Posts da Categoria: Blog

 

IMG-20190207-WA0196

Ocupando o espaço
Por Arthur Cunha
A possível indicação do senador Fernando Bezerra Coelho para a liderança do Governo no Congresso Nacional é o que falta para consolidar a aproximação do emedebista com Jair Bolsonaro, movimento que, dizem, está na mira de FBC desde que o atual presidente ganhou a eleição. Para além da tarefa de melhorar a interlocução entre Senado e Câmara, FBC vai usar o cargo, e a natural proximidade com o presidente que dele deriva, para ocupar um espaço vago em Pernambuco: o de representante do Bolsonarismo.

Desejado por muitos aqui nessas bandas, o posto está vago; menos pela falta de pretendentes, mais pela dimensão necessária para envergar tal posição em tempos de alta. Armando Monteiro não quis, motivo pelo qual os entendidos avaliam que ele não subiu nas pesquisas. Mendonça Filho parecia que seria o agraciado. Chegou a surfar na onda e ganhar votos para senador depois que declarou apoio ao então candidato. Os mesmos estudiosos argumentam que, se ele tivesse feito o movimento antes, poderia ter ultrapassado Jarbas Vasconcelos na corrida. Depois do pleito, contudo, nada veio para o ex-ministro.

Derrotado para o Senado a exemplo do colega de chapa, Bruno Araújo foi outro que ensaiou cair nas graças do Bolsonarismo, o que acabou por não se concretizar. Os deputados federais André de Paula, Silvio Costa Filho e Fernando Rodolfo também já acenaram para o mandatário, ainda que de forma sútil; afinal, ninguém sabe se Bolsonaro vai vingar. O presidente está prestes a enfrentar a sua primeira guerra no cargo, quando tentará aprovar a reforma previdenciária em um Congresso renovado, com muita gente querendo aparecer, e sem a garantia de que o texto será o ideal.

Pois é justamente nessa brecha que Fernando Bezerra Coelho pode entrar, ajudando a tropa de choque do governo na aprovação da reforma. Se ele ganha a simpatia do presidente já pode correr para o abraço. Habilidade para tal não lhe falta. Ele foi de Dilma para Temer em um piscar de olhos. Aproveitou um cochilo do PSB nacional e fez o filho ministro de Minas e Energia. Este jogo não é para iniciantes. FBC está aí, olhando o cavalo passar selado. Não tenham duvidas, amigos: ele vai pular!

IMG-20190207-WA0194

 

Petrolina no cálculo – O cálculo político do senador Fernando Bezerra Coelho passa ainda pela reeleição do filho Miguel, em Petrolina, ano que vem. Pela primeira vez a cidade terá segundo turno. E FBC não quer correr riscos de perder a disputa. Para isso, precisa ajudar o prefeito a manter o alto nível de investimentos que fazem a gestão dar resultado e ser bem avaliada. Pragmático, o senador também está de olho no comando da Codevasf. Quem é do São Francisco sabe que o órgão tem mais força política e capacidade de realização que muita prefeitura.

Lucas no páreo – No terceiro dia da nova Legislatura da Alepe, Lucas Ramos já mostrou serviço e conseguiu aprovar a criação da Frente Parlamentar em Defesa do Rio São Francisco. Além de discutir os riscos ambientais que o Velho Chico corre por conta do rompimento da barragem da Vale em Brumadinho, o socialista terá a chance de marcar território em Petrolina, seu reduto eleitoral. Lucas quer fortalecer sua liderança na maior cidade do Sertão para se tornar “indicação natural” do partido na disputa pela prefeitura do município.

Lossio e Odacy também – Outro que também deve ir para a disputa é o ex-prefeito Julio Lossio, cuja certidão de filiação ao PSD saiu ontem. Lossio preside o partido de André de Paula na cidade – o diretório municipal é composto por seus aliados. Com a legenda garantida, Lossio vai para o embate. Assim como o presidente do Ipa, Odacy Amorim, que, hoje, representa o governador na cidade. Odacy tem disposição para entrar na disputa.

IMG-20190207-WA0195

Afinados – O eterno presidenciável Ciro Gomes não esconde de ninguém a admiração que nutre pelo deputado federal Túlio Gadelha, como vimos em uma sequência de fotos postadas no Instagram do cearense. Túlio teve papel de destaque na campanha de Ciro. Ciro terá papel de destaque no mandato de Túlio. Os dois são afinados no discurso e nas ideias. É possível, também, que Ciro estimule Túlio a disputar a Prefeitura do Recife no ano que vem, já com o olhar em 2022.

Curtas

VICE-LIDERANÇA – Como este blog antecipou, o deputado estadual Sivaldo Albino chega à Alepe com uma tarefa importante: será vice-líder do Governo Paulo Câmara na Casa. O parlamentar combativo, que tem a experiência Legislativa de já ter sido vereador em sua cidade, Garanhuns, também integrará como titular duas comissões: Finanças, Orçamento e Tributação; e Ciência, Tecnologia e Informática.

PRONUNCIAMENTOS – Muito aguardado, o primeiro pronunciamento da deputada-sensação Gleide Ângelo na tribuna da Alepe aconteceu ontem. A parlamentar agradeceu os mais de 412 mil votos e destacou a sua bandeira de luta conta o Feminicídio. Também chegando à Casa, Wanderson Florêncio rememorou sua trajetória política e comentou sua primeira ação. O deputado distribuiu em, um sinal do Recife, panfletos com seu número de WhatsApp para quem quiser sugerir algo.

COM DIGNIDADE – Tomara que os senadores, que têm feito questão de depreciar a Casa Alta criando muita confusão, tenham um pouco de bom senso nessa CPI de Brumadinho, que será instalado na próxima terça-feira. Que os culpados sejam exemplarmente punidos, e que suas excelências, os senadores, façam seu trabalho com dignidade.
Perguntar não ofende: a família Bolsonaro está escondendo algo sobre a saúde do presidente?

 

 

Na tarde desta quinta-feira (07), a deputada estadual Clarissa Tércio (PSC) realizou uma visita surpresa ao Hospital da Restauração (HR). Na rápida circulada por alguns andares e corredores do maior hospital do Estado, a parlamentar verificou diversos problemas estruturais e também falta de conservação.

Na madrugada da última quarta-feira (06), parte do forro do teto de uma enfermaria do HR desabou. A ocorrência foi registrada na enfermaria 506 do setor de Neurologia. “Estive no local do desabamento e constatei que, de forma emergencial, só após o incidente estão fazendo o reparo. Essa situação não poderia ter acontecido. Um descaso total com a saúde pública dos pernambucanos. Conversei com pacientes e acompanhantes que precisaram ser removidos às pressas para outras enfermarias”, revelou a parlamentar.

Durante a visita, Clarissa também filmou corredores superlotados com pacientes aguardando atendimento, sem a mínima dignidade. “Só os pernambucanos que precisam do serviço púbico de saúde sabem da realidade que enfrentam. Faltam leitos, cadeiras, remédios… Fiquei sabendo que nem banho morno os internados podem tomar. Idosos, mulheres e crianças tomando banho com água gelada nesse tempo frio, de chuva. Que maldade. No entanto, o governador foi à ALEPE esta semana e assegurou que estava tudo bem com a saúde do Estado. Imaginem se não estivesse. O que revolta mais ainda é saber que recursos para o carnaval não irão faltar, mas para saúde e educação …”, lamenta a deputada.

Confira o vídeo da visita no link:

https://m.facebook.com/story.php?story_fbid=2070192266402226&id=100002344188659

IMG-20190206-WA0011

 

Por Marcos Lima Mochila

 

A Revista Total é fruto do sonho de um idealista de Vitória de Santo Antão (PE), município integrante da Mesorregião da Mata Pernambucana, que queria divulga a sua terra: Marcelo Mesquita.

Ele começou a realizar este sonho há 15 anos atrás, lançando a 1ª edição da Revista Total, que tinha como objetivo divulgar notícias de sua cidade.

Logo nas primeiras edições, a revista criou uma grande empatia com os leitores vitorienses que, por conta própria, liam a revista e passavam para outros a lerem. Nessa distribuição voluntária, a revista começou a ser conhecida e lida em toda a cidade, nos municípios circunvizinhos e chegou à capital.

E chegou à capital, em 2006, chamando a atenção de um candidato a governador que tinha menos de 5% da preferência do eleitorado pernambucano. Um – certamente louco – editor daquela nova revista já preconizava a vitória de Eduardo Campos.

Eduardo Campos permaneceu em terceiro lugar até meados de setembro, quando uma pesquisa do Ibope, encomendada pela Rede Globo, divulgava o resultado de 35% de preferência de votos para o governador Mendonça Filho – o vice de Jarbas Vasconcelos que assumira o governo em abril daquele ano, uma vez que o titular deixou o cargo para disputar uma vaga de senador da República -, seguido de Humberto Costa e Eduardo Campos, empatados em segundo lugar com 26%.

Veio a eleição e Campos, que começara a campanha desacreditado, ficou em 2º lugar, obtendo o direito de ir ao 2º turno, o qual venceu.
Então, concluíram os críticos, aquele editor não era louco. Ele mostrou uma excelente capacidade de identificar os anseios do povo, acertando em cheio o resultado.

A partir daquele ano, Marcelo Mesquita e sua equipe passaram a acertar, em torno de 95%, o resultado de todas as eleições do Estado de Pernambuco.

E a partir dali, também, a Revista Total passou a ser a parceira nº 1 do governador Eduardo Campos, divulgando todos os seus feitos, suas obras, acompanhando-o em suas viagens pelo Estado de Pernambuco e, sobretudo, buscando mostrar todos os pontos positivos do governador, muito embora, nas vezes em que foi preciso, também tinha a coragem de criticar. E Eduardo Campos tinha o veículo como um grande parceiro.

Passados 12 anos, a revista, após ser conhecida como a “Revista dos Municípios” resolveu, novamente, dar um salto de qualidade, demonstrando a coragem e a ousadia do seu diretor Marcelo Mesquita.

Após acertar, com grande precisão, o resultado das eleições de Pernambuco, com um índice de 95%, também antecipando que Paulo Câmara ganharia a eleição no 1º turno, na semana seguinte já preconizava a vitória de Jair Bolsonaro, no 2º turno.

IMG-20190206-WA0010

Juntamente com um grupo de executivos do Distrito Federal, capitaneados pelo empresário Joaquim Pereira de Paulo Neto, Marcelo Mesquita realizou, em Brasília, o lançamento da revista nacionalmente, justamente no dia da posse do pernambucano José Mucio Monteiro, como presidente do TCU – que foi uma das capas -, tendo Jair Bolsonaro na outra capa.

Passados dois meses, a Revista Total já é assunto em toda Esplanada dos Ministérios e também no Palácio da Alvorada, onde o presidente Jair Bolsonaro já começou a notar que tem um grande parceiro na mídia nacional.

 

IMG-20190206-WA0004

IMG-20190206-WA0015

IMG-20190206-WA0003

Com o compromisso com a verdade e a apuração precisa dos fatos, a Revista Total chegou ao Distrito Federal com o mesmo intuito que norteia os seus ideais desde a sua criação: defender o País, como sempre defendeu Vitória de Santo Antão, Pernambuco e o Nordeste.

E os demais políticos e outras personalidades, também passam a conhecer e a admirar este novo veículo que está em todos os gabinetes da Esplanada, em todas as recepções das empresas e já passam a comentar que no Distrito Federal tem uma revista nova, do Nordeste, que, diferentemente dos demais veículos do mesmo segmento – e como sempre fez em Pernambuco -, mostra pra qual lado torce. E todos reconhecem que a torcida da Revista Total é pelo Brasil. E, para torcer pelo Brasil, para nosso país mudar, para melhorar a qualidade de vida do povo brasileiro, a revista está torcendo e vai torcer pelos acertos do presidente Jair Bolsonaro.

IMG-20190206-WA0006

A cada 15 dias, tudo que o presidente Jair Bolsonaro fizer em prol do Brasil, tudo que de positivo acontecer no Distrito Federal, será levado pela revista para todos os demais 26 estados da Federação. Porque a Revista Total é brasileira, quer o melhor para o Brasil e para sua gente e, consequentemente, vai torcer pelo presidente do Brasil.

IMG-20190205-WA0294

 

A força política de Patriota
Por Arthur Cunha
O agora presidente reeleito da Associação Municipalista de Pernambuco, José Patriota, bebeu na fonte de Eduardo Campos e construiu uma liderança sólida no municipalismo pernambucano. Ao defender as causas dos prefeitos com argumentos, articulação e muita mobilização, inclusive nacional, o gestor de Afogados da Ingazeira se consolidou como umas das principais referências do segmento no Brasil. É tanto que o presidente da Confederação Nacional Municipalista (CNM), Glademir Aroldi, fez questão de vir prestigiar o aliado na Assembleia Geral da Amupe. O governador Paulo Câmara não só foi ao evento, como levou consigo todo seu secretariado – e ainda anunciou o pagamento do FEM.

A representação de prefeitos no ato superou fácil uma centena. Patriota montou sua Diretoria Executiva e os conselhos Fiscal e Deliberativo da Amupe com representantes de todas as microrregiões do estado. E esses prefeitos participam das ações da associação. A unidade faz da Amupe uma entidade robusta, com voz e vez. Quem ganha com isso é o municipalismo, muitas vezes o lado mais fraco da corda, prejudicado por décadas de concentração dos recursos nas mãos da União e dos estados.

Como esta coluna antecipou com exclusividade, o governador aproveitou o evento da Amupe para confirmar a liberação de R$ 5,6 milhões em recursos do FEM. O gesto agradou bastante os prefeitos neste início de ano difícil para os municípios, com quedas e retenções nos repasses do FPM por parte do Governo Federal.

De acordo com Paulo Câmara, a primeira parte dos R$ 5,6 mi, referente à versão 2014 do fundo, será paga ainda em fevereiro. O restante, do FEM 2015, será depositado em março. O socialista também anunciou no evento um calendário para discutir parcerias com os municípios, principalmente, na área da Saúde; outro demanda do segmento.

 

IMG-20190205-WA0293
Diminuição do passivo – O presidente da CNM, Glademir Aroldi, acredita que uma reforma da Previdência bem feita vai beneficiar, também, os municípios; especialmente os do regime de Previdência própria, que têm uma dívida considerável com o passivo. “Nossos técnicos estão trabalhando com os do governo. Estamos estimando que teremos uma diminuição de, no mínimo, 30% desse passivo. E para quem está no regime geral também haverá ganhos consideráveis”, garantiu. Um total de R$ 1 trilhão é o que a equipe econômica do governo acredita que serão economizados em dez anos.

Pacto Federativo – Para Aroldi, a reforma previdenciária também trará mudanças positivas no Pacto Federativo, que, em sua opinião, nunca foi regulamentado. “A União, os governos estaduais e municipais precisam disso. As gerações futuras não conseguirão pagar essa conta”, pontuou o presidente da CNM, citando, ainda, os impactos benéficos no desenvolvimento social e econômico do país com a criação de ambientes favoráveis à atração de investidores internacionais.

Dividindo o bolo – Acatando uma sugestão do presidente da Amupe, José Patriota, a CNM estabeleceu uma pauta estruturante para o segmento, que já está sendo tratada com o novo governo. Um melhoramento da reforma Tributária é um item essencial no debate. Glademir Aroldi argumenta que a diminuição de impostos é excelente. Mas que a União acaba driblando os munícipios ao criar contribuições para suprir o buraco e não dividir com estados e prefeituras os recursos adquiridos nessa fonte de receita.

 

IMG-20190205-WA0292

É guerra! – A novela Verão 90, da Globo, retratou, ontem, o famoso episódio do confisco das poupanças no início do Governo Collor. A emissora usou imagens dos seus telejornais, e de pronunciamentos do então presidente e da ministra da Economia, Zélia Cardoso de Mello. A partir dos dramas dos personagens, o capítulo mostrou o caos que tomou conta do país. Em uma cena, a ministra fala em privatizações. Será que a ideia é fazer uma analogia com Paulo Guedes? A guerra do Plim Plim contra Bolsonaro é pesada!
Curtas –

RECEITAS X DESPESAS – Um grupo de prefeitos foi ao Tribunal de Contas de Pernambuco relatar ao presidente Marco Loreto as dificuldades em decorrência da queda nos repasses do FPM. Os gestores adiantaram que as receitas são insuficientes para pagar todas as despesas de janeiro. Loreto colocou o TCE à disposição, mas ressaltou que nada pode fazer em relação à flexibilização da LRF.

NOVOS SECRETÁRIOS – A prefeita de Ipojuca, Célia Sales, empossou os novos secretários de Saúde e Administração, Wendel França e Alexandre Cardoso, respectivamente. França é sanitarista; já foi secretário de Bezerros e Floresta. Já Alexandre Cardoso era assessor da Procuradoria de Ipojuca.

HAJA CHUVA! – Virou rotina no início deste 2019 a Apac emitir aviso de chuva com intensidades forte e moderada na Região Metropolitana, Agreste e na Zona da Mata. Quase todo dia chega um informativo da agência. O motivo são as instabilidades na zona de convergência intertropical, somadas ao aumento da temperatura no Oceano Atlântico.
Perguntar não ofende: Vocês também acham que Lula deve ir para um presídio comum? Respostas no (81) 99198-0838 e no Instagram @arthurhbcunha

IMG-20190203-WA0170

Evento contará ainda com eleição da nova diretoria para o biênio 2019/2021 e homenagem ao centenário de nascimento do fundador do IMIP, Fernando Figueira

Com uma pauta bem movimentada, a Amupe fará a sua primeira Assembleia de 2019, no próximo dia 05 de fevereiro a partir das 9h, na sede da Instituição, Avenida Recife-6205, com a presença do Governador Paulo Câmara e secretariado. O Governador vai anunciar aos prefeitos o calendário de medidas de sua gestão para os municípios. Também presente o presidente da CNM Glademir Aroldi que vai mostrar aos prefeitos as prioridades da pauta municipalista em negociação com o Governo Federal.

Consta na programação a eleição com chapa única, para o biênio 2019/2021, encabeçada pelo prefeito de Afogados da Ingazeira, José Patriota, atual presidente da Amupe, a prefeita de Surubim Ana Célia Farias, na vice-presidência e João Batista, tesoureiro, para mais um mandato.

A Assembleia conta ainda com a palestra de Francis Lacerda do IPA, que aborda o tema sobre a repercussão das mudanças climáticas e a seca no nosso Estado.

Na ocasião a Amupe fará uma justa homenagem ao professor e Dr. Fernando Figueira, fundador do IMIP, que se vivo fosse completaria 100 anos no dia 04 de fevereiro. Na sua trajetória de vida, Figueira deixou como herança um dos maiores legados da medicina brasileira e uma lição de vida dedicada aos mais pobres, aos princípios da solidariedade, fraternidade e respeito ao ser humano, assim como uma imensa dedicação ao ensino e à produção científica.

O presidente da Amupe, José Patriota disse que os gestores não poderiam deixar de lembrar desta personalidade marcante, um exemplo para as futuras gerações de médicos. Uma vida rica em ações e por isto a homenagem da Amupe ao fundador do IMIP e outras instituições de igual importância, como a Fundação de Saúde Amaury de Medeiros (FUSAM), Laboratório Central de Pernambuco (LACEN), Centro Integrado de Saúde Amaury de Medeiros (CISAM), Centro de Oncologia da Faculdade de Ciências Médicas (CEON), Centro de Hematologia e Hemoterapia de Pernambuco (HEMOPE.

Patriota ressalta a importância do evento convocando os gestores a participar das discussões municipalistas com a presença do Governador Paulo Câmara, o presidente da CNM Glademir Aroldi e secretários do Governo.

Assembleia da Amupe
Dia 05/02 às 9h
Sede da Amupe- Av.Recife,6205

IMG-20190204-WA0122

Uma das primeiras visitas desta segunda-feira (04/02) ao Gabinete da Deputada Clarissa Tércio (PSC), na Assembleia Legislativa de PE, foi do Deputado Manoel Ferreira (PSC). No início de seu 8° Mandato no Palácio Joaquim Nabuco, o patriarca do “clã Ferreira” conhece como ninguém a rotina parlamentar da Casa.

Nas eleições de outubro, o PSC elegeu cinco deputados estaduais: Guilherme Uchôa Jr., Manoel Ferreira, Clarissa Tércio, Antônio Fernando e Wanderson Florêncio. Dos cinco, apenas Ferreira e Tércio estarão juntos na oposição ao Governo.

IMG-20190203-WA0171

Unidade por um municipalismo forte

Por Arthur Cunha

A Associação Municipalista de Pernambuco deu um exemplo de maturidade política ao apresentar uma chapa única para comandar os destinos da entidade no próximo biênio. Sob a liderança do prefeito de Afogados da Ingazeira, José Patriota, a Amupe deu um salto de qualidade nos últimos anos, e tem, hoje, se não a melhor, uma das melhores representações do Brasil, servindo de referência até para a Confederação Nacional de Municípios (CNM). Os prefeitos pernambucanos entenderam que só juntos, unindo forças, compartilhando boas práticas, é que eles farão governos melhores, acertando mais e errando menos.

A eleição será nesta terça-feira (5), quando a Amupe fará a sua primeira Assembleia de 2019, na sede da entidade, na ‪Avenida Recife, 6205‬, a partir das 9h. O governador Paulo Câmara vai levar todo seu secretariado ao evento, quando anunciará ações para este ano. Também estará presente o presidente da CNM, Glademir Aroldi, que vai detalhar aos prefeitos as prioridades da pauta do segmento junto ao Governo Federal.

Hábil, Patriota conseguiu reunir na chapa única representantes de todas as regiões do estado. São prefeitas e prefeitos governistas e de oposição, que aceitaram trabalhar em prol do municipalismo deixando de lado questões locais. Só assim eles vão conseguir enfrentar os problemas colossais aos quais são submetidos diariamente, nas grandes, médias e pequenas cidades.

Além do atual presidente, integram o colegiado Ana Célia Farias (Surubim), na vice; José Bezerra Tenório (Itapissuma), na Primeira-Secretaria; Mário Ricardo (Igarassu), na segunda; João Batista (Triunfo), na Primeira-Tesouraria; Joãozinho Tenório (São Joaquim do Monte), na segunda; Débora Almeida (São Bento do Una), na Secretaria da Mulher; e Judite Botafogo (Lagoa do Carro), como sua suplente.

Conselho fiscal – O três membros do Conselho Fiscal da Amupe são, pela ordem, Edilson Tavares (Toritama), Luiz Aroldo (Águas Belas) e Joamy Alves (Araçoiaba). Já os suplentes serão, respectivamente, Maviael Cavalcanti (Macaparana), Renya Medeiros (Passira) e Professor Lupércio (Olinda).

Conselho Deliberativo – A composição do Conselho Deliberativo foi dividida por microrregiões para assegurar que as demandas das localidades sejam trabalhadas. Cada uma terá um titular e um suplente. Do Grande Recife, integram Vavá Rufino (Moreno) e Júnior Matuto (Paulista). Da Mata Norte, figuram Marcelo Gouveia (Paudalho) e Belarmino (Tracunhaém). A Mata Sul está representada por Isabel Hacker (Rio Formoso) e Altair Bezerra (Palmares).

Conselho Deliberativo 2 – Joãozinho (Limoeiro) e Romero Leal (Vertentes) foram os indicados do Agreste Setentrional. Do Agreste Central, a lista é formada por Mota (Riacho das Almas) e Orlando Silva (Altinho). O Agreste Meridional está com Osório Filho (Pedra) e Lucineide (Capoeiras). Entrando pelo Sertão, temos Madalena Brito (Arcoverde) e Manuca de Zé do Povo (Custódia). O Pajeú está dentro com Lino Moraes (Ingazeira) e Tania Maria (Brejinho).

Conselho Deliberativo 3 – Ainda formarão o Conselho Deliberativo da Amupe os indicados do Sertão Central: Tácio Pontes (Parnamirim) e Clebel Cordeiro (Salgueiro). Do Araripe, teremos Ricardo Ramos (Ouricuri) e Cleomatson (Santa Filomena). Miguel Coelho (Petrolina) e Josimara Cavalcanti (Dormentes) farão parte pelo São Francisco. Do Itaparica, fecham a lista Ricardo Ferraz (Floresta) e Janielma de Souza (Petrolândia).

IMG-20190203-WA0170

Curtas –

HOMENAGEM –  A Assembleia da Amupe desta terça-feira (5) homenageará o médico e professor Fernando Figueira, fundador do Instituto de Medicina Integral (Imip), que completaria 100 anos hoje. A comenda será recebida pelo chefe da Assessoria Especial do governador, Antônio Carlos Figueira, filho do homenageado.

LEGADO – O legado de Fernando Figueira é vasto. Ele também fundou o Centro de Hematologia e Hemoterapia de Pernambuco (Hemope); a Fundação de Saúde Amaury de Medeiros (Fusam); o Laboratório Central de Pernambuco (Lacen); o Centro Integrado de Saúde Amaury de Medeiros (Cisam) e o Centro de Oncologia da Faculdade de Ciências Médicas (Ceon).

IMG-20190203-WA0169

PALESTRA – No início dos trabalhos, a Assembleia da Associação Municipalista de Pernambuco contará com uma palestra de Francis Lacerda, do Instituto Agronômico de Pernambuco (Ipa), que falará sobre a repercussão das mudanças climáticas e da seca em Pernambuco.

Perguntar não ofende: Qual o maior desafio do municipalismo para 2019?

IMG-20190203-WA0116O calvário do governador Ricardo Coutinho está apenas começando. Os secretários do estado Waldson de Souza e Livânia Farias estão sendo alvos da nova fase da Operação Calvário, deflagrada pelo Ministério Público Estadual (MPPB), nesta sexta-feira (1º).

De acordo com as informações, desde às 14h o Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco) está na casa dos auxiliares do governo cumprindo mandados de busca e apreensão. As investigações dizem respeito a suspeita de fraude na gestão da Cruz Vermelha em hospitais da Paraíba e outros estados do Brasil.

A Operação Calvário pode ser considerada a Lava Jato da Paraíba, mas em proporção bem maior, já que a pequenina e pobre Paraíba pode ter sido lesada em R$ 1 bilhão. E tudo isso durante o governo de Ricardo Coutinho.

O que mais chama a atenção é que a gestão da Cruz Vermelha (do Paraguai), durante 8 anos, sempre foi alvo de dezenas de denúncias de superfaturamento, mas o Tribunal de Contas do Estado nunca “encontrou” nada de errado, ou não quis encontrar. Foi preciso uma ação de outro estado para descobrir, talvez, o maior esquema de corrupção da Paraíba.

Essa fase é uma continuidade da operação deflagrada em dezembro. No dia 14 de dezembro o Portal Correio publicou uma reportagem com detalhes do inquérito que apura os supostos desvios de verbas da saúde em unidades geridas pela organização que também atua na Paraíba.

Na reportagem, feita com base nas investigações do Ministério Público Estadual, foi revelado como funcionava o grupo através de uma espécie de um organograma montado pelo próprio MPPB. Na pirâmide montada aparece no topo da cadeia das possíveis fraudes o empresário Daniel Gomes. Na Paraíba, conforme o organograma, quem comandava era a Secretaria Estadual de Administração.

Logo abaixo do comando administrativo estadual aparecia o Instituto de Psicologia Clínica, Educacional e Profissional (IPCEP), órgão contratado pelo Governo do Estado para fazer a seleção dos profissionais que se candidataram para atuar no Hospital Metropolitano dom José Maria Pires, em Santa Rita, e também responsável pela própria administração da unidade hospitalar, comandada por Luís Felipe Abreu (presidente) e Ellen Leite (diretora financeira). O IPCEP também administra o hospital de Mamanguape.

Roberto Calmon, preso na Paraíba, era um dos últimos no comando do esquema de desvio de dinheiro.

Entenda como foi a 1ª fase operação
A Operação Calvário, realizada pelo Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ-Gaecc) em parceria com o Ministério Público da Paraíba (MPPB-Gaeco) e o Ministério Público de Goiás (MPGO-Gaeco), cumpriu mandado de prisão em João Pessoa, como parte de uma investigação sobre desvios na filiada do Rio Grande do Sul da Cruz Vermelha.

Conforme apurado nas investigações, uma organização criminosa infiltrada na Cruz Vermelha Brasileira era comandada pelo empresário Daniel Gomes da Silva, que já possui condenação criminal em primeira instância pelo crime de peculato, em razão de sua empresa ter sido contratada por valores superfaturados para o serviço de manutenção de ambulâncias à Secretaria de Saúde do Estado do Rio de Janeiro.

