Por Antônio Campos

IMG-20190813-WA0025

O 13 de agosto, data das partidas de Miguel Arraes, há 14 anos e Eduardo Campos, há 5 anos, é uma data para reflexão para todos nós, especialmente para Pernambuco.

 

Nosso Estado precisa continuar a luta dos dois, mas não pode se isolar politicamente. Como disse o Senhor através do Profeta Jeremias, no capitulo 9,23, a única riqueza verdadeira é conhecer e amar a Deus. Seja Deus a nossa força.

 

No dia 7 de agosto de 1998, há 21 anos partia o escritor Maximiano Campos, um homem de coragem invicta e um domador de sonhos.

 

Mantendo a tradição de anos, visitei, hoje, no Cemitério de Santo Amaro, o túmulo do meu irmão e do meu avô.

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Fechar