16 06 GREVE

Artigo

Por Marcos Lima Mochila

 

Não é preciso ser um expert em política para se entender o momento que vive o Brasil.

Desde as Diretas Já que o povo mostra a sua força, em passeatas, movimentos, comícios porque a Democracia permite que se exponham pontos de vista antagônicos, que se exerça a liberdade de expressão de forma plena.

Não há, no entanto, necessidade de se realizar greves, passeatas, manifestações nas ruas, todos os dias. Além de perder o sentido de expressão, por que se torna uma ação comum, há o fato de que essas paralizações prejudicam sobremaneira a população que precisa trabalhar, ir à escola, ser socorrida nos hospitais. Falta, portanto, por parte dos organizadores desses movimentos, o exercício do senso crítico. Até onde os meus direitos podem caminhar, sem prejudicar ou impedir os direitos do próximo? Esta é a pergunta que deve ser feita, antes de qualquer ação dessas.

Os políticos pesam o valor desses gritos e se aproveitam para ser a favor dos “antiqualquer coisa”.

Nos últimos dias, semanas, meses, esses movimentos têm-se dado mais na luta de uma turma, principalmente de sindicatos, que são contra a Reforma da Previdência.

E é aí que se destacam os políticos sérios, corajosos, que estão exercendo o mandato com o interesse basilar de ser a favor do povo, lutar pelo povo sem, contudo, se imbecilizarem e se mostrarem como não são.

Puxando a brasa para nossa sardinha, cito dois jovens políticos pernambucanos-, pois é preciso se note a postura dos políticos em quem votamos.

Um é Bruno Araújo, novo presidente do PSDB; o outro é o deputado federal Sílvio Costa Filho (PRB) vice-presidente da Comissão Especial.

O primeiro, está há poucos dias presidindo um partido que, desde que nasceu, recebeu o estigma de ser um partido em cima do muro, que não pula para um lado nem pro outro, para ficar bem na fita.

16 06 BRUNO ARAÚJO

Pois bem. Bruno assumiu o partido prometendo mudar os rumos e os ideais até então utilizados e, em menos de um mês, já prova que cumprirá o que prometeu. E, corajosamente, se posiciona a favor da Reforma da Previdência e o fez reunindo-se com o deputado federal Carlos Sampaio (SP), para mostrar que a posição do partido é a favor da reforma.

16 06 SILVIO COSTA FILHO

Mais corajoso, ainda, foi o deputado Sílvio Costa (PRB) que, em pleno exercício de seu mandato, discursa a favor da Reforma da Previdência, em todas as oportunidades de que dispõe.

“Posso, daqui a quatro anos, não ser reeleito, perder meu mandato, ficar fora da vida política, mas não serei hipócrita, ao ponto de apoiar manifestações contrárias aos interesses do país, apenas para manter meu mandato. Chegou a hora de deixar de pensar nas próximas eleições e pensar nas próximas gerações”, expôs Silvio Filho, em evento da Amupe, no mês passado.

Isso mostra que nem tudo está perdido. Que podemos acreditar que, assim como em todos os segmentos, na Política – assim mesmo, maiúscula – se encontra bons e maus.

Que outros políticos sigam esses exemplos e se assumam a favor do povo, do país, mas, sem medo de perder os mandatos, tomem decisões conscientes.

É isso que se espera daqueles que receberam o voto e a confiança dos brasileiros.

1 Comentário

  1. Muito bom o artigo. Quero ver mais sobre a reforma da previdencja. Quero saber a opinião dos políticos contra e a favor pra que não se deixe esquecido os pontos de vista.

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Fechar