Prefeita quer que o município seja o que mais avançou em qualidade de vida e ambiente para empreender no Estado até o fim do atual mandato

Por: em 08/06/17 às 09H18, atualizado em 08/06/17 às 08H30

180473,930,80,0,0,930,522,0,0,0,0A prefeita de Caruaru, Raquel Lyra (PSDB), apresentará nesta quinta-feira (8), para gestores e comissionados da prefeitura, o Planejamento Estratégico Caruaru 2020, bem como o modelo de gestão que vem implantando no município desde a posse, há seis meses.

O objetivo principal do encontro é avançar na construção desse modelo e estimular o compromisso de toda a equipe municipal com o futuro da cidade.

Já sobre o Caruaru 2020, a ideia é fazer com que o município seja o que mais avançou em qualidade de vida e ambiente para empreender no Estado de Pernambuco com gestão de referência nacional.

211841,475,80,0,0,475,365,0,0,0,0O jovem Weverton Fagner de Medeiros Gomes, que estava nos Estados Unidos recebendo tratamento médico após passar por um transplante de intestino, voltou para casa na manhã desta quinta-feira (8). A história começou há dois anos, quando o adolescente de Vitória de Santo Antão, na Mata Sul de Pernambuco, foi internado no hospital Jackson Memorial, em Miami, e precisou ter quase 90% do órgão retirado.

“Não lembro muito da minha vida nos Estados Unidos, mas foi muito difícil. Estou muito feliz em retornar para a minha vida. Não acho que tenha sido um milagre, mas agradeço a Deus e a todos que me ajudaram”, disse Weverton, que não esperava ser recebido por um grupo tão grande de pessoas ao chegar no Aeroporto dos Guararapes.

Familiares e amigos realizaram a campanha #ForçaWeverton para ajudar a custear o tratamento. Eles arrecadaram cerca de R$524 mil e, após uma ação na justiça, conseguiram que o tratamento de quase R$ 4 milhões fosse pago pela União.

“Se estivéssemos sozinhos, não teríamos conseguido. Começamos a campanha através de um momento de oração que acontecia semanalmente na nossa cidade, e foi com muita fé e apoio que Weverton conseguiu passar por esse tratamento”, afirmou seu irmão, Ubiratan Bernardo Gomes Jr.

A mães de Weverton, Maria Rodrigues Medeiros, explica que o filho será acompanhado por uma equipe médica, mas que sua rotina voltará quase completamente ao normal. “A imunidade dele não será tão alta quanto poderia ser, e ele vai precisar tomar remédios todos os dias, mas Weverton está bem e vai voltar a viver normalmente”, disse.

Por Márcio Maia

 

quadrilha2Há alguns dias publicamos no Blog Revista TOTAL, um artigo onde denunciávamos a estratégia utilizada pelo prefeito Romero Rodrigues (PSDB) para justificar seu descompromisso com a fantástica cultura musical e cultural dos festejos juninos na cidade de Campina Grande. Há décadas que a “Princesa da Borborema” disputa com a pernambucana Caruaru o título de “maior São João do Mundo”.

            A disputa foi motivadora e transformou a competição como um incentivo para os prefeitos de cada uma se esforçasse para atrair mais turistas e também para animar os moradores a seguirem nossos costumes, que se tornaram conhecidos nacionalmente através de Luiz Lua Gonzaga, o Gonzagão, o eterno rei do Baião.

            Esse ano, infelizmente, o prefeito Romero Rodrigues teve a infeliz ideia de entregar a organização dos tradicionais e famosos festejos a uma empresa, inclusive fazendo a dotação de uma verba publicitária no valor de R$ 3 milhões.

            Esses empresários, que não têm qualquer compromisso com a cultura popular e visam apenas o lucro fácil, descaracterizaram os festejos. Contrataram grandes nomes no mundo artístico brasileiro, mas que não têm qualquer ligação com nossa tradição. Não sabem a diferença entre um forró, um xote ou uma marcha junina.

            Os empresários, demonstrando o total desconhecimento com a cultura da cidade, deixaram de fora das apresentações dois dos maiores artistas regionais paraibanos: Alcymar Monteiro e Biliu de Campina, que agregou ao seu nome o de sua cidade. É um desrespeito sem tamanho para com esses dois importantes artistas.

            Achamos que ainda há tempo do prefeito se recuperar da grande mancada que praticou e exigir dos “empresários” que tenham um pouco menos de ganância pelo dinheiro e convidem os dois cantores para se apresentarem no extraordinário “Pátio do Povo”.

Afinal de contas, as verbas públicas destinadas para eventos culturais e festivos devem ter o compromisso principal de manter e estimular as tradições e as culturas populares.

Por Marcio Maia

download (10)A Rede Globo de Televisão deu mais uma enorme demonstração do ódio que tem ao Estado de Pernambuco, embora em sua programação local, faça um esforço extraordinário para enganar os telespectadores dizendo que “defende os interesses e a cultura de nosso Estado”. Esse esforço é determinado pelo Departamento de Marketing para poder competir com as emissoras locais, como as TVs Jornal, Clube e Tribuna. No entanto, sempre que pode, ela destila o seu ódio, como aconteceu no Jornal Nacional de ontem (5) e foi repetido hoje (6) no Bom Dia Pernambuco.
A reportagem era sobre um levantamento feito pelo IPEA sobre a violência no Brasil e Pernambuco é apontado como um dos poucos onde o número de homicídios havia diminuído de forma acentuado no período de 2005 a 2015, por conta das ações do Pacto pela vida. A reportagem começa com a apresentação dos números reais, mas termina com uma repórter escalada, com certeza pela direção nacional da emissora, para dizer que nos dois últimos anos, o número de homicídios aumentou por aqui.
É impressionante, como a Globo não aceita o posicionamento cultural dos pernambucanos que não aceitam os modismos “bancados” por eles. São revoltados porque seus programas são derrotados nas pesquisas pelos programas genuinamente pernambucanos. Por conta disso, a emissora é obrigada a manter programas locais, aumentando seus custos e consequentemente, diminuindo seus lucros.
Por conta disso, é importante que os telespectadores pernambucanos mantenham-se atentos e se esforcem para manter a força de nossa cultura e de nossas tradições, que nos são tão caras.

O governador Paulo Câmaimage_0ra assinou dois decretos que vão estimular as doações para as pessoas atingidas e auxiliar os comerciantes estabelecidos nos municípios que estão em Estado de Emergência na Zona da Mata Sul e Agreste. A primeira medida estabelece a prorrogação do prazo de pagamento do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS) para comerciantes. A segunda concede benefícios do ICMS relativos à saída de mercadorias destinadas às vítimas das enchentes. Os decretos, publicados na edição desta terça-feira (6) do Diário Oficial do Estado, valem para 27 municípios.
De acordo com o decreto nº 44.532, os prazos de recolhimento do ICMS serão prorrogados até o dia 30 de novembro de 2017 para comerciantes que se enquadrem nas categorias de microempresa e microempreendedor individual. A medida considera “a extrema gravidade das consequências dos transtornos causados às atividades econômicas, bem como ao cotidiano dos moradores dos municípios pernambucanos afetados”. Com o decreto, os comerciantes locais terão mais condições de restabelecer suas atividades e uma tranquilidade maior para recuperar seus negócios.
O decreto nº 44.533 aponta que, no período de 1º de junho a 31 de agosto de 2017, as operações de saída de mercadorias destinadas a doações para vítimas das enchentes dos municípios em situação de Emergência estarão dispensadas do estorno do crédito fiscal.
Os municípios beneficiados com os dois decretos publicados são: Água Preta, Amaraji, Barra de Guabiraba, Barreiros, Belém de Maria, Bonito, Caruaru, Catende, Cortês, Escada, Gameleira, Ipojuca, Jaqueira, Joaquim Nabuco, Jurema, Lagoa dos Gatos, Maraial, Palmares, Primavera, Quipapá, Ribeirão, Rio Formoso, São Benedito do Sul, São José da Coroa Grande, Sirinhaém, Tamandaré e Xexéu.

 

RP_M1059- PEREIRA -981563654No Dia Mundial do Meio Ambiente, em solenidade no Palácio do Campo das Princesas, o governador Paulo Câmara (PSB) assinou o decreto que institui o Programa de Regularização Ambiental (PRA). O documento consiste em um conjunto de ações a serem desenvolvidas com o objetivo de promover a regularização ambiental, conforme estabelece a Lei Federal 12.651/2012. Na prática, o programa vai integrar a área produtiva rural de Pernambuco à proteção ambiental, possibilitando a recuperação de áreas degradadas e que foram desmatadas em propriedades rurais em todo o Estado, melhorando as condições de produção.
O governador disse que as chuvas que atingiram o Estado nos últimos dias, mostram a importância de termos temas como o meio ambiente e a sustentabilidade presentes em nossas agendas permanentemente. “Se o meio ambiente for mais bem cuidado, com certeza, evitaremos os danos como os que foram causados em algumas cidades recentemente”. 
Ele destacou que o Governo do Estado está atento ao futuro da sustentabilidade e das próximas gerações. “Com base nesse programa e em outras ações que vamos implementar, teremos condições de avançar mais para que Pernambuco continue a ter uma política sustentável de desenvolvimento, que dialogue com o futuro”, completou.
O secretário Estadual de Meio Ambiente, Sérgio Xavier (PV), destacou a importância do decreto para a recuperação ambiental do Estado. “O programa vai gerar um movimento muito positivo de recuperação da natureza em todos os cantos do Estado. Além disso, vai melhorar a produtividade rural, uma vez que permite criar um equilíbrio maior das áreas protegidas com a produção”, explicou, acrescentando que, ao todo, dezenove instituições estão participando desse processo. O gestor destacou, ainda, que o processo ajudará na economia, pois a recuperação ambiental atrairá recursos para o Estado, gerando emprego e renda.
De acordo com o decreto, os proprietários de imóveis rurais deverão realizar o Cadastro Ambiental Rural (CAR), através do Sicar, um sistema elaborado pelo Ministério do Meio Ambiente específico para o cadastro, que emitirá uma confirmação, nos mesmos moldes da declaração do Imposto de Renda. Após esse procedimento, os proprietários deverão fazer a regularização das Áreas de Preservação Permanente (APPs), de Reserva Legal (RL) e de Uso Restrito (UR) através de recuperação, recomposição, regeneração ou compensação.
Atualmente, Pernambuco possui 76,17% de área cadastrada, o equivalente a 198.988 mil imóveis com o documento, o que deixa o Estado em primeiro lugar em número de imóveis cadastrados na Região Nordeste. Os dados são do Serviço Florestal Brasileiro (SFB), órgão do Ministério do Meio Ambiente responsável pelos números do Cadastro Ambiental Rural (CAR). “Com a assinatura do decreto, outros setores que ainda não se cadastraram vão ficar mais seguros para fazê-lo. Então, em pouco tempo, 100% do Estado estará regularizado e Pernambuco vai avançar na recuperação ambiental das áreas efetivas”, concluiu o secretário Sérgio.
 
Participaram da solenidade, o secretário de Planejamento e Gestão, Márcio Stefanni, o secretário-executivo de Meio Ambiente, Carlos Cavalcanti, o presidente do Sindicato da Indústria do Açúcar e do Álcool no Estado de Pernambuco (Sindaçúcar-PE), Renato Cunha, o vice, Luiz Antônio, o presidente em exercício da Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH), Paulo Teixeira, e os deputados estaduais Aluísio Lessa e Roberta Arraes.
 
Fotos: Roberto Pereira/SEI

Folha Pe

194514,475,80,0,0,475,365,0,0,0,0A partir das 7h desta terça-feira (6), 22 localidades da Zona Norte do Recife ficarão sem abastecimento de água por 48 horas. A medida é para a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) realizar manutenção programada no bombeamento e na estação de tratamento de água do sistema Caixa D´Água. A previsão é de que o serviço seja concluído às 7h da quinta-feira (8). Cerca de 118 mil pessoas serão afetadas.

De acordo com a Companhia, a manutenção é necessária para substituir 23 metros de travessia área de uma adutora em aço, de 400 mm, que interliga a Estação de Tratamento Caixa D’Água ao Sistema Dois Unidos. Também serão realizadas a manutenção eletromecânica do sistema e a substituição de equipamentos.

Após a finalização dos serviços de manutenção, o fornecimento de água será restabelecido. Como os locais afetadas recebem água por regime de rodízio, a regularização da distribuição de água ocorrerá de acordo com o calendário de cada área. As datas do retorno do abastecimento poderão ser conferidas no site da Compesa, www.compesa.com.br, ou através do telefone 0800 081 0195.

Confira a lista dos locais que ficarão sem água:

Dois Unidos
Nova Descoberta
Alto da Favela
Brasilândia
Divinópolis
Alto do Agáve
Subida do Japonês
Minerva
Córrego da Imbaúba
Passarinho
Alto 13 de Maio
Alto da Esperança
Alto do Capitão
Alto da Telha
Alto do Carroceiro
Vasco da Gama
Largo Dona Regina
Alto das Pedrinhas
Córrego do Morcego
Vale do Senhor
Vila Arraes
Córrego da Bica

Do G-1

63e5aab62dO ex-ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves, foi preso na manhã desta terça-feira (6) em um desdobramento da Operação Lava Jato. O ex-deputado Eduardo Cunha, que está preso em Curitiba,é alvo de um novo mandado de prisão preventiva. Ambos são do PMDB e foram presidentes da Câmara dos Deputados.
Batizada de Manus, a operação investiga corrupção ativa e passiva e lavagem de dinheiro na construção da Arena das Dunas, em Natal.

Segundo PF, o sobrepreço chega a R$ 77 milhões.
São cumpridos 33 mandados, sendo cinco mandados de prisão preventiva (sem prazo), seis de condução coercitiva, quando alguém é levado a depor, e 22 de busca e apreensão nos no Rio Grande do Norte e no Paraná.

A investigação se baseia em provas da Lava Jato, que apontam o pagamento de propina a ex-parlamendois ex-parlamentares cujas atuações políticas favoreceriam duas grandes construtoras envolvidas na construção do estádio. A partir de delações premiadas e de quebras de sigilos fiscal, bancário e telefônico dos envolvidos, foram identificados diversos valores recebidos como doação eleitoral oficial, entre os anos de 2012 e 2014, que na verdade consistiram em pagamento de propina. Identificou-se também que os valores supostamente doados para a campanha eleitoral em 2014 de um dos investigados foram desviados em benefício pessoal.

Os investigados responderão, na medida de suas participações, pelos crimes de corrupção ativa e passiva, além de lavagem de dinheiro. Sobre o nome da operação, é referência ao provérbio latino “Manus Manum Fricat, Et Manus Manus Lavat”, cujo significado é: uma mão esfrega a outra; uma mão lava a outra.A Polícia Federal cumpre mandados nesta terça-feira (6) em um desdobramento da Operação Lava Jato. Mais informações em instantes.

RP_M0892PEREIRAO governador Paulo Câmara determinou que fosse reforçado e agilizado o esquema de arrecadação e distribuição dos donativos que estão sendo destinados às vítimas das enchentes ocorridas nos últimos dias em mais de trinta municípios da Zona da Mata Sul e do Agreste que estão em estado de emergência. A decisão foi tomada depois de uma reunião no Palácio do Campo das Princesas, da qual participou também a primeira-dama Ana Luiza.

Participaram ainda os coordenadores dos Gabinetes de Crise que estão instalados nos municípios em estado de Emergência. Também foi realizada uma avaliação detalhada de todas as ações desenvolvidas até o momento pela “Operação Prontidão” e foi traçado o planejamento das medidas que serão realizadas nos próximos dias e a longo prazo.

Paulo Câmara afirmou que a reunião foi um relato do que era necessário para os próximos dias. “Foi uma reunião muito produtiva, saímos com vários encaminhamentos que serão tomados à partir de hoje, uma vez que o Gabinete de Crise Central continua funcionando, para que a gente atenda bem aos pernambucanos que foram atingidos pelas cheias”.

Entre os encaminhamentos definidos, o secretário Márcio Stefanni citou o adiamento da cobrança do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS) para os comerciantes instalados nas áreas atingiadas, o abono nas contas de água pela Compesa à população, a antecipação de duas parcelas do programa Chapéu de Palha para os beneficiários residentes nos municípios atingidos e a contratação imediata de novos fornecedores que estão abastecendo as cidades (colchões, fronhas, travesseiros e outros itens).

Até agora, foram mais de 106 toneladas de alimentos distribuídos pelo Governo de Pernambuco às pessoas atingidas, além de outros itens como 41 toneladas de roupas, 88.800 m² de lonas de proteção, 7.705 kits dormitórios, mais de 6 colchões, 117 litros de água potável e 4.540 kits de limpeza.

O último balanço do Gabinete de Crise Central registra 3.252 desabrigados (abrigados em prédios públicos) e 43.605 desalojados (abrigados em casas de parentes ou amigos).

