Posts de Revista Total

blog2

Os principais líderes do PSB em Pernambuco estão preocupados com uma bomba que pode estourar a qualquer momento, envolvendo um importante nome da sigla no Estado. O assunto vem sendo mantido em sigilo, mas tem sido discutido em todos os encontros dos socialistas. O Blog Revista TOTAL foi informado por um político, que pediu para ter seu nome não divulgado, que, caso a suspeita seja comprovada, o partido terá muita dificuldade para continuar unido.
Os filiados ao partido ainda não conseguiram se recuperar totalmente das denúncias feitas pela Polícia Federal envolvendo alguns empresários e laranjas que iniciaram o processo de compra do avião que estava servindo à campanha do então presidenciável Eduardo Campos.
A inesperada e estranha morte do ex-governador deixou um grande vácuo na cúpula do partido, uma vez que todos consideravam Campos com um líder com grande longevidade, assim como havia acontecido com o ex-governador Miguel Arraes, que presidiu a sigla durante muitos anos. Além das denúncias sobre a esquisita compra da aeronave, os socialistas estão divididos desde o processo de votação sobre o posicionamento em relação ao impeachment da presidenta Dilma Rousseff (PT).
Os socialistas pernambucanos queriam votar contra o afastamento da presidenta, levando em consideração que o ex-presidente Lula foi o principal responsável pela liberação das verbas que possibilitaram ao Governo Eduardo Campos concluiu as obras que haviam sido projetadas. Em minoria, os pernambucanos perderam a disputa para os socialistas paulistas e dos demais Estados do Sul e Sudeste.
Alguns deputados federais pernambucanos não aceitaram a decisão de bom grado, principalmente após eles terem sido acuados por petistas de que teriam traído Lula, enfatizando que os votos os parlamentares do PSB na Câmara Federal foram fundamentais para o andamento do processo de cassação. Em vários pontos das principais cidades de Pernambuco, foram feitas várias pichações com os dizeres: O PSB traiu Lula.
Os principais líderes do partido, o governador Paulo Câmara e o prefeito do Recife, Geraldo Julio, estão tendo muitas dificuldades para conseguir a união do partido uma vez que alguns políticos com mais experiência não aceitam seus posicionamentos. Embora ambos estejam sendo considerados como grandes revelações na política pernambucana, alguns ainda chegam a considerá-los inexperientes para as funções. Os que os apoiam adiantam que ambos foram conduzidos à liderança por Eduardo Campos que os conhecia muito bem e tinha plena confiança de que eles iriam cumprir o papel com competência.

Por Márcio Maia

revista_total_logoOs prognósticos efetuados pela Revista TOTAL nos últimos anos, têm um acerto superior a 90 por cento, como já foi constatado por dezenas de analistas políticos e pelos próprios candidatos que continuam respeitando nossas avaliações, embora elas não sejam pesquisa de opinião pública, como as feitas por institutos especializados no assunto. Nossa avaliação é feita por nossa equipe de repórteres, supervisionada por Marcelo Mesquita.
No chamado Polo das Confecções, onde se destacam as cidades de Santa Cruz do Capibaribe, Toritama e Caruaru, nossos prognósticos acertaram em cheio. Em Santa Cruz, por exemplo, no início da última campanha, o nome do ex-prefeito José Agostinho Maia era tido como o virtual ganhador. No entanto, faltando cerca de trinta dias, o então deputado Edson Vieira (PSDB), com uma campanha muito bem planejada e executada, conseguiu apoios muito importantes e reverteu totalmente o resultado. Embora houvesse anunciado o nome de Maia como vitorioso, a TOTAL percebeu a mudança e fez o anuncio que terminou se concretizando. Ao lado, está a reprodução da reportagem publicada antes da eleição, o que comprova que nossas notícias são dadas com profundas avaliações e permanente acompanhamento, podendo perceber as mudanças do comportamento dos eleitores, como ocorreu na Terr a da Sulanca.
Assim como acertamos em Santa Cruz, a TOTAL também cravou o nome dos eleitos em Toritama, Caruaru, Vertentes, Bezerros, Taquaritinga do Norte, e Jataúba.
Contra fatos não há argumentos, embora algumas pessoas tentem enganar a opinião pública.

13619929_1072277676199627_6712451075953395201_n 13603770_1072277772866284_3082934074158408752_o

Por Márcio Maia

eco-romeu-nevesPernambuco perdeu hoje (11), mais um de seus grandes homens. Faleceu Romeu Neves Baptista, que demonstrou em toda sua vida, grande disposição para o trabalho e também para fazer amigos. Era uma pessoa muito querida e, tenho certeza, nunca brigou com ninguém.
Conheci Romeu em 1957, quando estudávamos no Colégio Marista. Fomos contemporâneos de um grupo que se destacou por forte atuação política, iniciada na política estudantil. As eleições para os Grêmios eram verdadeiras batalhas. Em nosso grupo, estavam os  futuros governadores Carlos Wilson, João Lyra Neto e Joaquim Francisco, Luiz Vidal e tantos outros.
Grande jogador de futebol era um centro-médio (como se chamava na época) clássico e valente.
Romeu começou a se destacar quando começou a trabalhar no Governo de Carlos Wilson e não parou mais. Dedicado ao turismo, trabalho na Embratur, Casa Civil e foi secretário de Turismo do Recife. Nunca pensou em descansar.
Sempre agiu com sinceridade e com muita seriedade.

O presidente intermaranhãoino da Câmara dos Deputados, Waldir Maranhão (PP-MA), indicou o chefe de gabinete da liderança do DEM, Wagner Padilha, para o cargo de secretário-geral da Mesa Diretora. Padilha substituirá Silvio Avelino, exonerado na manhã desta sexta-feira (8).

O pepista não gostou de ver publicado no Diário da Câmara a decisão da reunião do colégio de líderes que antecipou de quinta-feira, 14, para terça-feira, 12, a eleição do novo presidente da Casa. Avelino foi realocado para a primeira-secretaria da Casa.

Para o cargo de secretário-geral adjunto, que oficialmente estava vago, foi indicado o chefe de gabinete da liderança da Minoria na Casa, Lourimar Rabelo. O servidor já foi chefe de gabinete da liderança do governo Dilma Rousseff na Casa e também assessorou o ex-líder governista Cândido Vaccarezza (PT-SP) e o ex-vice-presidente da Câmara André Vargas (na época PT-PR).

O ato com as nomeações será publicado ainda hoje.

 

Uol PE

Humberto-Costa-foto-divulgaçãoO senador Humberto Costa (PT) criticou no Recife, neste final de semana, a nomeação pelo ministro Mendonça Filho de Antonio Carbonari Neto para o Conselho Nacional de Educação (CNE).

Segundo ele, Carbonari representa o “ensino privado” porque é fundador e proprietário da Faculdade Anhanguera.

“O ministro da Educação vem minando aos poucos programas importantíssimos como o ‘Ciência Sem Fronteiras ‘e já fala em privatização de cursos em universidades públicas”, disse o senador pernambucano, embora sem nominar que cursos são esses.

Ele disse também que está é a segunda indicação de nomes vinculados a grupos privados de ensino que Mendonça Filho faz para o Ministério da Educação.

A primeira, frisou, foi a do economista pernambucano Maurício Romão, que teria ligações com o grupo “Ser Educacional” do empresário paraibano Janguiê Diniz

Romão ocupa desde maio a Secretaria de Regulação e Supervisão da pasta.

“Ao destituir do CNE 12 nomes indicados e aprovados por entidades independentes, o governo Michel Temer retira a independência do Conselho”, disse o líder da bancada petista.

O CNE foi criado em 1995 com o objetivo de debater a implantação de políticas educacionais.

De acordo com a legislação, pelo menos metade dos seus membros deve ser indicada a partir de consultas feitas a entidades da sociedade civil da área de educação.

blog do Inaldo Sampaio

concursoPelo menos 125 concursos públicos no país estão com inscrições abertas nesta segunda-feira (11) e reúnem 21.102 vagas em cargos de todos os níveis de escolaridade. Os salários chegam a R$ 22.213,44 no Ministério Público do Rio Grande do Sul.

Além das vagas abertas, há concursos para formação de cadastro de reserva – ou seja, os candidatos aprovados são chamados conforme a abertura de vagas durante a validade do concurso.

Os órgãos que abrem inscrições para 1.421 vagas nesta segunda são os seguintes: Aeronáutica, Câmara Municipal de Glória de Dourados (MS), Câmara Municipal de Taquaritinga (SP), Fundação de Previdência Complementar do Servidor Público Federal do Poder Judiciário – Funpresp-Jud, Fundação de Saúde e Assistência de Caçapava (SP), Prefeitura de Barra de São Miguel (PB), Prefeitura de Catanduva (SP), Prefeitura de Curionópolis (PE), Prefeitura de Custódia (PB), Prefeitura de Faxinal (PR), Prefeitura de Itabirito (MG), Secretaria de Gestão e Previdência do Maranhão e Sergipe Gás S/A (Sergas).

G1

dilmaA Caravana visitará 10 cidades pernambucanas concluindo seu percurso em Recife, no próximo dia 15,

A “Caravana popular em defesa da democracia”, movimento de apoio à presidente afastada Dilma Rousseff, partiu de Petrolina nesta segunda-feira (4) em direção ao Recife, onde chegará no próximo dia 15. Ela foi articulada pela Frente Brasil Popular com apoio da CUT, da Fetape e de movimentos sociais.

Segundo Bruno Ribeiro, presidente do PT Pernambuco, a “Caravana” é importante para “multiplicar” os comitês espalhados em Pernambuco em defesa do mandato da presidente Dilma Rousseff, ora afastada do cargo por um processo de impeachment.

A Caravana visitará 10 cidades pernambucanas concluindo seu percurso em Recife, no próximo dia 15, quando contará com a presença do ex-presidente Lula.

Veja abaixo a programação:

04 de julho- Petrolina
05 de julho- Ouricuri
06 de julho – Salgueiro
07 de julho – Petrolândia
08 de julho –Serra Talhada
09 de julho – Afogados da Ingazeira
10 de julho – Arcoverde
11 de julho- Garanhuns
12 de julho – Caruaru
13 de julho – Surubim
14 de julho – Palmares
15 de julho – Recife.

 

Portal PE

 

 IMG-20160709-WA0011 (1)A equipe  da Revista TOTAL identificou nos estudos técnicos das últimas semanas feita no Recife,ouvindo formadores de opiniões ,líderes comunitários, e eleitores que o jovem Fabio Gomes (32 anos) que já teve uma surpreendente votação nas últimas eleições, tem como apoiadores e incentivadores em sua militância política, os deputados Agailson Junior e Marinaldo Resende (ambos do PSB) com os quais fez campanha em dobradinha na capital pernambucana, Sua atuação junto aos jovens recifenses tem sido no sentido de orientá-los para sua responsabilidade no processo político do município, estado e país e que, no caso de Recife, devem atuar junto com seu representante na Câmara Municipal, como agentes de mudança na forma de encaminhar soluções para as demandas da população da cidade.
Essa postura política de Fabio Gomes tem chamado a atenção de importantes personalidades do mundo político como André de Paula Secretário das Cidades de pernambuco, Outro sinalizador do importante trabalho de Fábio Gomes, é o carinho especial que lhe dedica Geraldo Julio (PSB) prefeito do Recife e Paulo Câmara(PSB) Governador do Estado de Pernambuco.
Parece promissor que num cenário de total descrédito da classe política no Brasil surjam lideranças tão promissoras com Fabio Gomes que desponta como ganhador nessas próximas eleições.

Por Marcelo Mesquita

download (30)A XVII Feira Nacional de Negócios do Artesanato (Fenearte) foi inaugurada hoje (7), à tarde, e reúne cerca de 500 artesãos de quase todos os municípios de Pernambuco, além de outros de sessenta países, entre eles Colômbia, Peru, Espanha, China, Índia e Cuba. Esse ano, a feira tem como tema “Artesanato, arte brincante” e presta homenagens ao artesão caruaruense Manoel Eudócio, do Alto do Moura, e o percursionista Naná Vasconcelos. A feira funciona no Centro de Convenções de Pernambuco, em Olinda.

Na abertura, o governador do Estado, Paulo Câmara, disse que a Fenearte é uma grande demonstração da capacidade, qualidade e criatividade dos artesãos pernambucanos, além de mostrar para todo o Mundo, a pujança da economia de nosso Estado. “Não é fácil promover e realizar uma feira com essa magnitude em um momento de crise, como o que é vivido por nosso País. Estão de parabéns os realizadores e todos os participantes”, afirmou.

Thiago Ângelus, coordenador do evento, afirmou que a Fenearte funciona com 800 espaços, sendo stands de exposição, palco para apresentações de cantores, praça de alimentação e áreas para descanso entre os corredores. Na feira, também estão instalados espaços de exposição de artigos reciclaos, indígenas e um Salão de Arte Popular Sacra. O famoso arquiteto decorador Carlos Augusto Lyra está coordenando os desfiles de Moda.

O Sebrae vai promover a já tradicional Rodada de Negócios, que deverá render cerca de R$ 5 milhões.coordenador do evento, afirmou que a Fenearte funciona com 800 espaços, sendo stands de exposiçM, tem como mote principal o gas.

Da Redação

Por Márcio Maia

Os governadores dos Estados estão fazendo uma enorme pressão junto ao Governo Federal para conseguirem uma diminuição no pagamento das dívidas estaduais, sob a alegação de que não podem pagar o que devem. Em dezembro do ano passado, a dívida era de R$ 497 bilhões. A enorme pressão vem sendo comandada pelo governador paulista Geraldo Alckmin (PSDB) porque eles devem quase a metade. Nada menos de R$ 221 bilhões.

Além de São Paulo, que é tido como o Estado mais rico da Federação, Minas Gerais deve R$ 79 bilhões, o Rio de Janeiro deve R$ 70 bi e o Rio Grande do Sul tem o débito de R$ 52 bi. Juntos, portanto, os quatro devem R$ 422 bilhões. Portanto, 85 por cento do total da dívida.

Agora, eu faço uma pergunta a você, leitor. Vale a pena um governador esforçar-se para manter seu orçamento equilibrado, como acontece com Pernambuco hoje? Enquanto nosso Estado nos últimos oito anos vem fazendo um enorme esforço para manter as finanças em ordem, os “ricões” gastam à vontade.

O pior de tudo é que os maiores devedores são os Estados de São Paulo e Minas, governados por políticos do PSDB, partido que se diz o responsável pela implantação do regime de controle fiscal no Brasil. Será que esses gestores não estão praticando as tão famosas “pedaladas fiscais”? Ou têm outro nome essas trambicagens?

Enquanto os governadores do Nordeste se esforçam para cortar dívidas, enxugar a máquina, demitindo funcionários, baixando salários e deixando de realizar obras, os demais deitam e rolam em despesas. Por coincidência, o movimento para cassar o mandato da presidente Dilma Rousseff, encabeçado pelo PSDB e DEM, tem como mote principal o gasto de dinheiro sem o lastro necessário. E o que os quatro governadores devedores estão fazendo? Não são pedaladas?

O bom lembrar que as dívidas desses Estados começaram a crescer em 1991. De lá pra cá, já aconteceram vários perdões e desdobramentos dos pagamentos. Do jeito que as coisas vão, o melhor é gastar e depois exigir o perdão das dívidas com aquela velha frase adorada pelos caloteiros:

Devo não nego, pago quando puder.

Fechar