Pré-candidato ao cargo de prefeito do Recife, o Pastor vem surpreendendo a todos que o conhecem pela demonstração de maturidade e capacidade de gestão, com grande conhecimento dos problemas do Recife

Por Marcos Lima Mochila

Durante todo o processo de estudos técnicos que a Revista Total vem realizando por todo o Estado de Pernambuco, têm-se constatado que a tendência, nas próximas eleições majoritárias em outubro deste ano, o eleitor continue prestigiando candidatos que se incorporam dentro do modelo da nova política. Sobretudo que ele não tenha exercido nenhum cargo eletivo.

O que os eleitores querem é um candidato que se comprometa com os princípios básicos do respeito à família, que mostre interesse pela realização de obras voltadas para o atendimento às necessidades da população e que, acima de tudo, não tenha nenhuma mácula em seu currículo, no que diz respeito a qualquer ato de corrupção.

Um pré-candidato que já está na caminhada para concorrer à Prefeitura do Recife, e que reúne essas e outras qualidades, é o Pastor Jairinho.

Cantor gospel, palestrante motivacional, compositor e pastor, Jairinho tem 42 anos e é formado em Teologia pelo Seminário Batista Internacional de Landmark Baptist, na Flórida (EUA), tendo sido presidente da Assembleia de Deus, em Campinas, São Paulo. Pastor Jairinho nunca exerceu mandato eletivo, tendo desenvolvido diversos projetos sociais desde a juventude.

Jairinho também sempre lutou em defesa da família e de políticas públicas com transparência e com responsabilidade, o que pressupõe que, assumindo um cargo público, irá lutar por essas bandeiras.

Perguntado sobre um dos assuntos que se inserem entre os mais discutidos hoje, em todo o mundo, que é um dos temas de defesa da Rede, seu partido quando se candidatou a Senador, nas eleições passadas, sobre a promoção de políticas que garantam o respeito e o exercício de plena cidadania por LGBTIs, o Pastor Jairinho responde com muita convicção: “Antes de qualquer coisa, quero dizer às pessoas que eu defendo o cidadão. Como pastor, tenho meus princípios e tenho minhas convicções. Mas eu preciso olhar para o cidadão como um todo, e todas as classes, não somente os negros, os índios, os pobres, os menos favorecidos. Todas as comunidades precisam de políticas públicas e, enquanto gestores, nós precisamos entender e contemplar o cidadão. Eu olho o cidadão. Eu não tenho uma bandeira. Não é porque eu sou um pastor ou porque eu tenho uma formação cristã que eu tenho que ter um posicionamento. A conquista das políticas públicas é para todo cidadão que paga imposto e que está lá trabalhando, que é digno”.

Fila de pessoas em busca de emprego em frente à Agência de Trabalho do Recife

Sobre emprego e renda, o Pastor Jairinho tem uma ideia bastante ampla sobre o que é preciso fazer e onde é preciso atacar para obter a redução dessa grande defasagem: “Ora, não é só Recife mas todo o país precisa de desenvolvimento para crescer, gerar emprego e renda, pois estamos aí com esse brutal número de desempregados. As pessoas que estão precisando de emprego têm mais dificuldades por causa dos seus limites. Então vai ser preciso fazer investimento em Educação, Segurança, Mobilidade Urbana, que é fundamental porque uma cidade ela não cresce se não tiver o desenvolvimento urbano. E nós precisamos pensar de forma diferente, precisamos fomentar mais o turismo – promover atrativos durante o ano todo e não apenas no Carnaval -, precisamos também pensar em Recife como um polo tecnológico, incrementar ainda mais o campo da tecnologia. Eu viajei 40 países no mundo. Então eu sei o que é tecnologia, eu sei o que a tecnologia faz na vida das pessoas. Então nós não podemos ter municípios aqui que não tenham sequer uma internet de qualidade para que as pessoas possam se comunicar”.

Outro item de grande preocupação, que vem sendo bastante estudado por Jairinho, é a Segurança. “É importante a gente pensar que do jeito que está a segurança pública, ela não pode continuar. E isto também não pode ser um tema de discussão apenas da Federação, ou do Estado. Todos os gestores têm que pensar na Segurança em todos os pontos deste país. Nós estamos com templos que estão sendo assaltados e roubados, pessoas que estão sendo roubadas no meio da rua, os assaltos a ônibus cresceram assustadoramente, temos visto diversos casos de motoristas de aplicativos sendo assaltados e mortos. Nós precisamos de uma renovação na área de segurança pública. E a gente precisa pensar nisso. E os gestores municipais têm que também buscar e fazer parcerias com os governos federal e estaduais para que a gente possa dar tranquilidade ao cidadão”.

Por todas essas convicções, o Pastor Jairinho tem, inclusive, sido assediado por outros partidos. No ano passado, por exemplo, em um evento do PTC aqui em Pernambuco, que contou com a presença do presidente nacional Daniel Tourinho e o presidente estadual Fábio Bernardino, o Pastor foi convidado para disputar a Prefeitura do Recife pela sigla. Segundo o presidente estadual do PTC, Jairinho é o melhor nome cristão para concorrer às eleições majoritárias em outubro vindouro.

Pastor Jairinho tem visitado os bairros do Recife, de ponta a ponta, procurando inteirar-se de sues problemas

Jairinho, no entanto, se declara mais preocupado em, cada vez mais, aprofundar-se no conhecimento das necessidades dos cidadãos recifenses, pontuar a cidade – para saber onde e quais problemas deve atacar com mais rapidez -, se inteirar dos pontos mais violentos, os bairros que necessitam de mais escolas, mais postos de saúde, enfim, como diz o próprio Pastor: “Conhecer cada vez mais a cidade e a sua gente, para poder – se eleito -, realizar uma gestão para atender a todos e a todas as necessidades”.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar