Mais de 2,5 bilhões foram repassados pelo Ministério da Cidadania para a Assistência Social nos Estados e Municípios em 2019. Os recursos garantem a manutenção de ações, serviços, gestão e programas voltados ao atendimento direto à população mais vulnerável de todo o país. Do total, a maior parte – 2,4 bilhões – foi para os serviços de Proteção Social Básica e Especial. O valor restante foi encaminhado para área de Gestão e Programas da rede da Assistência Social.

Para a secretária Nacional de Assistência Social, Mariana Neris, os repasses demonstram o empenho do governo federal em fortalecer o SUAS – Sistema Único de Assistência Social.

“Com os recursos nos Fundos Municipais e Estaduais de Assistência Social, os gestores devem agora realizar o pagamento dos profissionais que atuam no atendimento das pessoas em situação de vulnerabilidade e risco. E também investir nos Centros de Referência de Assistência Social, e nos Especializados, os Cras e os Creas” disse Mariana Neris

A secretária Estadual de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho de Mato Grosso do Sul, e também presidente do FONSEAS – Fórum Nacional de Secretários de Estado da Assistência Social, Elisa Cléia Nobre, afirma que os valores serão utilizados na manutenção dos serviços.

Para a área de Gestão e Programas de Assistência Social da rede, o repasse do governo federal passou de 81,8 milhões de reais. A presidente do CONGEMAS – o Colegiado Nacional de Gestores Municipais de Assistência Social-, Andréia Carla Lauande, destaca que o recurso deu fôlego aos municípios que não conseguiam manter as contas em dia.

Blog do Silvinho

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar