Mais de sessenta passageiros de um trem do Metrorec foram feridos em decorrência de um abalroamento entre dois veículos na estação de Ipiranga, no Recife, na manhã de hoje. Entre os feridos, quatro mulheres estavam em situação mais grave e foram socorridas para a UPA, na Imbiribeira, e para o Hapvida, no Espinheiro.

A direção do Metrorec passou a manhã em reunião com técnicos, analisando os detalhes do acidente, mas ainda não chegaram a uma conclusão. O assessor de Imprensa do Metrorec, Salvino Gomes, disse que esse foi o primeiro abalroamento entre trens registrados em 35 anos de atividades do órgão. “Nosso pessoal está tentando descobrir os motivos desse acidente, que é inédito na história do Metrô. Os profissionais do setor são competentes e estão comprometidos em descobrir as causas do abalroamento”.

O major Anderson Barros, do Centro de Comunicação do Corpo de Bombeiros Militar de Pernambuco, informou que a corporação foi informada do acidente através de uma ligação telefônica às 5:47 horas e que a primeira guarnição chegou ao local às 5:59 horas. “Seis guarnições de resgate foram acionadas. Mais de sessenta passageiros foram resgatados dos vagões. A maioria apresentava contusões e ferimentos leves”.

Os casos mais graves foram os de quatro mulheres. Três vítimas reclamavam de dores por todo o corpo e foram encaminhadas a UPA da Imbiribeira, no Recife. A outra reclamava de dores na coluna vertebral, sendo imobilizada pelos bombeiros militares e conduzida para o Hapvida, no Espinheiro, Recife.

Para o encaminhamento dos feridos à rede hospitalar, os bombeiros contaram com o apoio de guarnições do SAMU.

O trabalho dos bombeiros militares, concluído às 7:19 horas, foi coordenado pelos capitães Antônio Barbalho, do Grupamento de Bombeiros de Salvamento (GBS), e Allan Mesquita da Costa, do Grupamento de Atendimento Pré-hospitalar (GBAPH

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar