Jogo começa a ser jogado

O calendário eleitoral segue mantido e a primeira etapa foi cumprida, com as filiações dos pré-candidatos a vereador. Neste caso ganharam destaque PSB e PP, que filiaram praticamente a metade dos vereadores do Recife. O primeiro ficou com 17 e o segundo com nove, confirmando a hegemonia do partido que governa o Estado há quatro gestões e também a força do deputado federal Eduardo da Fonte (PP), que mesmo tendo perdido quase 200 mil votos na última eleição, segue demonstrando seu poderio nas costuras.
A legislação eleitoral deverá marcar o início do processo de redução partidária no Brasil, e que, caso não seja alterada em 2021, tende a ser a tônica no Congresso Nacional. Antes, cada deputado federal queria um partido para chamar de seu, e nesta legislatura chegamos a ter 25 federais pernambucanos distribuídos em 13 ou 14 legendas. Se contar que cinco são do PSB, vemos que a proporção era de quase um pernambucano por sigla. Fruto das coligações proporcionais, banidas no ano passado.
A redução do número de partidos não significa necessariamente uma política melhor. Apenas se criou uma dificuldade de acesso ao sistema, ao fundo partidário e ao poder. Todavia, as leis no Brasil já são criadas com as brechas definidas, e não há amadores no jogo. Todos se adaptarão ao novo sistema, e poderão repensá-lo no ano que vem, quando estarão em jogo os mandatos federais. O mesmo poderá ocorrer com as doações de empresas privadas, vetadas há duas eleições e cuja volta sempre é ventilada nos corredores do mundo fantasioso de Brasília. Não seria a primeira vez que peitariam a opinião pública, e não deverão surpreender se trouxessem de volta coligações e doações privadas. É muito em jogo.
INTERIOR – Se no Recife muitos partidos conseguiram formar chapa, o mesmo não se pode dizer dos municípios de interior. Excetuando-se Caruaru e Petrolina, por estes terem a possibilidade de segundo turno, as disputas proporcionais em praticamente 170 cidades pernambucanas deverão se restringir a no máximo quatro chapas, sendo muito generoso.
DISTRIBUIÇÃO – Muitos prefeitos atuaram diretamente na formação das chapas, distribuindo aliados em partidos aliados. Em Ribeirão, o prefeito e presidente municipal do PSB, Marcelo Maranhão, distribuiu 60 pré-candidatos a vereador em três chapas, enquanto seus opositores penaram para fechar uma.
MÁSCARAS – Após a confusão que envolve a importação de máscaras da China, o Polo de Confecções de Pernambuco resolveu produzir os equipamentos. A decisão foi anunciada no final de semana, e deverá aliviar a situação, pois o material chinês tem demorado, se é que virá. Além disso, vai gerar renda para os trabalhadores locais, principalmente de Toritama e Santa Cruz do Capibaribe.
FIQUE EM CASA – A escalada do coronavírus prevê que as duas próximas semanas serão as de maior acumulação. No balanço do domingo, Pernambuco somou sete mortes, o maior número em um único dia até então, chegando a 21 óbitos. Número de contaminados passou dos 200, portanto é preciso ressaltar: fiquem em casa.

Coluna diária da Revista Total – Política Total
E-mail marcelomesquitart@gmail.com
Telefone: (81)99660-9090 whatsapp

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar