Posts da Categoria: Blog

BANCO CENTRAL

 

 

Da Redação Estadão Conteúdo

 

O executivo Roberto Campos Neto, atualmente diretor do Banco Santander, foi indicado pela equipe econômica do presidente eleito Jair Bolsonaro para presidir o Banco Central. Ele vai substituir Ilan Goldfajn que, conforme informou o jornal O Estado de S. Paulo em sua edição desta quinta-feira, 15, já comunicou ao futuro ministro da Economia, Paulo Guedes, que não permaneceria por razões familiares e pessoais. A informação do nome de Campos Neto foi ratificada por fonte da equipe de transição do novo governo.

A permanência do economista Mansueto Almeida à frente da Secretaria do Tesouro Nacional também foi confirmada.

“O economista Roberto Campos Neto aceitou o convite e terá seu nome indicado ao Senado Federal para presidir o Banco Central. Com extensa experiência na área financeira, pós-graduado em economia pela Universidade da Califórnia em Los Angeles (UCLA), Campos Neto deixa diretoria do Banco Santander, onde ingressou em 2000”, informou a assessoria de Paulo Guedes em nota.

O atual presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, felicitou o governo eleito pela indicação: “profissional experiente e reconhecido, com ampla visão sobre o sistema financeiro e a economia nacional e internacional, Roberto Campos Neto conta com seu apoio e sua confiança no futuro trabalho à frente do BC”, disse por meio de nota à imprensa.

Ilan também diz que vai adotar “todas as providências para garantir a melhor transição no comando da autoridade monetária e, atendendo a pedido do novo governo, permanecerá no cargo até que o Senado aprecie o nome de Roberto Campos Neto, nos próximos meses”.

O economista esteve no escritório de transição montado no Centro Cultural do Banco do Brasil (CCBB) na última terça-feira, 13, e reuniu-se com Guedes por cerca de uma hora. Saiu sem falar com a imprensa. Naquela mesma noite, um integrante da equipe do presidente eleito, Jair Bolsonaro, teceu muitos elogios ao economista.

PRESIDENTE BCO CENTRAL

Perfil

Roberto de Oliveira Campos Neto, como o nome indica, é neto do economista Roberto Campos, ministro do Planejamento no governo do general Castelo Branco e um dos principais expoentes brasileiros do pensamento liberal na economia. O futuro presidente do BC está no quadro de executivos do Banco Santander há 16 anos. Atualmente é responsável pela Tesouraria. Campos Neto é economista e tem especialização em Finanças pela Universidade da Califórnia, em Los Angeles, e é reconhecido por alguns no mercado por seu perfil técnico.

Iniciou a carreira no banco espanhol como chefe da área de renda fixa internacional, cargo que ocupou de 2000 a 2003. No ano seguinte, migrou para a gestora Claritas, onde ocupou a posição de gerente de carteiras. Em 2005, voltou ao Santander como operador e em 2006 foi chefe do setor de trading. Em 2010, passou a ser responsável pela área proprietária de tesouraria e formador de mercado regional e internacional.

MANSUETO BANCO CENTRALMansueto permanecerá no Tesouro Nacional

O secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida, permanecerá no cargo no futuro governo do presidente eleito, Jair Bolsonaro, confirmou uma fonte graduada da equipe de transição.

A permanência de Mansueto na equipe econômica já vinha sendo aventada. Em entrevista ao Broadcast na quarta-feira, havia dito que sua permanência no cargo não dependia apenas dele. “O governo tem muitas pessoas especializadas, diversos PhDs”, disse Mansueto, em Nova York, onde estava na quarta-feira em apresentação para investidores.

Especialista em finanças públicas, Mansueto chegou ao governo federal com o afastamento da ex-presidente Dilma Rousseff e a nomeação de Henrique Meirelles como ministro da Fazenda. Inicialmente, foi titular da Secretaria de Acompanhamento Econômico do Ministério da Fazenda. Passou à Secretaria do Tesouro Nacional com a saída de Meirelles, que acabou provocando uma dança das cadeiras a partir da promoção de Eduardo Guardia de secretário-executivo para ministro.

Transição

Guedes e o presidente eleito, Jair Bolsonaro, declararam em diversas ocasiões que tinham o desejo de manter o atual presidente do BC no cargo, mas também era de conhecimento público que eles chegaram a trabalhar com cinco opções para substituí-lo.

O que se dizia em Brasília é que a permanência de Ilan no cargo em 2019 dependia da aprovação do projeto de autonomia do Banco Central, atualmente em tramitação na Câmara. O principal ponto da proposta é a definição de mandatos fixos para os dirigentes do BC a partir de março de 2020.

CNM 2

O valor do Programa Mais Médicos (PMM), ecoado nos diversos cantos do Brasil, demonstrou ser uma das principais conquistas do movimento municipalista frente à dificuldade de realizar a atenção básica, com a interiorização e a fixação de profissionais médicos em regiões onde há escassez ou ausência desses profissionais. Importante destacar que a estruturação e a organização da Atenção Básica de Saúde é pauta permanente da Confederação Nacional de Municípios (CNM) junto ao Executivo Federal e ao Congresso Nacional.

De acordo com a Organização Panamericana da Saúde (OPAS), atualmente são 8.500 médicos cubanos atuando na Estratégia Saúde da Família e na Saúde Indígena. Esses profissionais estão distribuídos em 2.885 Municípios, sendo a maioria nas áreas mais vulneráveis, como o norte do país, o semiárido nordestino, as cidades com baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), as terras indígenas e as periferias de grandes centros urbanos. Entre os 1.575 Municípios que possuem somente médico cubano do Programa, 80% possuem menos de 20 mil habitantes. Dessa forma, a saída desses médicos sem a garantia de outros profissionais pode gerar a desassistência básica de saúde a mais de 28 milhões de pessoas.

Nos últimos meses, a CNM, juntamente com as representações das entidades municipalistas estaduais, organizou inúmeras reuniões com o governo federal sobre a necessidade de manutenção e aprimoramento do Programa Mais Médicos, com adoção gradual de novas estratégias para interiorização e fixação dos profissionais médicos e outras categorias necessárias para o atendimento básico às populações. Em audiências recentes com o ministro da Saúde, a Confederação discutiu inclusive a ampliação do Programa para Municípios e regiões que ainda apresentam a ausência e a dificuldade de fixação do profissional médico.

CNM 1O anúncio referente à decisão do Ministério da Saúde de Cuba de rescindir a parceria, na última quarta-feira, 14, aflige prefeitos e prefeitas desta Confederação. Imediatamente, a entidade buscou em Brasília o atual governo e o governo de transição para que, em conjunto, fosse possível adotar medidas que garantam a manutenção dos serviços de atenção básica de saúde. Cabe destacar que, na última década, estudo apontou que o gasto com o setor de Saúde sofreu uma defasagem de 42%, o que sobrecarregou os cofres municipais. Os municípios, que deveriam investir 15% dos recursos no setor, já ultrapassam, em alguns casos, a marca de 32% do seu orçamento, não tendo condições de assumir novas despesas.

A presente situação é de extrema preocupação, podendo levar a estado de calamidade pública, e exige superação em curto prazo. Nesse sentido, a CNM aposta no diálogo entre as partes para os médicos cubanos permanecerem no país pelo menos até o final deste ano ou, se possível, por tempo maior a ser acordado entre os dois países. Durante esse período, acreditamos que o governo federal e de transição encontrarão as condições adequadas para a manutenção do Programa. Enquanto aguardamos a rápida resolução do ocorrido pelo órgão competente, estamos certos de que os gestores municipais manterão o máximo empenho para seguir o atendimento à saúde de suas comunidades.

Os Municípios brasileiros, na missão de prestar serviços públicos à população, representados pela Confederação Nacional de Municípios, não medirão esforços para a resolução deste impasse.

Glademir Aroldi

Presidente da Confederação Nacional de Municípios

CNM

Fonte: https://www.cnm.org.br/comunicacao/noticias/ota-da-cnm-sobre-o-programa-mais-medicos
Além da redução, a estatal manteve o preço do diesel, em R$ 2,1228, conforme tabela disponível no site da empresa
Caminhão é abastecido em posto de gasolina em Porto Alegre  (Diego Vara/Reuters)
Caminhão é abastecido em posto de gasolina em Porto Alegre  (Diego Vara/Reuters)

Por Estadão Conteúdo

 

A Petrobras anunciou corte de 3,14% no preço médio do litro da gasolina A sem tributo nas refinarias, válido para esta quinta-feira, dia 15, para R$ 1,6094. No mês, a queda acumulada é de 13,58%. Além disso, a estatal manteve o preço do diesel, em R$ 2,1228, conforme tabela disponível no site da empresa. Em 6 de setembro, a diretoria da companhia petrolífera anunciou que além dos reajustes diários da gasolina, terá a opção de utilizar um mecanismo de proteção (hedge) complementar.

REGUFFE

 

O deputado federal José Antonio Reguffe (PDT-DF), que foi, proporcionalmente, o mais bem votado do país com 266.465 votos(18,95% dos votos válidos do DF), estreou na Câmara dos Deputados fazendo barulho.

De uma tacada só, protocolou vários ofícios na Diretoria-Geral da Casa. Abriu mão dos salários extras que os parlamentares recebem (14°e 15° salários), reduziu sua verba de gabinete e o número de assessores a que teria direito (de 25 para apenas 9).

E tudo em caráter irrevogável (nem se ele quiser, poderá voltar atrás).Além disso, reduziu em mais de 80% a cota interna do gabinete, o chamado “cotão”, reduzindo os R$ 23.030,00 que teria direito por mês, para R$ 4.600,00. Segundo os ofícios, abriu mão também de toda verba indenizatória, de toda cota de passagens aéreas e do auxílio-moradia, tudo também em caráter irrevogável.

Sozinho, vai economizar aos cofres públicos mais de R$ 2,3 MILHÕES (isso mesmo R$ 2.300.000,000) nos quatro anos de mandato.

Se os outros 512 deputados seguissem o seu exemplo, a economia aos cofres públicos seria superior a R$ 1,2 BILHÃO.

“A tese que defendo e que pratico é a de que um mandato parlamentar pode ser de qualidade, custando bem menos para o contribuinte do que custa hoje. Esses gastos excessivos são um desrespeito ao contribuinte. Estou fazendo a minha parte e honrando o compromisso que assumi com meus eleitores”, afirmou Reguffe em discurso no plenário.

Todos deveriam seguir esse exemplo.

Repasse…faça sua parte, pois a dignidade deste Sr. José Antonio

Reguffe é respeitável, louvável e exemplar. Mais informações na “ISTO É” :

www.istoe.com.br/…/entr…/detalhe/104706_UM+HOMEM+FICHA+LIMPA

 

*Obs.: O deputado Reguffe é filho de um oficial da Marinha, C. Alte. Luiz Paulo Aguiar Reguffe, falecido.*

Vale a pena fazer a maior divulgação, para mostrar que ainda há esperança neste país… https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Jos%C3%A9_Reguffe

MAR

Por Revista Pazes

 

Férias na praia podem ser uma verdadeira cura para muitas doenças. Descubra os benefícios da água, sol e sal no corpo.

Retire seus medicamentos e trate-se para um feriado ou um final de semana na praia. Sim, o mar, com a sua salinidade, o iodo, o seu ar saloio dico pode ser uma verdadeira cura para muitas doenças. Eles contaram: são pelo menos 16.

A massagem com água ativa a circulação, a água salgada libera o trato respiratório e reduz as formas alérgicas.

Eles beneficiam as vias aéreas e aliviam-se:

– alergias respiratórias

– sinusite

– asma

– convalescença de resfriados e outras doenças respiratórias

– problemas causados ​​pelo tabagismo

– intoxicação por agentes químicos

O dano dos ossos é reparado e as dores de:

– deslocamentos

– distorções

– fraturas

– artrose

– dores nas articulações

– osteoporose

– espondilose

– doenças reumáticas

Com o mar, as alergias cutâneas são reduzidas:

– psoríase

– eczema

– dermatite

– acne seborreica

Graças ao mar, as condições anêmicas, as doenças ginecológicas, o hipotireoidismo e o linfatismo melhoram. Muito importante, o mar também ajuda a combater estados depressivos.

Que doenças são tratadas com o mar

Um benefício de uma estadia no mar são alergias respiratórias (especialmente pólen), anemia, artrite, convalescença depois de doenças do trato respiratório, depressão, entorses, fracturas, hipotiroidismo, luxações, doenças alérgicas da pele, doenças ginecológicas, doenças reumática, osteoporose, psoríase, raquitismo.

O importante é saber como se comportar para aproveitar ao máximo todos os benefícios que podem ser extraídos da água do mar e do sol. Aqui estão alguns dos principais benefícios dos tratamentos de maré, ou seja, talassoterapia.

Melhore sua respiração

Mas por que o mar é um amigo tão precioso? O que o torna tão especial é o chamado aerossol marinho. O ar, perto da costa, contém uma quantidade maior de sais normais do que minerais: cloreto de sódio e magnésio, iodo, cálcio, potássio, bromo e silício. Eles vêm das ondas quebrando a costa e dos salpicos de água do mar levantada pelo vento. Os primeiros a se beneficiar são os pulmões: a respiração melhorou significativamente desde os primeiros dias. Mas o aerossol marinho também estimula o metabolismo, revigora a circulação sanguínea e melhora o sistema imunológico.

A água do mar tem muitos componentes que trazem relaxamento ao corpo, tiram dores e reenergizam. Não é à toa a crença de que um banho de mar pode “descarregar” energias negativas. Além das propriedades da água, a quebra das ondas no corpo promove uma drenagem linfática e ainda estimula a pele e a circulação.

A água marinha é composta por mais de 80 elementos químicos. Alivia principalmente as tensões musculares, graças à presença de sódio em sua composição — por isso é considerada energizante. A massagem que as ondas fazem no corpo estimula a circulação sanguínea periférica, e isso provoca aumento da oxigenação das células.

Graças à presença de cálcio, zinco, silício e magnésio, a água do mar é usada para tratar doenças como artrite, osteoporose e reumatismo. Já o sal marinho, rico em cloreto de sódio, potássio e magnésio, tem propriedades cicatrizantes e antissépticas.

Combate a retenção de água.

Muitas pessoas sofrem de retenção de água durante a estação quente. Na água do mar, de fato, existe uma concentração considerável de sais minerais. E isso, devido a um mecanismo físico chamado osmose, favorece a eliminação, através da pele, dos líquidos que haviam acumulado nos tecidos. Com grandes vantagens para a circulação das pes.

Lute contra os quilos extras

Os quilos extras são perdidos com mais facilidade. O sal estimula as terminações nervosas da epiderme, como consequência acelera o metabolismo: o corpo, na prática, queima alimentos e gordura mais rápido.

Fortalece o sistema circulatório

Graças à pressão que a água exerce enquanto você está imerso, sua temperatura, que nesta temporada é de cerca de 20 graus e movimento ondulatório, que pratica uma massagem suave em todo o corpo.

A musculatura se fortalece

A natação relaxa os músculos, rapidamente dissolve contraturas e dá mobilidade às articulações bloqueadas pela artrite e artrose. E então ajuda intestinos e rins, purificando todo o corpo.

PREFEITURA DE PAULISTA

Do Blog do Jamildo

 

Sem alarde, o Ministério Público do Estado de Pernambuco (MPPE) abriu um inquérito para investigar um suposto esquema imobiliário para desviar recursos públicos, na atual gestão da Prefeitura de Paulista, comandada por Júnior Matuto (PSB).

Segundo os autos do inquérito, estaria sendo investigado um suposto “esquema de desvio de desvio de recursos públicos através de locação de imóveis na Prefeitura da Cidade do Paulista”. O alvo da investigação, segundo os autos, é a empresa Interaminense Empreendimentos Imobiliários.

O MPPE aponta que a empresa teria adquirido, em apenas quatro meses, sete casas e dois prédios comerciais na cidade de Paulista, por R$ 2,65 milhões. Logo em seguida, a mesma empresa locou, sem licitação segundo o MPPE, seis das sete casas e os dois prédios para a Prefeitura de Paulista. O MPPE disse, nos autos do inquérito, que os valores de locação são “aparentemente superfaturados”.

O imóvel restante foi vendido para a própria Prefeitura, segundo declaração do MPPE nos autos, com “um lucro extraordinário para o Prefeito da Cidade do Paulista”. O MPPE não informou de quanto teria sido este “lucro extraordinário para o Prefeito”.

O MPPE disse nos autos que precisa dar continuidade às investigações. O inquérito está sendo comandado pelo promotor Fernando Falcão.

O despacho de abertura do inquérito foi proferido em 19 de julho. O promotor já enviou cópia do inquérito para o Conselho Superior do MPPE.

PREFEITURA DE PAULISTA 1

O tricolor vai enfrentar o Porto na grande final da competição
Foto: Caio Falcão
                                                                                                                                                                                                                                                                                                          Foto: Caio Falcão
Por Assessoria FPF

 

O Santa Cruz é o grande finalista do Campeonato Pernambucano Sub-20. O time Coral enfrentou nesta quarta-feira (14), o América e venceu por 2 x 1. Na primeira partida, os times empataram em 1 x 1.

O jogo

O primeiro tempo foi de muito equilíbrio. As equipes apostavam em jogadas individuais e bolas paradas. O sistema defensivo de ambas mostraram a compactação e responsabilidade de cada jogador com sua função em campo. Apesar do duelo bem acirrado, o Tricolor conseguiu criar as melhores oportunidades. Em um lance individual, Elias chutou firme, o goleiro Henrique defendeu e Adriano aproveitou a sobra, abrindo o placar no Arruda, 1×0.

Na segunda etapa o América voltou mais encorpado, criando mais chances de gol, porém não sabia aproveitar. O Santa Cruz contava com a velocidade e habilidade de Elias que aproveitou o vacilo da zaga e fez o gol, 2 x 0. Em busca do tudo ou nada, o Mequinha foi com tudo para cima dos tricolores e no contra-ataque fez diminuiu o marcador com Cid, 2 x 1. O jogo ficou mais devagar, morno e sem muito brilho, placar final, Santa Cruz 2 x 1 América.

Agora o time Coral vai encare o Porto na grande final do Campeonato Pernambucano Sub-20.

Interrogatório de Lula à juíza Gabriela Hardt dura cerca de três horas. Ex-presidente e substituta de Sergio Moro protagonizaram confrontos diretos
Primeira imagem de Lula após 7 meses de reclusão
Primeira imagem de Lula após 7 meses de reclusão

 

Depois de 7 meses preso, o ex-presidente Lula saiu da carceragem da Polícia Federal para prestar depoimento sobre o processo do sítio de Atibaia.

Quem comandou a audiência foi a juíza Gabriela Hardt, substituta de Sergio Moro, que abandonou a Lava Jato para ser ministro da Justiça de Jair Bolsonaro (PSL).

A juíza iniciou o interrogatório perguntando ao ex-presidente se ele sabia do que estava sendo acusado no processo, ao que Lula prontamente respondeu: “Não. Gostaria que a senhora pudesse me explicar qual é a acusação”.

Após Hardt explicar brevemente que Lula responde por supostos crimes de lavagem de dinheiro e corrupção passiva, o ex-presidente rebateu: “Eu imagino que a acusação que pesava sobre mim é que eu era dono de um sítio em Atibaia”.

“Não, não é isso que acontece. É ser beneficiário de reformas que foram feitas”, interrompeu a juíza, dizendo que a acusação “passa pela relação” de Lula ser o dono do sítio.

O ex-presidente insistiu mais uma vez: “Doutora, eu só queria perguntar, primeiro um esclarecimento, porque eu estou disposto a responder toda e qualquer pergunta. Eu sou dono do sítio ou não?”.

“Isso é o senhor que tem que responder, não eu, doutor, e eu não estou sendo acusada neste momento”, devolveu a juíza. “Não, quem tem que responder é quem me acusou”, rebateu Lula.

Moro amigo de Youssef

Em determinado momento, Lula vinculou Sergio Moro a Alberto Youssef. “Eu não sei por que cargas d’água, no caso Petrobras, houve essa questão de jogar suspeita sobre indicações de pessoas. É triste, mas é assim. Possivelmente, por conta de que o delator principal é o [Alberto] Youssef, que era amigo do Moro desde o caso do Banestado (Banco do Estado do Paraná). É isso, lamentavelmente é isso”, disse.

Youssef foi um dos primeiros delatores da Lava Jato, em 2014, e teve seu acordo homologado por Moro. O juiz também homologou, uma década antes, o acordo de delação de Youssef por sua colaboração com as investigações do escândalo do Banestado.

Assim que Lula associou Moro a Youssef, a juíza Gabriela Hardt repreendeu o ex-presidente por meio de seu advogado.

“Doutor, por favor. Ele não vai fazer acusações sobre meu colega aqui”, disse ela. Lula respondeu que não estava fazendo acusações, mas “constatando um fato”.

“Não é um fato, porque o Moro não é amigo do Youssef e nunca foi”, rebateu a juíza. “Mas manteve ele [Youssef] sob vigilância 8 anos”, prosseguiu Lula.

“Ele não ficou sob vigilância 8 anos, e é melhor o senhor parar com isso”, afirmou Hardt.

LULA DEPONDOSítio de Atibaia

No interrogatório, Lula disse, ao falar sobre o sítio de Atibaia: “Eu na verdade pensei em comprar o sitio para agradar a Marisa em 2016. Eu tive pensando porque se eu quisesse comprar o sitio eu tinha dinheiro para comprar o sitio. Acontece que o Jacob Bittar não pensava em vender o sítio, o Jacob Bittar tinha aquilo como patrimônio”.

Questionado pelo Ministério Público Federal sobre uma minuta de escritura de 2012, não concretizada, no qual Lula e Marisa apareciam como potenciais compradores do sítio, o ex-presidente respondeu: “Se foi feita uma minuta, obviamente que, como eu era amigo deles, eles poderiam ter oferecido pra mim, se eu quisesse comprar o sítio eu poderia ter comprado o sítio”.

O ex-presidente afirmou que começou a frequentar o sítio em alguns momentos em janeiro de 2011, logo depois de deixar a Presidência da República.

O ex-presidente fala ainda: “Eu nunca conversei com ninguém sobre as obras do sítio de Atibaia porque eu queria provar que o sítio não era meu. E hoje aqui nessa tribuna vocês me deram o testemunho: o sítio não é do ‘Seu’ Lula. Eu pensei que eu vim aqui prestar depoimento porque o sítio era meu. O sítio não é meu.”

BOMBEIROS B

Por Carlos Sinésio

 

O secretário de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco, Antonio Mario de Abreu Pinto, recebeu, nesta terça-feira (13), a Medalha Pernambucana do Mérito Bombeiro Militar, concedida pelo governador Paulo Câmara a personalidades que têm relevantes serviços prestados ao Corpo de Bombeiros. A honraria, que é a mais alta da corporação, foi entregue pelo próprio comandante, coronel Manuel Cunha, durante solenidade na sede da corporação, no centro do Recife.

O coronel Cunha disse que era uma honra receber o secretário Antonio Mario na sede do CBMPE e poder condecora-lo com a medalha tão importante. “O senhor está sendo um grande advogado em defesa dos interesses da nossa corporação. Ficamos muita satisfeitos pela atenção que o senhor nos dá. Agora, o senhor é apadrinhado e também padrinho da corporação”.

BOMBEIROS APor sua vez, o secretário agradeceu o recebimento da medalha e o acolhimento que vem tendo dos bombeiros. Ele elogiou o trabalho desempenhado ao longo dos anos pelos bombeiros de Pernambuco, lembrando que o CBMPE é uma das instituições mais queridas e respeitadas pela população. “O Corpo de Bombeiros mostra sempre que é um bom exemplo no setor público, atuando com competência e seriedade. Agradecemos sensibilizados esta homenagem, desejando que a corporação continue desempenhando um papel tão relevante para toda a sociedade pernambucana”.

A Medalha do Mérito Bombeiro Militar foi criada através do decreto nº 19.377, de 11 de outubro de 1996, pelo então governador Miguel Arraes. Ela se constitui na mais alta condecoração do Corpo de Bombeiros. A medalha é oferecida a bombeiros, personalidades, autoridades civis e militares, instituições públicas e entidades privadas em reconhecimento aos relevantes serviços prestados à corporação em prol da causa pública.

Fotos: Rhudá Jardim

Presidente eleito disse, pelo Twitter, que política externa deve ser parte de ‘regeneração’ do País; escolhido é embaixador e diplomata há 29 anos
Embaixador Ernestro Araújo foi anunciado hoje como o futuro ministro das Relações Exteriores de Bolsonaro (Foto: Divulgação)
Embaixador Ernestro Araújo foi anunciado hoje como o futuro ministro das Relações Exteriores de Bolsonaro (Foto: Divulgação)

Por iG São Paulo

 

O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) anunciou nesta quarta-feira (14) o embaixador Ernesto Araújo como futuro ministro das Relações Exteriores. Bolsonaro usou sua conta oficial no Twitter para o anúncio e mais tarde deu uma coletiva de imprensa ao lado do novo ministro.

“A política externa brasileira deve ser parte do momento de regeneração que o Brasil vive hoje. Informo a todos a indicação do Embaixador Ernesto Araújo, diplomata há 29 anos e um brilhante intelectual, ao cargo de Ministro das Relações Exteriores “, escreveu Bolsonaro.

Durante a coletiva na tarde desta quarta-feira, o novo ministro afirmou que pretende implementar parcerias em benefício de todos. “Vamos em busca de uma política efetiva em função do interesse nacional, em função de um Brasil atuante, um Brasil feliz, um Brasil próspero”, disse  Ernesto Araújo .

Questionado por um jornalista sobre como o futuro governo vai lidar com a crise imigratória de venezuelanos em Roraima, o presidente eleito afirmou que já “teria tomado providências contra a Venezuela há muito tempo”.

“Venho acompanhando durante muitos anos. Durante a pré-campanha estive duas vezes em Roraima. Nós não podemos abandonar nossos irmãos, mas o governo não pode deixar apenas o governo de Roraima cuidar desse assunto”, afirmou Bolsonaro.

Sobre o anúncio da saída de Cuba do programa Mais Médicos , o presidente eleito reafirmou sua posição sobre o assunto e disse que a decisão “foi tomada de modo unilateral pela ditadura cubana”.

“Eu fui contra o Mais Médicos. Primeiro, por questão humanitária. É desumano deixar eles [os médicos cubanos] aqui, afastados de seus familiares. Outra questão que afeta: em torno de 70% desse salário é confiscado para a ditadura. E não temos nenhuma comprovação que sejam realmente médicos”, disse.

Em sua fala, Jair Bolsonaro criticou o PT e disse que “jamais faria acordo com Cuba” nos termos atuais. “O que eu quero é o tratamento humanitário para os cubanos que estão aqui e também para os pacientes”, disse, ressaltando que o programa não está suspenso.

O presidente eleito também reafirmou sua posição sobre a mudança da embaixada em Israel . “Quem decide onde é a capital do seu País é o seu governo. Se o Brasil fosse abrir embaixada hoje em Israel, seria em Tel Aviv ou em Jerusalém? Com toda a certeza seria em Jerusalém”, afirmou.

Com o novo ministro anunciado, sobe para oito os nomes confirmados para a equipe ministerial do governo eleito. Alguns escolhidos atuam diretamente no governo de transição. Nas declarações públicas, Bolsonaro avisou que pretende reduzir de 29 para de 15 a 17 o número de ministérios, extinguindo pastas e fundindo outras.

Em nota, o Sindicato Nacional dos Servidores do Ministério das Relações Exteriores (Sinditamaraty) saudou a escolha de Araújo. “A entidade se coloca à disposição para colaborar no enfrentamento dos desafios da política externa brasileira e na modernização das relações de trabalho em prol de todos os servidores do ministério”, comentou a entidade, desejando êxito ao futuro ministro das Relações Exteriores .

Link deste artigo: https://ultimosegundo.ig.com.br/politica/2018-11-14/bolsonaro-ministro-relacoes-exteriores.html
Fechar