IMG-20190910-WA0052

O deputado Luciano Bivar, presidente nacional do PSL, confirmou a O Antagonista que Flávio Bolsonaro está, em nome do partido do presidente da República, articulando para tentar barrar a terceira tentativa de criação da CPI da Lava Toga.

Como registramos há pouco aqui, o filho de Jair Bolsonaro tem ligado para colegas, pedindo a retirada de assinaturas do requerimento.

“O Flávio é o líder do partido [o líder, na verdade, é Major Olímpio]. Quando ele pede, está respaldado em cima do partido, com certeza.”

Perguntamos se essa postura não reforça a existência de um acordão em Brasília.

“Não existe acordão, existe o justo, o correto. Não existe nenhuma coligação. O que a gente quer é a governabilidade. Não adianta você ir contra os outros Poderes. O PSL não tem esse sentimento”, respondeu Bivar.

Perguntamos também se não é estranho o fato de logo ele, Flávio Bolsonaro, tomar a frente desse assunto no Senado.

“Não, não. Isso não tem nada a ver com nada pessoal de nenhum membro do partido. São decisões que independem de questões pessoais desse ou daquele político.”

 

Fonte O Antagonista

Por Diego Amorim

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Fechar