O Instituto Miguel Arraes , presidido atualmente pelo filho mais velho de Arraes, Zé Almino, doará o acervo do ex-governador de Pernambuco  à Fundação Joaquim Nabuco. O recebimento do acervo já foi aprovado em reunião do Conselho Diretor da Fundaj.                                                                “É um acervo de grande importância e terá o destaque merecido na Fundaj“, disse o presidente da Fundação Joaquim Nabuco, Antônio Campos. São 270 mil itens, adquiridos a partir da década de 30. Fotografias, manuscritos, cartas, documentos, livros, correspondências, recortes de jornais, revistas e livros fazem parte do volume dos encadernados e avulsos fazem parte do material doado pela família Arraes de Alencar ao Instituto.                                                                              A Comissão de Acervos da Fundação se reuniu virtualmente e está nos últimos detalhes para levar fisicamente o relevante e numeroso conteúdo à instituição. Todo o material deverá ficar no Campus Apipucos da Fundaj, onde será instalado o Complexo Cultural Delmiro Gouveia. O acervo já é Patrimônio Cultural desde 2013, quando foi tombado pelo Governo de Pernambuco

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar