, a fim de acelerar o processo.

O deputado Geninho Zuliani (DEM-SP) discordou, dizendo acreditar em um consenso. “O texto apresentado pelo relator Tasso Jereissati está muito bom. Definiu que os governadores terão de mandar projeto para Assembleia Legislativa e que aprovação dependerá de maioria simples. Só pedimos para mudar o prazo para os Municípios, que terão, não mais um ano, mas pelo menos 18 meses. Assim, se o prefeito atual não quiser votar e o novo tiver interesse, ele terá tempo”, explicou.

Sobre a PEC, Aroldi lembrou que a CNM ainda luta por três emendas dos senadores Lasier Martins (Podemos-RS), Wellington Fagundes e Luis Carlos Heinze (PP-RS), para garantir a migração direta dos Municípios com Regime Próprio de Previdência Social (RPPS), a migração entre regimes e o rompimento do vínculo do servidor aposentado de forma retroativa.

Estiveram presentes também os deputados Magda Mofatto; Eduardo Bismarck; Liziane Bayer; Luizão Goulart; Benes Leocádio; Pedro Westphalen; Mauro Nazif; José Cirilo; Marcelo Ramos; e Hildo Rocha; e o senador Welligton Fagundes.

Por Amanda Maia

Fotos: Marco Melo/Ag. CNM

Da Agência CNM de Notícias

IMG-20190912-WA0068

O governador Ibaneis Rocha (MDB) sancionou, na manhã desta quarta-feira (11/9), o Projeto de Lei que cria a Secretaria da Pessoa com Deficiência. Para comandar a pasta, o escolhido foi o deputado distrital Iolando Almeida (PSC), que milita na área há anos. No lugar de Iolando na Câmara Legislativa, entra Daniel de Castro (PSC).

A ideia foi gestada nos últimos meses e agora sai oficialmente do papel. A proposta é uma reivindicação antiga de entidades e associações voltadas para o cuidado de pessoas com deficiência e já existe em outras unidades da federação, como São Paulo, Rio de Janeiro e Amazonas. “É um momento marcante na história do DF para nós pessoas com deficiência e para aqueles que acreditaram um dia seria possível alcançar esse sonho”, disse Iolando.

A pasta ficará responsável por garantir atuação relacionada às políticas públicas e ações voltadas às pessoas com deficiência. Também terá a obrigação de fiscalizar o cumprimento do$ direitos das pessoas com deficiência e dos princípios estabelecidos pela Política Distrital para Integração da Pessoa com Deficiência.

O governador destacou que pretende iniciar projetos de mobilidade e habitação para pessoas com deficiência. “Esse é o primeiro passo para darmos mais apoio para essas pessoas.”

“Passaram-se muitos governos e ninguém conseguiu construir a secretaria, não por falta de necessidade, porque somos 650 mil pessoas com deficiência no DF”, destacou Iolando.

Ele ressaltou também o desafio de criar uma nova secretaria e montar toda a estrutura para a pasta. “É um desafio assumir essa secretaria que também é um pouco deficiente, porque ainda não tem pernas, braços, nada. E nós teremos que fazer tudo isso”, disse.

O governador, no entanto, destacou que a estrutura será montada com sede, veículos e funcionários. Inicialmente, a Secretaria funcionará na Biblioteca Nacional e terá pontos nas estações de metrô, segundo Ibaneis. “Queremos transformar Brasília na capital mundial da acessibilidade.”

 

Correio

 

 

IMG-20190911-WA0037 IMG-20190911-WA0036 IMG-20190911-WA0035 IMG-20190911-WA0034

O Prefeito Marcello Maranhão ao lado da primeira dama Maria Luísa, acompanhou o desfile cívico em comemoração aos 91 anos de Emancipação Política do Município. Tivemos a participação de 26 escolas municipais, escolas parceiras e entre nossas bandas ainda tivemos em torno de 16 bandas convidadas. Desfilaram mais de 2000 mil alunos. Um grandioso desfile que a cada ano vem aumentando o número do público que vem as ruas prestigiar, movimentando o comércio e toda Cidade. Estando presentes: O Deputado Aluísio Lessa, Vereadores, Secretários, Lideranças Políticas e o povo em geral. Parabenizamos a Secretária de Educação Carol Jordão e toda equipe da Prefeitura pelo belíssimo desfile. O Prefeito Marcello Maranhão promovendo o resgate ao civismo e o sentimento de amor por nossa terra. Nossa Cidade em um novo caminho.

 

IMG-20190911-WA0033

 

Há quase nove meses na Alepe, o deputado estadual Fabrizio Ferraz deu com a cara na parede mais uma vez – ele não acerta em nada mesmo. O parlamentar sonhava acordado em emplacar o irmão Flávio Ferraz candidato a prefeito de Floresta. Mas o blog apurou que o dito cujo é réu em processo criminoso, tendo sido preso já em uma operação por fraudar concurso público na Paraíba.

 

O irmão de Fabrizio recebia um toco de até R$ 15 mil para repassar gabarito de concurso público. Terminou no xadrez, atrás das grades. Pois era esse que o nobre deputado queria lançar candidato para governar a própria cidade.

 

Quem também alimentou essa ideia louca foi o deputado federal Sebastião Oliveira, que embarcou no devaneio de Fabrizio e se deu mal. Floresta, que já vive em uma administração falida, sem entregas, ganharia um prefeito ex-presidiário. O povo não merece essa turma!

 

IMG-20190911-WA0021

 

O governador Ibaneis Rocha (MDB) sancionou, na manhã desta quarta-feira (11/9), o Projeto de Lei que cria a Secretaria da Pessoa com Deficiência. Para comandar a pasta, o escolhido foi o deputado distrital Iolando Almeida (PSC), que milita na área há anos. No lugar de Iolando na Câmara Legislativa, entra Daniel de Castro (PSC).

 

A ideia foi gestada nos últimos meses e agora sai oficialmente do papel. A proposta é uma reivindicação antiga de entidades e associações voltadas para o cuidado de pessoas com deficiência e já existe em outras unidades da federação, como São Paulo, Rio de Janeiro e Amazonas. “É um momento marcante na história do DF para nós pessoas com deficiência e para aqueles que acreditaram um dia seria possível alcançar esse sonho”, disse Iolando.

 

A pasta ficará responsável por garantir atuação relacionada às políticas públicas e ações voltadas às pessoas com deficiência. Também terá a obrigação de fiscalizar o cumprimento do$ direitos das pessoas com deficiência e dos princípios estabelecidos pela Política Distrital para Integração da Pessoa com Deficiência.

 

O governador destacou que pretende iniciar projetos de mobilidade e habitação para pessoas com deficiência. “Esse é o primeiro passo para darmos mais apoio para essas pessoas.”

 

“Passaram-se muitos governos e ninguém conseguiu construir a secretaria, não por falta de necessidade, porque somos 650 mil pessoas com deficiência no DF”, destacou Iolando.

 

Ele ressaltou também o desafio de criar uma nova secretaria e montar toda a estrutura para a pasta. “É um desafio assumir essa secretaria que também é um pouco deficiente, porque ainda não tem pernas, braços, nada. E nós teremos que fazer tudo isso”, disse.

 

O governador, no entanto, destacou que a estrutura será montada com sede, veículos e funcionários. Inicialmente, a Secretaria funcionará na Biblioteca Nacional e terá pontos nas estações de metrô, segundo Ibaneis. “Queremos transformar Brasília na capital mundial da acessibilidade.”

 

Correio Brasiliense

Fechar