Hélio-com-Lula-752x440O empresário Hélio dos Terrenos (PTB) será eleito prefeito de Belo Jardim, na eleição suplementar que acontecerá no próximo dia 2 de julho. O nome de Hélio vem sendo apontado como vencedor, principalmente depois que o ex-presidente Lula, que é aprovado pela ampla maioria do eleitorado do município, gravou um vídeo dando o seu apoio para o candidato. Para Lula, Hélio é o candidato ideal para administrar a Prefeitura de Belo Jardim.

Além do apoio de Lula, Hélio dos Terrenos conta com o apoio das maiores lideranças políticas do município, como os ex-prefeitos Cintra Galvão e Cecílio Galvão, cujas administrações foram reconhecidas como excelentes pela população belojardinense.

Outros pontos importantes que definirão a eleição para Hélio dos Terrenos são os apoios que está recebendo do PP, que desistiu de apoiar o candidato do ministro Mendocinha (DEM), e da Rede, que tinha apoiado outro candidato na eleição passada.

Agora, a coligação BELO JARDIM PARA TODOS conta com sete partidos: o PTB, PDT, PT, PMN, PRB, PP e Rede.

Além de tudo, o candidato a vice-prefeito é o vereador Dr. Silvano, que também exerce grande liderança no município.

No levantamento efetuado pelo Blog Revista TOTAL, ficou constatado que Hélio dos Terrenos conta com o apoio das maiores lideranças comunitárias da cidade e da zona rural.

Por Márcio Maia

 

           campina_grande_maior_sao_joao_do_mundo_mensagem_respeito_lgbt_contra_homofobia A última notícia sobre o assunto que deixou muita gente revoltada foi a de que a cantora Marília Mendonça será a principal atração no dia 23, véspera do São João, no palco principal do que já foi chamado “Pátio do Forró”. É mais uma demonstração clara do desrespeito desses tidos “empresários artísticos” com as culturas do povo paraibano.

            Enquanto isso, nomes importantes da música paraibana, como Elba Ramalho, Biliu de Campina e Alcymar Monteiro, estão fora da programação. É um verdadeiro absurdo que a Prefeitura Municipal de Campina Grande gaste recursos públicos para “bancar” apresentações de artistas que nada têm a ver com as tradições culturais daquela cidade.

            Os gestores públicos precisam entender que as verbas oficiais são destinadas a manter e promover atividades ligadas à cultura e à tradição. Não podem ser gastas com eventos que visam apenas o lucro de empresas privadas.

            O Ministério Público Estadual, o Tribunal de Contas do Estado e demais entidades estatais que controlam as despesas públicas precisam estar atentas à prestação de contas desses eventos. No nosso entendimento, os parcos recursos que dispomos aqui no Nordeste, estão sendo desvirtuados para outros propósitos.

            Além disso, também estão sendo deslocados para cantores e bandas de outras regiões do País descapitalizando nossos artistas e até desmotivando-os a continuarem seus trabalhos de tanta importância para manutenção de nossa personalidade. Enquanto os chamados “sertanejos” recebem cachês milionários, aos artistas nordestinos que efetivamente fazem nossas festas são oferecidos pagamentos verdadeiramente imorais.

            Para encerrar, faço uma pergunta aos governadores e prefeitos do Nordeste: Vossas Excelências já viram algum cantor da Paraíba, de Pernambuco ou até os axézeiros da Bahia se apresentando nas tradicionais Oktober Fest ou no Festival de Barretos?

Eu respondo: Claro que não. Sabem o por quê? Porque eles sabem manter as suas valiosas tradições culturais.

img-20170107-wa0018A notícia de que a Revista TOTAL e o Blog Revista TOTAL vão anunciar no próximo dia 7 de julho, o nome do provável vencedor das eleições para o Governo do Estado que irão acontecer em 2018, deixou o mundo político e empresarial em suspense. Todos comentam a ousadia da TOTAL em fazer a previsão e elogiam a competência da equipe que tem acertado mais de 90 por cento de seus prognósticos.

            Um dos primeiros políticos a admirar, reconhecer  e elogiar publicamente a equipe de Marcelo Mesquita pelo trabalho, foi o ex-governador Eduardo Campos, que sempre se mostrou surpreso com a precisão dos levantamentos feitos para identificação dos prováveis ganhadores dos pleitos majoritários e proporcionais em Pernambuco.

            COMENTÁRIOS – Essa semana, muitas personalidades comentaram a informação. Uma delas foi o empresário e líder sindical, Alex Costa, presidente do Sindileite, que disse estar surpreso com a antecedência com que o trabalho está sendo feito, ressaltando que ainda faltam quinze meses para o pleito. “Essa equipe liderada por Marcelo Mesquita é muito ousada”, afirmou.

            O prefeito de Vitória de Santo Antão, Aglaílson Junior (PSB), reconheceu a competência da equipe da TOTAL que faz o levantamento sob a coordenação de Mesquita. “Esse método usado pela TOTAL é realmente impressionante, pois eles conseguem captar de forma precisa as intenções dos eleitores, de forma diferente dos institutos de pesquisa de opinião pública”.

            Para o advogado Arnaldo Desmondes, que tem intensa atuação em Araripina. sua cidade natal, e em Jaboatão dos Guararapes, onde tem sua atividade profissional, o trabalho da TOTAL é digno dos maiores elogios. “Conheço muita gente que fica admirada com a precisão com que os prognósticos da Revisa são feitos”.

            A admiração pelo trabalho de previsão também é elogiado pelo prefeito de Serra Talhada, Luciano Duque (PT), que adiantou ter ficado surpreso quando a Revista publicou a notícia de que ele seria o vencedor do pleito em sua cidade. “Na ocasião, conversei com meus amigos mais próximos e procurei saber como o trabalho havia sido feito e fiquei impressionado”.

            Outro político que manifestou-se sobre as previsões eleitorais feitas pela TOTAL foi a vereadora Monalysa Amorim (PTN), de Glória do Goitá. Ela disse que os responsáveis pela publicação têm muita coragem, pois enquanto os institutos de pesquisa são contestados em todas as eleições, a Revista mostra muita competência e acerta a maioria dos nomes. “É um trabalho de muito fôlego e merece os elogios”.

images (4)O Corpo de Bombeiros Militar de Pernambuco já iniciou o trabalho de vistoria e fiscalização em todos os logradouros públicos do Estado onde irão acontecer os festejos juninos. Os bombeiros estão vistoriando os palcos, camarotes e barracas instaladas nas proximidades das festividades, de acordo com o que estabelece a “Operação São João”..

O coronel Manoel Cunha, comandante geral do CBMPE, disse que esse trabalho dos bombeiros é imprescindível para que os participantes tenham total segurança e tranquilidade. “Nosso objetivo é garantir que todos tenham plenas condições de se divertirem à vontade, sem a ameaça de acidentes durante as apresentações dos artistas”.

O oficial explicou que os festejos juninos são considerados como um dos mais animados do Mundo e por isso, atraem milhares de turistas de todas as regiões do Brasil e de muitos países. “Queremos que todos brinquem sem problemas e voltem por perceberem que aqui agimos com precaução”.

“Nossa preocupação é verificar se os estabelecimentos onde ocorrerão as festas estão cumprindo as exigências legais que garantem a segurança dos frequentadores. Quando os vistoriadores encontram algum erro, informam aos responsáveis para que o problema seja sanado”.

Além do Recife, onde ocorrerão festejos em cerca de trinta bairros, estão sendo feitas fiscalizações em Caruaru, Vitória de Santo Antão, Petrolina, Gravatá, Limoeiro, Arcoverde, Pesqueira e outras cidades onde acontecem grandes comemorações.

download (9) ELEIÇÕES 2018

Repercutiu intensamente, nos meios políticos e empresariais a informação de que a Revista TOTAL e o Blog Revista TOTAL vão divulgar o resultado do primeiro levantamento que nossa equipe de repórteres está fazendo em todas as regiões do Estado, apontando o provável vencedor das eleições para o Governo do Estado, que acontecerão em 2018.
O anúncio será feito no próximo dia 7, durante o evento de entrega dos prêmios Destaque TOTAL 2017.1, que acontecerá no Restaurante Sal e Brasa, na Avenida Recife. Na ocasião, serão homenageadas personalidades do mundo político, empresarial e artístico de Pernambuco.
Como vem fazendo há doze anos, o levantamento feito pela equipe da TOTAL é esperado com ansiedade pelos meios políticos, jornalísticos e empresariais, porque é feito com muito critério, o que faz com que a previsão tenha se concretizado em nada menos de 95 por cento nos municípios,e campanha majoritária para governo e senado em nosso estado com 100% de acertos como comprovam nossos arquivos.

            O que a TOTAL realiza e divulga não é o mesmo que é feito pelos Institutos de Pesquisa de Opinião Pública. Nossa publicação faz um levantamento minucioso dos apoios que os candidatos conseguiram garantir em todos os pontos, o que pode levá-los a vencer o pleito.

            Nas eleições para o Governo do Estado, é feita a contagem dos votos que podem representar os partidos que irão compor a coligação partidária, os votos dos candidatos à Câmara Federal e ao Senado, além dos candidatos a deputado estadual. Também procuramos descobrir os apoios declarados dos prefeitos e dos presidentes das Câmaras de Vereadores e também ex-prefeitos e principais lideranças políticas dos municípios.

            Nos demais setores da sociedade, procuramos levantar os apoios que os candidatos já receberam das lideranças empresariais, religiosas e comunitárias. Também são computados os apoios de entidades relevantes como Associações Comerciais, Industriais e de Produção Rural. Outro ramo que tem grande peso na avaliação é a definição de Associações Comunitárias e de Bairros, além de entidades esportivas importantes das cidades.

            Marcelo Mesquita, que coordena o levantamento, recorda que nos últimos dez anos, a TOTAL acertou mais de 90 por cento da previsões feitas. Ele disse que o primeiro acerto ocorreu foi a previsão da vitória de Eduardo Campos (PSB), no momento em que os institutos de pesquisa o apontavam com apenas 3% de intenção de votos.

 

5O5A0674O Governo do Estado criou a Câmara de Análise e Aprovação de Projetos Habitacionais (CAPHAB), com o objetivo de incentivar o setor da construção civil a investir em moradias populares. O governador Paulo Câmara disse que a CAPHAB vai reduzir o tempo de análise dos projetos no âmbito estadual, devendo diminuir de oito meses a pouco mais de um mês. O objetivo é agilizar o andamento dos processos com a desburocratização dos pareceres técnicos, com a centralização da tramitação em seis órgãos estaduais e na Celpe.
No evento, que aconteceu no Sindicato da Indústria da Construção Civil no Estado de Pernambuco (SINDUSCON/PE), no Recife, o governador anunciou que a ferramenta vai permitir que haja um avanço nas análises dos projetos habitacionais tão necessários e importantes para grande parte da população que precisa dessas moradias de baixo custo. “Essa ação é fruto de uma série de reuniões, de um grande consenso e da necessidade de desburocratizar esses processos que demoram meses. Então, é muito importante no momento que nós estamos vivendo que hajam, por parte do Estado, os devidos encaminhamentos para que esses projetos possam sair do papel com a maior celeridade possível”.
A CAPHAB é formada por equipes da Agência Estadual de Planejamento e Pesquisas de Pernambuco (CONDEPE/FIDEM), Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH), Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), Agência Pernambucana de Águas e Climas (APAC), Corpo de Bombeiros Militar de Pernambuco (CBMPE), o Departamento de Estradas e Rodagens (DER) e d própria Celpe.
A Câmara será responsável pelo recebimento e envio imediato aos órgãos competentes, dos documentos e plantas dos empreendedores, além do acompanhamento de toda a tramitação até a conclusão dos processos. Dividido em duas fases, o processo se inicia com a consulta prévia, etapa opcional, que terá 15 dias úteis para realizar o estudo de viabilidade do empreendimento. A segunda etapa, que analisa se o projeto obedece a legislação vigente, é obrigatória e deverá ser concluída em até 30 dias úteis. Após obter os pareces técnicos estaduais através da CAPHAB, o construtor deverá encaminhar o projeto para validação do município no qual será implantado o habitacional.
O secretário estadual de Habitação, Bruno Lisboa, explicou como será o funcionamento da integração das órgãos responsáveis no cumprimento dos novos prazos estabelecidos. “Com o funcionamento da Câmara, todos os órgãos se reunirão mensalmente, para avaliação das deliberações. E a partir de todas as informações já coletadas e previamente consultadas por cada estrutura interna envolvida no processo de análise, a gente vai conseguir cumprir com o prazo máximo de 30 dias”.
ELOGIO – O presidente do SINDUSCON/PE, Lucas Simon, elogiou a decisão do governador Paulo Câmara. “O Estado tem sido um parceiro importante desde o início deste projeto, quando ainda não se tinha nada concretizado, e nos mostrou que isso poderia ser uma realidade. Acredito que a Câmara seja um ganho importante para o setor e chega num momento que se consegue um alinhamento perfeito. O nosso objetivo é saber quais são as prioridades, saber o que o Governo precisa para que nós possamos construir e garantir o sucesso das parcerias”, 
A CAPHAB irá atender, nos primeiros dias, os empreendimentos com até 100 unidades habitacionais. Após os 60 dias úteis de vigência do decreto, o atendimento da Câmara será ampliado para projetos com até 200 unidades. E, por fim, após os 90 dias úteis da publicação da medida, a CAPHAB atenderá empreendimentos com mais de 200 unidades. A partir da publicação do decreto, a Secretaria de Habitação terá 30 dias para instalar o serviço.
 
Fotos: Wagner Ramos/SEI

  download (13)Como vem fazendo há doze anos, a Revista TOTAL e o Blog Revista TOTAL vão antecipar para seus leitores, o nome do vencedor das eleições que acontecerão em outubro de 2018. O levantamento feito pela equipe da TOTAL é esperado com ansiedade pelos meios políticos, jornalísticos e empresariais, porque é feito com muito critério, o que faz com que a previsão tenha se concretizado em nada menos de 95 por cento, como comprovam nossos arquivos.

            A equipe de repórteres da TOTAL já começou a fazer o levantamento que será anunciado em breve, como garantiu o diretor presidente Marcelo Mesquita. Segundo ele, o levantamento dos apoios que os prováveis candidatos já conseguiram garantir nos municípios de todas as regiões já está sendo feito.

            O que a TOTAL realiza e divulga não é o mesmo que é feito pelos Institutos de Pesquisa de Opinião Pública. Nossa publicação faz um levantamento minucioso dos apoios que os candidatos conseguiram garantir em todos os pontos.

            Por exemplo: nas eleições para governador do Estado, fazemos a contagem dos votos que podem representar os partidos que compõem a coligação partidária, os votos dos candidatos à Câmara Federal e ao Senado, além dos candidatos a deputado estadual. Também procuramos descobrir os apoios declarados dos prefeitos e presidentes das Câmaras Municipais e também ex-prefeitos e principais lideranças políticas dos municípios.

            Na área fora da política, verificamos os apoios que os candidatos receberam das lideranças empresariais, religiosas e comunitárias. São computados os apoios de entidades relevantes como Associações Comerciais, Industriais e de Produção Rural. Outro ramo que tem grande peso na avaliação é a definição de Associações Comunitárias e de Bairros, além de entidades esportivas importantes das cidades.

            Marcelo Mesquita lembra que nos últimos dez anos, a TOTAL vem acertando mais de 95 por cento de suas avaliações. “A primeira delas ocorreu quando previu a vitória de Eduardo Campos (PSB), no período em que os institutos de pesquisa o apontavam com apenas 3% de intenção de votos”.