Operando sob a denominação e o CNPJ destas entidades não governamentais, a organização criminosa comandada por Daniel obteve acesso a mais de R$ 1,1 bilhão de reais em recursos públicos, para a gestão de unidades de saúde em outras unidades da Federação.

Ministério Público do Rio de Janeiro
Em resposta ao Portal Correio no dia da operação, o Ministério Público do Rio de Janeiro informou que além de lá, a prática criminosa da organização também foi detectada em operações no estado da Paraíba, com suspeita de beneficiamento a agentes públicos, e no Pará, na execução de projeto de recuperação ambiental em Barcarena com recursos da multinacional Hydro Alunorte.

Politika com Portal Correio

 

IMG-20190202-WA0004

A eleição da proximidade
Por Arthur Cunha
Venceram a eleição para os dois cargos mais importantes da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa, ontem, os deputados que tiverem um convívio mais ativo com os pares da Casa Joaquim Nabuco nesses três meses de campanha intensa. Prevaleceu o voto da proximidade. Em regra geral, os 47 parlamentares votantes – incluindo aí os novatos – optaram por quem se mostrou mais próximo a eles.

Extremamente hábil, o presidente Eriberto Medeiros foi quase uma unanimidade. Ele costurou tranquilamente a sua reeleição sem sombras. Dele só se ouviu elogios por parte dos pares. Obteve 42 votos e vai comandar os destinos do Legislativo com força política. Eriberto assume o vácuo de poder deixado pelo falecimento do ex-deputado Guilherme Uchoa, em julho passado.

Já Clodoaldo Magalhães confirmou o favoritismo e elegeu-se para a poderosa Primeira-Secretaria com 35 votos, vencendo Isaltino Nascimento. De todos os candidatos, Clodoaldo foi quem mais trabalhou nesse período. No quarto mandato, chegou ao segundo cargo mais importante da Casa na sua primeira disputa pela Mesa – já havia passado dez anos na Presidência da Comissão de Finanças.

A única unanimidade, contudo, foi Teresa Leitão, que recebeu todos os 47 votos possíveis para a Terceira-Secretaria. Dois deputados não votaram: Diogo Moraes, por problemas de saúde, e Ducicleide Amorim, por questões de ordem pessoal. Também sem elegeram sem surpresas Claudiano Filho para a Segunda-Secretaria, com 39 votos, e Álvaro Porto como quarto-secretário, com 45 votos.

IMG-20190202-WA0001

De virada – Voto a voto na reta final da apuração, Simone Santana desbancou Aglailson Victor e levou de virada a Primeira Vice-Presidência com 25 votos contra 22 do oponente. Com isso, a deputada tornou-se a primeira mulher a ocupar o posto. Sua vitória foi muito comemorada – antes do pleito, todos davam como certo que Victor levaria. Simone fez um belo discurso destacando, entre outras coisas, o papel da mulher no Legislativo. A bancada feminina comemorou muito seu êxito.

Articulação – Essa eleição para a Mesa Diretora da Alepe foi disputada como há muito tempo não se via. Tiveram muitas reviravoltas, gente de fora dando pitaco errado e muito lobby em torno dos cargos onde houve bate-chapa. O clima de ansiedade foi até o final da apuração. Teve deputado no final das contas reclamando que esperava mais voto do que recebeu. Ui.

Suplentes – Também elegeram-se, ontem, pela ordem, os seguintes deputados para suplentes da Mesa Diretora: Cleiton Collins (43 votos); Henrique Filho (42 votos); Manoel Ferreira (41 votos); Romero (39 votos); Joel da Harpa (43 votos); Gustavo Gouveia (41 votos) e Adauto Santos (41 votos).

IMG-20190202-WA0003

 

Onda – Muito emocionado, Guilherme Uchoa Júnior comemorou bastante sua eleição para a Segunda Vice-Presidência, com 25 votos. O cargo foi o que teve a maior quantidade de candidato: três, além de Uchoa, Alberto Feitosa e Romário Dias. Só pouco antes da votação começar foi que percebeu-se, junto aos deputados, uma onda pró-Uchoa, que nem precisou do segundo turno para vencer.
Curtas –

TRANQUILIDADE – Rodrigo Maia deu aula de política e assegurou de forma tranquila a sua reeleição para a Presidência da Câmara Federal, com 334 votos. O democrata reuniu apoios que foram da Direta à Esquerda com muita habilidade e jogo de cintura.

BAGACEIRA – Que grande bagaceira virou a eleição para a Presidência do Senado Federal. Após horas de impasse, senadores batendo boca e Renan Calheiros mais uma vez protagonizando o embate, foi adiada para hoje a votação, que deve ser aberta. Aí, amigo, tudo pode acontecer.

Câmara do Recife – A Câmara do Recife iniciou os trabalhos deste ano legislativo, ontem, com a presença do prefeito Geraldo Julio, que leu a mensagem do Executivo. Geraldo assegurou a realização com eficiência dos serviços públicos e cortes de despesas para garantir as entregas na capital.

Perguntar não ofende: Ficaram muitas arestas entre os deputados em decorrência da votação para a Mesa?

IMG-20190201-WA0065
Finalizei o meu mandato de deputado federal no dia 31 de janeiro de 2019. Por quatro anos representei o Povo de Pernambuco na Câmara dos Deputados, com muito orgulho. Trabalhei com muita dedicação apresentando projetos importantes, votando sempre a favor dos brasileiros mais necessitados e destinando recursos para os municípios mais carentes, sobretudo nas áreas de saúde e infraestrutura.

PROJETOS

Apresentei ao longo do meu mandato 25 projetos, destacando a defesa do consumidor, apoio às micro e pequenas empresas, cultura, combate à violência e trânsito. Muitos desses foram aprovados em diversas comissões, e outros, já aprovados na Câmara, estão tramitando no Senado Federal.

EMENDAS PARLAMENTARES

Tive a oportunidade na Câmara Federal de destinar cerca de 75 milhões em recursos e emendas parlamentares para dezenas de municípios, com o intuito de ser investido na construção de postos de saúde, reformas de hospitais, aquisições de equipamentos ambulâncias e equipamentos, calçamentos, pavimentações, turismo, quadras esportivas, construção e reformas de escolas e creches, etc. Nessa bandeira da Saúde, me preocupei no combate à epidemia do mosquito aedes aegypti, intermediando no Ministério da Saúde, veículos 4×4 (L200) aos municípios, fortalecendo a luta contra a proliferação da doença.

EMPREGO E RENDA

Como sou empresário, trabalhei por mais emprego ao povo. Fui defensor da reativação da Usina Cruangi, potência da Zona Rural da Mata Norte, deixando 3.000 (três mil) trabalhadores desempregados. Conseguimos, junto com autoridades em reuniões trazer de volta a reativação da usina, fixando os trabalhadores a continuarem levando o pão de cada dia aos seus lares.

AGRICULTURA E PECUÁRIA

Em Brasília, durante os quatro anos de mandato, consegui destinar diversos recursos à nossa região, contribuindo de forma significativa para o desenvolvimento econômico-social. Por meio de Emendas Parlamentares e intermediando nos Ministérios e Autarquias do Governo Federal, como fiz na Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), órgão vinculado ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), solicitando e sugerindo aos seus gestores 59 projetos que beneficiassem cerca de 3.500 trabalhadores do campo, num total de 18 milhões de reais.
GABINETE ATUANTE

No Gabinete de Recife e em Brasília. Fui o apoio de inúmeros prefeitos que relataram as dificuldades por falta de verba e pagamento de folha, entre tantos problemas. Como fui prefeito e conheço de perto essas dificuldades, sempre acolhi a todos por meio de emendas parlamentares ou em busca de investimentos, parcerias ou convênios nos ministérios.

TRAJETÓRIA

Prezados, antes de entrar na política, sempre fui empresário na Mata Norte de Pernambuco. Após aceitar o convite do meu amigo, o ex-governador Eduardo Campos para assumir uma posição de prefeito e deputado, cumpri o meu papel com muito zelo e responsabilidade na coisa pública. Fui candidato a prefeito da minha querida cidade, em Timbaúba, pela primeira vez em 2008 e vencedor numa eleição, apoiada por Eduardo Campos e diversos políticos de nosso estado. A minha reeleição, em 2012, para prefeito, com 97% dos votos válidos, foi o reflexo do meu primeiro mandato feito de forma diferente trazendo Timbaúba de volta ao patamar de Cidade polo da região. Isso, sem sombras de dúvidas, ficou marcado na história até os dias de hoje. Agradeço a Deus por todos os momentos vividos e ao povo pernambucano por ter confiado no meu trabalho político, representado nesses últimos 10 anos.

Chego ao término desse ciclo com a cabeça erguida, a consciência tranquila e a sensação do dever cumprido. Ciente que muitos pernambucanos, hoje tem um lugar para dormir, uma upa para ser atendido, um posto de saúde equipado, consultório odontológico para atendimento, uma rua calçada para andar e sair da lama, uma escola para estudar, uma quadra para prática de esportes, o agricultor tem um trator para ajudar no plantio, uma academia da saúde para viver melhor, entre outras e diversas ações.

Enfim, muita coisa foi feita e sempre haverá muita coisa a fazer. Um Futuro próspero nos espera. Tenho certeza que ainda tem muita coisa boa para todos nós.

Muito obrigado e um até breve a todos

Marinaldo Rosendo
Confira alguns dados importantes nas minhas atividades no parlamento.
Mais de 70 milhões de recursos e emendas parlamentares

Mais de 10 milhões em equipamentos de Atenção Básica de Saúde

Mais de 20 km de pavimentação de ruas

Mais de 70 ruas pavimentadas, tendo como referências ruas de 300 m de
extensão.

Fechar