Fotos: Roberto Pereira/SEI

Folha De PE

 

 

210779,475,80,0,0,475,365,0,0,0,0Verba atende famílias com renda até R$ 2.800 que tiveram imóveis afetados pelo desastre. Governo autorizará também 2.697 novas unidades do Minha Casa, Minha Vida.

 

Em visita ao Recife nesta quinta (1°), o ministro das Cidades, Bruno Araújo, anunciou que o Governo Federal vai liberar nesta sexta-feira (2) R$ 25 milhões, por meio do cartão reforma, para os 31 municípios atingidos pelas chuvas em Pernambuco. O cartão vai contemplar famílias com renda até R$ 2.800 que tiveram as casas afetadas pelo desastre. Já o Ministério da Integração autorizou o repasse de R$ 17,5 milhões para que o Estado compre cestas básicas, água, kits de limpeza e higiene pessoal, colchões e outros materiais.

A ideia do cartão é que o proprietário use a verba para reformar o imóvel danificado. Segundo o último balanço do Estado, Pernambuco contabiliza 4.363 desabrigados (abrigados em prédios públicos) e 41.768 desalojados (abrigados em casa de parentes e amigos). Cada cartão pode vir com um crédito de R$ 2 a 9 mil. “A pessoa não recebe dinheiro [em mãos]. O cartão vem com o crédito para tirar o material de construção em casas de construção que estão pré-selecionadas no programa”, explicou o ministro.

Araújo informou que, a partir de sexta, os municípios já podem procurar o Ministério das Cidades para articular o recebimento dos cartões via Caixa Econômica Federal. “As famílias devem entrar em contato com a Prefeitura, que vai coordenar o trabalho e identificar qual a área do município que vai ser atendida”, complementou.

Segundo a legislação, o proprietário que ganhar o cartão não pode reformar imóvel que esteja em área de risco. O ministro garantiu que as prefeituras vão receber dinheiro da pasta para contratar uma assistência técnica que vai monitorar essas obras. Ainda de acordo com Araújo, Pernambuco já receberia R$ 75 milhões por meio do cartão reforma, mas a verba foi adiantada devido às chuvas que caem desde o final de semana.

Ações emergenciais
Em nota à imprensa, o Ministério da Integração Nacional informou que autorizou, na tarde desta quinta, e enviou para publicação em edição extra no Diário Oficial da União, o repasse de R$ 30.927.536,06 milhões para ações emergenciais em Pernambuco e Alagoas. As ordens bancárias já foram emitidas e a transferência dos recursos da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil é para auxiliar os estados nas ações de ajuda humanitária à população afetada pelas fortes chuvas dos últimos dias.

Segundo o Ministério da Integração, os recursos em favor de Pernambuco, no valor de R$ 17.557.857,72 milhões, serão aplicados na aquisição de 22.070 cestas básicas, 331.056 galões de água (5 litros), 11.035 kits de limpeza, 55.176 kits de higiene pessoal, 27.588 colchões, 11.035 cestas de alimentos de pronto consumo, locação de 28 veículos 4×4, 19.880 litros de combustível para abastecimento, locação de 20 caminhões para transporte do material, além de 120 rolos de lonas plásticas para contenção de encostas.

Já o estado de Alagoas receberá R$ 13.369.678,34 milhões para às ações de socorro e assistência à população, que incluem a entrega de 8.871 cestas básicas, 532.545 galões de água (5 litros), 8.871 kits de limpeza, 8.871 kits de higiene, 17.741 colchões, 1.267 kits infantis, 1.775 kits idosos, 17.741 kits dormitórios e 75 lonas plásticas (800 metros cada) para contenção de encostas.

Para a segunda fase, o Ministério da Integração informou que ainda aguarda o envio dos Planos de Trabalho de Pernambuco e Alagoas para auxiliar os governos dos estados e dos municípios afetados no restabelecimento de serviços essenciais.

Minha Casa, Minha Vida
O ministro também adiantou que o Governo Federal vai autorizar, em evento nesta sexta em Brasília, R$ 201 milhões em contratação de novas habitações para Pernambuco. Serão 2697 novas residências. “Quem perdeu tudo [com as chuvas] tem que se habilitar para a expectativa de uma unidade do Minha Casa, Minha Vida”, disse.

Fechar