IMG-20191108-WA0587
A Associação Paulista de Imprensa – API, vem a público repudiar com veemência os atos de
deturpação da verdade e agressão à imagem do seu associado e respeitado jornalista AUGUSTO
NUNES.
Convidado do programa Pânico, da rádio Jovem Pan, desta quinta-feira (7 de novembro), o
jornalista Glenn Greenwald se envolveu em uma discussão com Augusto
Nunes, que era um dos entrevistadores da casa.
Após trocas de acusações sobre questões passadas, o norte-americano
chamou o colega de profissão de “covarde” e Nunes reagiu com um tapa.
Separados por outros funcionários da rádio, os dois voltaram a tentar se
atacar e Glenn por pouco não acertou um soco no rosto de Nunes, mas
acabou sendo contido.
A troca de acusações e a provocação partiu da iniciativa de Glenn Greenwald, cujos métodos de
ação têm sido muito questionados por esta entidade, desde sempre, por não condizentes com
o jornalismo investigativo. O gesto de provocação demandou retorsão imediata de Augusto
Nunes, e esta atitude, embora evitável sob qualquer aspecto que se enxergue, encontra até
mesmo no direito brasileiro guarida ante as ofensas desferidas ao vivo pelo cidadão norte-
americano – resultado de um clima nocivo de polarização política que já contamina todo o
ambiente de imprensa no Brasil.
O episódio, no entanto, está servindo de base para ataques orquestrados por militantes
esquerdistas, e visam não apenas dar razão ao vitimizado Greenwald mas servir de canal para
cercear a atividade profissional do jornalista Augusto Nunes. Isso, com certeza, atinge não
apenas ao profissional diretamente atingido, mas, sim, a todo o jornalismo brasileiro.
Essa intolerância ideológica compromete o caráter da própria manifestação.
A API permanece à disposição do jornalista moralmente agredido, para apoiá-lo no que for
necessário, reiterando seu histórico compromisso – firmado há oitenta e seis anos, no dia 1º de
maio de 1933, na defesa incondicional da liberdade de imprensa.
São Paulo, 8 de novembro de 2019.
SERGIO DE AZEVEDO REDÓ ANTONIO FERNANDO PINHEIRO PEDRO
Presidente da API Vice-Presidente e Diretor Jurídico da API

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Fechar