Posts de Revista Total

 

IMG-20180802-WA0180

Movida pela vontade de amenizar as dificuldades enfrentadas pelas pessoas que trabalham com a produção de farinha em Feira Nova, Juliana Chaves, líder da oposição, é responsável por encabeçar Projeto Social que atende cerca de 200 famílias. Intitulado de Programa da Sopa nas Casas de Farinha, o projeto que atende mais de 200 famílias que trabalham em 7 casas de farinha do município, surgiu através de visitas às raspadeiras de mandioca, realizadas por Juliana Chaves.

Em entrevista concedida ao Blog Folha de Feira Nova, ela nos relatou a seguinte experiência: “Eu sempre tive muita vontade de escutar as histórias dessas pessoas e percebi que muitas famílias chegam de madrugada para raspar mandioca e, por volta das 7h00 ou 8h00 da manhã, muitas estão com fome. Algumas levam a sua marmita, outras não têm o que comer, infelizmente. Eu pude ver de perto o sofrimento delas e perceber o esforço dessas pessoas em manter suas casas, sair cedo para trabalhar e buscar o seu sustento.”

Realizada desde março deste ano, a distribuição da sopa é feita de terça a sexta-feira, por volta das 7h30 ou 8h00 da manhã. Na terça-feira, a distribuição é realizada na casa de farinha de Biu Queixada, no Maria das Neves. Na quarta-feira, a sopa é distribuída em Zé Lorde, nas intermediações da Rua do Cajá e, em seguida, na casa de farinha de Marilene, no Loteamento Sebastião Galdino. Na quinta-feira, na casa de farinha de Antônio Justino, localizada na comunidade Lagoa do Sapo e, depois, é entregue na casa de farinha de Zaqueu, na COHAB. Na sexta-feira, a distribuição é feita na Vila do Ouro, na casa de farinha dos Quindingues e, em seguida, é realizada em outra casa de farinha na COHAB, gerenciada por Zito e Dedé.

IMG-20180802-WA0177

Além da distribuição da sopa não ser limitada, também é feita a entrega de pães, como uma forma de complementar o alimento. A ação é realizada com o apoio de voluntários que participam no preparo e na distribuição. Além da colaboração voluntária, o projeto conta com uma parceria composta pelo Deputado Estadual Isaltino Nascimento e pelo Deputado Federal André Ferreira que, segundo Juliana, não hesitaram em acolher e apoiar a ideia que ela os apresentou.

Questionada sobre o que motivou a escolha da sopa como o alimento que seria disponibilizado pelo programa, Juliana nos respondeu o seguinte: “Porque é um alimento que é rico em nutrientes e dá uma sustança para que as pessoas possam passar o dia trabalhando bem.” Sobre a realização do projeto, ela complementa: “A gente percebe que as pessoas ficam gratas. A gente vê a alegria delas, quando nos recebem… E isso é gratificante! Não há dinheiro no mundo que pague e eu fico muito contente. Eu só peço a Deus que ponha sempre a mão por cima e faça com que a gente consiga manter esse programa por muito tempo

Dos 251 delegados do partido, 230 votaram pela candidatura própria ao Governo de Pernambuco

IMG-20180802-WA0158

Uma jovem Marília Arraes, de megafone em punho, teve várias vezes o seu discurso interrompido por aplausos que fez antes do início da votação dos 300 delegados que decidiram o futuro da sua candidatura ao Governo de Pernambuco, no encontro estadual do PT, que foi realizado na tarde desta quinta-feira (2), no Recife Praia Hotel, no Pina, Zona Sul do Recife.

IMG-20180802-WA0156

Ao chegar ao local, o senador Humberto Costa (PT-PE) foi recebido aos gritos de “golpista”. No local, placas de apoio à candidatura trazem textos como “Sem Marília, sem militância”.

Ao microfone, a vereadora do Recife argumentou que “o que está em jogo agora não é simplesmente uma convenção ou um apoio, é o convenção de um campo político num dos momentos mais complicados da história recente da política brasileira”. Marília disse também que sua candidatura “é uma necessidade de resgatar a esquerda para o protagonismo político de Pernambuco — e não uma falsa esquerda que vira para o lado da direita quando é oportuno e, quando é melhor, volta para a esquerda, como se nada tivesse acontecido”.

IMG-20180802-WA0157

Ao final da votação Marília Arraes (PT), obteve 230 votos, dos 251 delegados presentes, uma vitória esmagadora sobre o senador Humberto Costa, que patrocina a aliança com o PSB, em consequência do bloqueio a candidatura própria do partido ao governo do estado. Dentro do partido como existem várias instancias de decisão para resolver se haverá candidatura ou não, Marília permanecerá pré-candidata a governadora

 

Blog do Shansilis

Indicada pelo Centrão, senadora gaúcha tomou decisão no fim da tarde desta quinta. Ao lado dela, Alckmin pretende retomar espaço no Sul

IMG-20180802-WA0140

A senadora Ana Amélia (PP-RS), 73 anos, será a candidata a vice-presidente na chapa encabeçada por Geraldo Alckmin (PSDB). Segundo lideranças dos partidos que compõem o chamado Centrão e do PSDB, o martelo foi batido nesta quinta-feira, 2, quando a pepista gaúcha aceitou o convite de Alckmin. Ela foi indicada pelo grupo, composto por PP, DEM, PR, PRB e Solidariedade, para ser a companheira do tucano na disputa pela Presidência da República.

O anúncio oficial da chapa será feito após PSDB e PP resolverem acordos regionais, como no Rio Grande do Sul, estado de Ana, onde os dois partidos têm candidatos ao governo do estado. A convenção que oficializará Alckmin como candidato tucano ao Palácio do Planalto está marcada para o sábado, 4, data em que ele pretende já ter sacramentado a senadora como vice.

Geraldo Alckmin tinha Ana Amélia como nome preferido entre os que passaram a ser analisados como possíveis vices desde que o empresário Josué Gomes da Silva, dono da Coteminas e filho do ex-vice-presidente José Alencar, rejeitou compor chapa com ele. Nesta quarta-feira, o presidenciável declarou que a escolha estava entre sete nomes. Por fim, acabou escolhendo Ana Amélia, que disputou sua primeira eleição em 2010 e foi eleita ao Senado.

O ex-deputado federal e ex-ministro Aldo Rebelo (SD) era um dos cotados para a vaga, assim como chegaram a ser ventilados, dentro do próprio PP, partido com maior bancada na Câmara entre os do Centrão, os nomes da vice-governadora do Piauí, Margarete Coelho, e do empresário Benjamin Steinbruch, recém-filiado à legenda.

O ex-ministro da Educação e deputado federal Mendonça Filho (DEM-PE) e a deputada federal Tereza Cristina (DEM-MS) também foram cogitados, mas sofreram resistência dentro do grupo de partidos porque já há um acordo entre as legendas para reconduzir o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), ao posto em 2019. Na visão das siglas, acumular a chefia da Casa e a vice-presidência seria “demais” aos demistas.

Ao lado de Ana Amélia, que inicialmente pretendia buscar se reeleger pra o Senado pelo Rio Grande do Sul, Geraldo Alckmin terá um trunfo para recuperar espaço nos estados do Sul do país. Conforme pesquisas de intenção de voto, o senador Alvaro Dias, do Podemos do Paraná, lidera as pesquisas de intenção de voto na região, em cujos estados os candidatos tucanos ao Palácio do Planalto vem sendo os mais votados desde 2006.
“Emparedado” entre o potencial eleitoral de Dias entre os sulistas e o avanço do deputado federal Jair Bolsonaro, presidenciável do PSL, em São Paulo, sua base eleitoral, Alckmin está estacionado nas pesquisas entre 6% e 7% das intenções de voto. Com o apoio recebido do Centrão na corrida presidencial, o ex-governador paulista aposta nos 40% do tempo da propaganda eleitoral em rádio e TV que terá à disposição para atrair os eleitores indecisos e chegar ao segundo turno.

Conforme dados da mais recente pesquisa CNI/Ibope, divulgados nesta quinta-feira, 28% do eleitorado no país dizem não saber em quem votar e 31% afirmam anularão o voto. Os números foram apurados sem apresentar aos entrevistados os nomes dos candidatos à Presidência.

Conflito no RS
Ao aceitar ser vice de Geraldo Alckmin, Ana Amélia terá que resolver um conflito dentro do PP gaúcho. O pré-candidato do partido ao governo do Rio Grande do Sul, deputado federal Luiz Carlos Heinze, declarou em julho apoio à candidatura de Jair Bolsonaro ao Palácio do Planalto. Por outro lado, o PSDB tem como candidato ao Palácio Piratini, sede do Executivo gaúcho, o ex-prefeito de Pelotas Eduardo Leite.

Concorrendo na chapa do tucano, a senadora também abrirá mão de uma reeleição ao Senado que se insinua tranquila para ela. A pepista lidera as pesquisas de intenção de voto às duas vagas de senador, segundo números do Paraná Pesquisas divulgados pelo Radar em junho. Ana Amélia tem 44% da preferência dos gaúchos, seguida pelo também senador Paulo Paim (PT), com 28,7%.

Quem é Ana Amélia
Nascida em 1945 no município de Lagoa Vermelha, no Nordeste gaúcho, Ana Amélia Lemos é jornalista, formada pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS). Em 2010, após 40 anos de profissão, ela deixou o jornalismo para disputar pela primeira vez um cargo eletivo. A pepista recebeu 3,4 milhões de votos e foi eleita senadora.

Em pouco menos de oito anos no Senado, Ana Amélia apresentou 91 Projetos de Lei e 14 Propostas de Emenda à Constituição (PECs), dos quais 4 viraram leis. Entre as propostas relatadas pela senadora, duas entraram em vigor.

Filiada desde 2009 ao PP, partido que protagonizou, ao lado de PT e MDB, o esquema de corrupção na Petrobras, Ana Amélia aparece em uma planilha da Odebrecht, apreendida pela Polícia Federal, em que seu nome é vinculado a uma doação de 50.000 reais, na eleição de 2010, “a pedido do candidato”. O codinome atribuído a ela no documento é “Coluna”.

Quando a planilha foi apreendida e veio à tona, Ana afirmou que “doações oriundas da empresa Braskem, subsidiária da Odebrecht e com atuação conhecida no Rio Grande do Sul, foram feitas ao Diretório Nacional do Partido Progressista e ao diretório Estadual do Partido Progressista (PP/RS), os quais repassaram valores para a minha conta de campanha ao Senado, em 2010. As doações estão devidamente registradas no Tribunal Regional Eleitoral com a prestação de contas aprovada, sem nenhuma ressalva”.

A senadora não está entre os parlamentares investigados em inquéritos no Supremo Tribunal Federal (STF) a partir das delações premiadas de executivos da Odebrecht.

 

Fonte: Veja

Ao ser procurado pela coluna Painel da Folha, Silvio Costa disse que apesar de ainda não ser candidato a vice, a posição seria um privilégio

IMG-20180802-WA0022O deputado Silvio Costa (Avante-PE) é cotado para assumir a vaga de vice na chapa de Ciro Gomes (PDT), informou hoje (2) a coluna Painel da Folha de São Paulo.

De acordo com aliados, o parlamentar, que apoiava pesadamente a pré-candidatura de Marília Arraes (PT-PE) ao governo de Pernambuco, se decepcionou com a decisão da sigla de rifar a pré-candidatura.

Ainda segundo a publicação, além de Silvio Costa ter uma boa relação pessoal com Ciro Gomes, o partido Avante está solteiro na eleição nacional. Ao ser procurado pela publicação, o deputado afirmou que “ninguém é candidato a vice, mas seria para mim um privilégio”.

 

IMG-20180802-WA0018É lamentável num momento como esse em que o Brasil vive, onde o sistema político necessita urgentemente ser revigorado, práticas antidemocráticas e coronelistas patrocinadas pelo Governo do Estado e o PSB atuem no sentido de interditar o debate político e eleitoral em Pernambuco.

O episódio da retirada da pré-candidatura da vereadora do Recife Marília Arraes, do PT, construída legitimamente ao longo dos últimos meses, é um exemplo cristalino do pavor do PSB e do governador Paulo Câmara de ir para o confronto de ideias, tendo em vista a alta rejeição ao governo estadual identificada em todas as pesquisas eleitorais e o fracasso constatado nas mais diversas áreas.

Está cada vez mais claro que o PSB e o governador Paulo Câmara, em razão de um posicionamento oportunista de olho na ampla aceitação do ex-presidente Lula em Pernambuco, sobretudo no interior, utiliza de expediente antidemocrático na tentativa de limitar as opções dos pernambucanos, eliminando os concorrentes da disputa eleitoral, e violentar o processo eleitoral.

Esse tipo de violência na democracia não representa os anseios dos pernambucanos. O povo deseja mudança e ela virá nas eleições de outubro próximo.

José Humberto Cavalcanti
Presidente Estadual do PTB-PE

IMG_20180802_101855

Quem acredita que a Praça Barão do Pajeú, que encontra-se em reforma no Centro de Serra Talhada, não vai estar pronta até a abertura da Festa de Setembro, no dia 29 de agosto, pode ‘pendurar as chuteiras’.

A garantia é do secretário de Obras, Cristiano Menezes, que durante entrevista ao programa Frequência Democrática, na rádio Vila Bela FM, informou que o equipamento será inaugurado com uma nova cara.

“Vai estar pronto, certeza. Não está mais avançado ainda porque o fornecedor teve um problema com o intertravado, que é aquele bloquinho de concreto. Então, é 90% dela é o que tem de piso, e 90% dela é intertravado, mas agora que está chegando aquilo não tem dificuldade para executar”, disse Menezes.

Ainda durante a entrevista, o secretário de Obras afirmou que o padre Josenildo, da Paróquia da Penha, também está cobrando celeridade na obra.

“Até o presente momento não estou com medo de não dar tempo, porque tenho ido lá todos os dias. A gente teve esse probleminha com o fornecedor, mas está regularizado. Eu dou a minha palavra e as dos proprietário da construtora”, reforçou.

 

Fonte: Farol de noticino

A neta de Miguel Arraes brigava pela liderança nas pesquisas de intenções de votos para o governo de Pernambuco.

IMG-20180802-WA0006

Apesar da resolução do PT, que definiu pelo acordo entre o partido e o PSB, o que acabou barrando a candidatura de Marília Arraes (PT), em Pernambuco, um grupo de dirigentes petistas optou por ingressar com recurso para manter a candidatura da neta de Miguel Arraes no estado nordestino. Marília brigava pela liderança nas pesquisas de intenções de voto ao governo do estado pernambucano.

Segue nota dos dirigentes:

Considerando,

01 DE AGOSTO DE 2018, 18H14
Dirigentes do PT entram com recurso para manter candidatura de Marília Arraes
A neta de Miguel Arraes brigava pela liderança nas pesquisas de intenções de votos para o governo de Pernambuco

Por Redação

Apesar da resolução do PT, que definiu pelo acordo entre o partido e o PSB, o que acabou barrando a candidatura de Marília Arraes (PT), em Pernambuco, um grupo de dirigentes petistas optou por ingressar com recurso para manter a candidatura da neta de Miguel Arraes no estado nordestino. Marília brigava pela liderança nas pesquisas de intenções de voto ao governo do estado pernambucano.

Segue nota dos dirigentes:

Considerando,
que o esforço da direção partidária em conquistar alianças nacionais para fortalecer a candidatura de Lula à presidência da república fez adiar por três vezes o encontro estadual de Pernambuco;

Que aliança partidária formal nacional significa coligação e apoio à candidatura de Lula;

Que sabidamente o Encontro Estadual de Pernambuco se pronunciará pela defesa da candidatura de Lula e da construção de candidatura própria no estado, conforme orientou a direção partidária em todos as resoluções adotadas sobre tática eleitoral de 2018 em Pernambuco, onde a possibilidade da não candidatura do PT ocorreria no quadro de uma aliança nacional e formal do PSB com o PT; Que o resultado concreto das negociações com o PSB resultaram no “não apoio” formal e nacional, e portanto não está dentro do que pode ser considerado dentro dos interesses partidários para vencer as eleições 2018;

Que a candidatura própria do PT, Marília Arraes, encontra-se empatada com os demais concorrentes e, pelas pesquisas, pode ser vitoriosa no primeiro e no segundo turno, representando uma grande força a favor da candidatura Lula e nosso projeto nacional;

Em defesa da democracia interna, recorremos ao Diretório Nacional da decisão da CEN sobre tática eleitoral do dia 01 de agosto de 2018.

Fonte Revista Fórum

 

 

 

IMG_20180801_230858

A notícia de que a Revista TOTAL e o Blog Revista TOTAL vão anunciar no próximo dia 10 de agosto , o nome do provável vencedor das eleições para o Governo do Estado que irão acontecer em 2018, deixou o mundo político e empresarial em suspense. Todos comentam a ousadia da TOTAL em fazer a previsão e elogiam a competência da equipe que tem acertado mais de 95 por cento de seus prognósticos.

Um dos primeiros políticos a admirar, reconhecer e elogiar publicamente a equipe de Marcelo Mesquita pelo trabalho, foi o ex-governador Eduardo Campos, que sempre se mostrou surpreso com a precisão dos levantamentos feitos para identificação dos prováveis ganhadores dos pleitos majoritários e proporcionais em Pernambuco.

COMENTÁRIOS – Essa semana, muitas personalidades comentaram a informação. Uma delas foi o empresário e líder sindical, Alex Costa, presidente do Sindileite, que disse estar surpreso com a antecedência com que o trabalho está sendo feito, ressaltando que ainda faltam 70 dias para o pleito. “Essa equipe liderada por Marcelo Mesquita é muito ousada”, afirmou.

O prefeito de Vitória de Santo Antão, Aglaílson Junior (PSB), reconheceu a competência da equipe da TOTAL que faz o levantamento sob a coordenação de Mesquita. “Esse método usado pela TOTAL é realmente impressionante, pois eles conseguem captar de forma precisa as intenções dos eleitores, de forma diferente dos institutos de pesquisa de opinião pública”.

Para o advogado Arnaldo Desmondes, que tem intensa atuação em Araripina. sua cidade natal, e em Jaboatão dos Guararapes, onde tem sua atividade profissional, o trabalho da TOTAL é digno dos maiores elogios. “Conheço muita gente que fica admirada com a precisão com que os prognósticos da Revisa são feitos”.

A admiração pelo trabalho de previsão também é elogiado pelo prefeito de Serra Talhada, Luciano Duque (PT), que adiantou ter ficado surpreso quando a Revista publicou a notícia de que ele seria o vencedor do pleito em sua cidade. “Na ocasião, conversei com meus amigos mais próximos e procurei saber como o trabalho havia sido feito e fiquei impressionado”.

Outro político que manifestou-se sobre as previsões eleitorais feitas pela TOTAL foi a prefeita Madalena Brito (PSB), de Arcoverde. Ela disse que os responsáveis pela publicação têm muita coragem, pois enquanto os institutos de pesquisa são contestados em todas as eleições, a Revista mostra muita competência e acerta a maioria dos nomes. “É um trabalho de muito fôlego e merece os elogios”.

IMG_20180801_224055

Que a Prefeitura de Ouricuri trabalha em benefício da população ouricuriense isso é visto nos quatro cantos do município, e nesse momento já está em pleno vapor a pavimentação do complemento da Rua Hidelbrando Coelho, localizada no bairro Nossa Senhora de Fátima, área periférica da cidade.

O Prefeito Ricardo Ramos comemora junto a população mais uma rua que em breve vai estar calçada, e vária obras em execução em todo o Município que merecem destaque em sua gestão. Centenas de moradores estão sendo beneficiados com mais uma obra da Gestão “Trabalho e Amor”, trata-se do calçamento de uma rua de difícil acesso e que dificultava o tráfego de veículos durante o período de inverno.

Dona Rita, moradora do complemento da rua Hidelbrando Coelho comemora o calçamento em sua rua: “Estou super feliz da vida, a gente vivia aqui nessa lama pelo meio da rua quando chovia, e estamos dando graças a Deus e ao Prefeito que está fazendo o calçamento d’ agente, isso aqui teve muita promessa e nenhum fez, e o Prefeito Ricardo Ramos está fazendo”. Afirmou Dona Rita.

ASCOM

IMG-20180801-WA0162

Com apoio total da Prefeitura de Ouricuri através da Coordenadoria de esportes, a Seleção de Vôlei de Ouricuri se apresenta pela primeira vez em uma competição realizada na cidade de Belém do São Francisco, competição que reuniu Equipes de várias regiões de Pernambuco e Estados vizinhos, com o resultado que levou ao TERCEIRO lugar, todos que fazem parte da seleção, estão otimistas e sonham ir mais longe. O Coordenador Paulo Amando, fala que: o esporte de Ouricuri está dimensionando muito e garante que o que for possível para alavancarmos o nosso esporte não vai medir esforços.

“Esses resultados são frutos de um trabalho sério e de muita dedicação por parte da equipe da Coordenadoria de Esporte, com total apoio da Administração Municipal, onde o Prefeito Ricardo Ramos não mede esforços para todas as modalidades. Parabéns a todos da comissão técnica e também, mais especialmente ainda, às atletas pelo ótimo desempenho demonstrado durante toda a Copa de Voleibol Feminino”, destaca o Coordenador.

Fechar