“Depois, acertamos na reeleição de Eduardo, na eleição de Geraldo Julio (PSB), quando ele era um simples desconhecido do eleitorado, previmos também as vitórias de Aglaílson Junior (PSB), em Vitória de Santo Antão, José Queiroz (PDT) e Raquel Lyra, em Caruaru, de Anderson Ferreira (PSC) em Jaboatão dos Guararapes, de Miguel Coelho (PSB) em Petrolina e tantas outras. É por isso que nossas previsões são aguardadas com tanto interesse pelo mundo político pernambucano”, concluiu o dirigente da TOTAL.

5O5A0558O Governo do Estado está realizando obras nas estradas que ligam o distrito de Bem-te-vi à sede do município de Bonito, no Agreste Central. A área, que é uma das mais importantes produtoras de Banana e Inhame, estava isolada desde as chuvas caídas no final do mês passado. Nada menos de seis comunidades produtoras estavam completamente isoladas.

O governador Paulo Câmara (PSB) vistoriou as importantes ações para a desobstrução dos acessos da região, pois a população estava tendo grande prejuízo porque estava impedida de escoar os produtos que são suas principais fontes de renda. Na oportunidade, Paulo  também visitou os dois abrigos do distrito, conversou com a população e coordenou ações estratégicas de reforço aos serviços de reconstrução e assistência humanitária na cidade.

Câmara disse que todo o esforço será dispendido. “Nós queremos muito trazer a normalidade para os pernambucanos e vamos fazer isso. Aqui, por exemplo, tem muita produção da agricultura familiar que precisa das estradas para o escoamento dos alimentos plantados. E todo o nosso intuito é de ajudar na reconstrução desses acessos. A gente já vê aqui, em Bem-te-vi, um trabalho bem feito de limpeza da cidade, do acolhimento das pessoas que vivem em área de risco”.
O planejamento do Governo do Estado também inclui soluções definitivas para que a população impactada possa contar com moradias livre do risco de novas enchentes. “Vamos fazer também o cadastramento dessas famílias e ver as soluções, que pode incluir o auxílio moradia e construção de novas casas”, destacou Paulo Câmara.

Para restaurar o acesso ao distrito de Bem-te-vi, estão sendo utilizadas desde a semana passada, quatro retro-escavadeiras, duas caçambas e uma patrol. Além disso, o Governo está oferecendo toda a assistência humanitária  com a entrega dos donativos aos desabrigados. Equipes da Defesa Civil também estão visitando a localidade para a avaliação e cadastro das moradias. “Vamos nos reunir no Recife, para discutir ações de curto e médio prazo a serem feitas, para que o distrito de Bem-te-vi e todas as regiões atingidas tenham a normalidade restabelecida e voltem a funcionar melhor do que antes. Essa também é uma determinação nossa”, garantiu o governador Paulo Câmara.

PREJUÍZOS – No distrito, cerca de 56 famílias, que tiveram suas casas atingidas pelas águas, foram acolhidas em dois abrigos provisórios.

Tamires Maria da Silva, de 19 anos, contou como ela e seu filho, Thiago Davi, de 6 meses, estão superando a tristeza de perder a casa. “É muito difícil ter que passar por isso, mas, desde que chegamos, não faltou nada. Recebemos colchão, comida e produtos de limpeza. As pessoas estão nos tratando muito bem”, afirmou.

Para o agricultor Claudemiro Terto, de 36 anos, que teve o transporte dos alimentos de seu plantio prejudicado, disse estar ansioso para a volta ao trabalho. “Eu planto banana e Inhame há mais de 13 anos e mantenho minha família com o dinheiro da venda desses produtos. Com o deslizamento da barreira, que interditou a estrada, nós ficamos sem ter como comercializar nossa produção. A nossa esperança é que o trabalho de limpeza consiga liberar a passagem o mais rápido possível”, disse.

Fotos: Wagner Ramos/SEI

RP_M1598- PEREIRA -981563654A “Operação Prontidão” vai continuar, sem data para ser desativada. A decisão foi anunciada pelo governador Paulo Câmara (PSB) por entender que ainda tem muita gente desalojada e desabrigada necessitando da solidariedade. “Vamos manter esse ritmo, essa força. Trabalhar mais. Precisamos dar respostas e esperança ao povo. A gente tem de estar junto. Fazer o que tem de ser feito. Governo é isso. A população conta conosco para superar o que aconteceu”, afirmou.

Na última reunião, os chefes dos escritórios instalados nos municípios da Zona da Mata Sul e do Agreste atingidos pelas chuvas do final do mês passado, informaram que a situação está voltando à normalidade, pois as chuvas têm caído em menor intensidade.

Na manhã do sábado passado, o governador Paulo Câmara se reuniu com secretários de Estado e dirigentes de órgãos que estão atuando nos municípios em estado de emergência para fazer um balanço do trabalho da “Operação Prontidão”. Durante os últimos 15 dias, as ações do Governo foram focadas em salvar vidas, restabelecer os serviços, limpar as cidades e realizar ajuda humanitária.

O secretário de Planejamento e Gestão, Márcio Stefanni, que coordena o Gabinete de,Crise, informou que o próximo passo é conseguir verbas para concluir as obras já planejadas. “Nesta terceira semana, vamos entrar na fase da avaliar, planejar e orçar. É hora de pedir recursos para a nova construção do que foi destruído, solicitar ajuda em Brasília e à bancada federal para que façam emendas destinadas às ações. Estamos fazendo um plano para resolver os danos causados pelas chuvas”.

Stefanni também ressaltou que um dos focos das ações, neste momento, será realizar as obras necessárias para evitar os deslizamentos de barreiras nas áreas já apontadas como de risco. “Temos que colocar a maior quantidade de lonas possível para evitar desabamentos, pois o inverno só começou. Uma vez que a água baixou, é isso que se tem que fazer”.

Entre as medidas anunciadas pelo Governo do Estado para enfrentar as fortes chuvas e amenizar os danos causados à população estão o adiamento da cobrança do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS) para os comerciantes das áreas atingidas, o cancelamento da cobrança da conta de água para os locais abastecidos pela Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) e a antecipação do pagamento do Programa Chapéu de Palha para as modalidades de pesca e cana-de-açúcar.

BALANÇO – Até o momento, o Gabinete de Crise registrou um total de 2.153 pessoas desabrigadas e de 35.764 desalojadas. Já foram distribuídos 150 mil metros quadrados de lonas plásticas, mais de 172 toneladas de alimentos, cerca de 9 mil kits dormitórios, 7.645 colchões, 198.425 litros de água mineral,  7.849 kits de limpeza, 2.450 kits de higiene e quase 100 toneladas de roupas.

Várias empresas têm participado da campanha, como a FEDEX que disponibilizou caminhões para transportar os donativos. Outras fizeram doações, como a Celpe que doou 500 geladeiras, a Tupan que doou 200 botas, a Brasil Kirin 20.592 litros de água, a Sobral Calçados mais de 100 pares, a Vitarella 13 toneladas de biscoito e 1 tonelada de macarrão, a ASA 20 fardos fraldas e 20 caixas de absorventes, a Baby Roger 320 pacotes de fraldas, a SELMI 23 toneladas de macarrão e bolacha, a Brilux 10 caixas de detergente e 70 de água sanitária, a Even 10 caixas de creme dental e 20 de sabonete, a TUTANAT 200 cosméticos de higiene pessoal, a Flamin cortes de lençóis e roupas infanto-juvenilis e a Studio Zero 450 peças de roupas.

Márcio Stefanni disse que as atenções do Governo estão voltadas para a Mata Sul e para o Agreste do Estado após as fortes chuvas, mas ressaltou que as ações estruturadoras, inclusive o abastecimento dágua, para as outras regiões não pararam. “Estamos dando a atenção que a Mata Sul e o Agreste merecem, mas não estamos esquecendo do restante do Estado. A Adutora do Moxotó vai chegar em Arcoverde; em Surubim, a adutora do Sirigi já começou os testes”.

Fotos: Roberto Pereira/SEI

download (12)   O cantor Santanna, o Cantador, que é considerado pela crística como um dos melhores intérpretes das músicas gravadas por Luiz Gonzaga, o Rei do Baião, disse que é no Recife, onde se promove atualmente, os melhores e mais autênticos festejos juninos do Mundo. “A programação elaborada pela Prefeitura da Cidade e também os festejos populares e até as festas particulares mostram as principais tradições e características da cultura pernambucana”.
O artista enfatizou que os festejos juninos, que começam no Dia de Santo Antônio (13), passa pelo Dia de São João (24) e termina no Dia de São Pedro (29), têm características próprias, as quais foram popularizadas e tornadas nacionalmente conhecidas por Gonzagão. “Não podemos permitir que interesses econômicos manipulados por grandes empresas e os tidos como “empresários artísticos” se sobreponham às nossas culturas e características”.
Ele fez questão de elogiar o prefeito do Recife, Geraldo Julio (PSB), e demais gestores municipais que estão se esforçando para manter os costumes da época. “Sei que as propostas oferecidas pelos empresários dos artistas com renome nacional são muito tentadoras e poucos conseguem resistir. Portanto, temos a obrigação de elogiar os que resistem. Nós, artistas, que queremos manter viva nossas tradições, devemos apoiar todas essas pessoas que têm esse compromisso”.
Para Santanna, as novas e futuras gerações têm que ter a oportunidade de conhecer e se deliciar com a riqueza de nossa cultura popular. “Da mesma maneira que Elvis Presley criou o trio do rock com guitarra, baixo e bateria, Gonzaga criou o trio de forró pé de serra: sanfona, triângulo e zabumba”. O artista lembrou que os Estados Unidos começam a dominação de um país tentando afogar sua cultura. “Quando não consegue, vai através das armas bélicas”.
PERNAMBUCANIDADE – O cantor Santanna disse que a Pernambucanidade é marca muito forte do povo pernambucano e, apesar de toda a pressão vinda do sudeste, através da grande imprensa, principalmente pelas antenas parabólicas de TV, vem conseguindo manter os costumes, o sotaque, o linguajar e, principalmente, a música. “Pernambuco tem mais de vinte ritmos catalogados. Isso é uma riqueza imensurável. A Argentina só tem dois e a cultura deles consegue sobreviver apenas com o tango”.
Ele ressaltou a programação elaborada pela Prefeitura do Recife, onde constam apenas apresentações de cantores, trios de forró pé de serra e grupos folclóricos com características pernambucanas. Também elogiou a escolha da cantora Cristina Amaral e do músico Edmílson do Pífano como homenageados do “São João do Recife”. Em 35 arraiais montados em diversos bairros da capital, irão se apresentar os melhores artistas, como Silvério Pessoa, Elba Ramalho, Josildo Sá, Caju e Castanha, Quinteto Violado, e as tradicionais quadrilhas matutas.
Ao tomar conhecimento da declaração de Santanna, o prefeito Geraldo Julio disse ter ficado satisfeito e adiantou que a obrigação dos gestores públicos é manter a cultura e a tradição de nosso povo. “No Recife, as apresentações serão exclusivamente de artistas de forró”, enfatizou.
Os festejos juninos na capital serão investidos cerca de R$ 4 milhões, metade dos recursos oriundo de patrocínios privados. “Com muito esforço, estamos superando as dificuldades, mesmo com toda a crise que atinge as Prefeituras de todo o País. Estamos trabalhando com muita responsabilidade para manter o equilíbrio financeiro da Prefeitura e fazer funcionar todos os serviços e promover os eventos importantes, como a comemoração do São João”.

Fechar