IMG-20190612-WA0103

O Governo do Estado anunciou o lançamento do Programa Criança Alfabetizada, que está sendo considerado o maior projeto de educação básica já executado em Pernambuco, que vai atender cerca de 330 mil crianças do Ensino Básico, com investimentos na ordem de R$ 50 milhões. O objetivo é assegurar a todas as crianças do Estado o direito à alfabetização na idade correta.

O anúncio foi feito pelo governador Paulo Câmara (PSB), que comandou a solenidade no Teatro Guararapes, no Centro de Convenções. A iniciativa visa um trabalho em conjunto com os 184 municípios pernambucanos, para garantir que todas as crianças inscritas na rede pública de ensino aprendam a ler e escrever no tempo certo, ou seja, até os 7 anos de idade. O programa conta com a parceria do Instituto Natura, Fundação Lemann e Associação Bem Comum.

Paulo Câmara lembrou que Pernambuco é referência nacional em ensino médio e ressaltou que a Educação é, e continuará sendo, cada vez mais, uma prioridade do governo. “A gente tem um sonho, um sonho importante, necessário e fundamental para Pernambuco: que nossas crianças se alfabetizem na idade certa e tenham condições de se transformar, de cursar universidades, arrumar bons empregos e ganhar o mundo. Tudo isso foi bem ponderado. Não basta pensar só a curto prazo. A gente tem que pensar a curto, médio e longo prazo para melhorar o Estado, e isso se faz com educação”.

O Criança Alfabetizada conta com seis eixos estratégicos e, através deles, gestores escolares, coordenadores pedagógicos e professores que atuam na pré-escola e alfabetização receberão uma formação continuada. Ao todo serão mais de 23 mil servidores contemplados. O programa prevê, ainda, bolsas para coordenadores e formadores municipais, que atuarão na pré-escola e nos 1° e 2° anos; distribuição de material complementar e de apoio pedagógico; e Prêmio Escola Destaque para as unidades de ensino com bons desempenhos e apoio técnico e financeiro para as escolas com menores resultados, concedendo mais de R$ 6 milhões em recursos.

O Secretário de Educação e Esportes, Fred Amâncio, explicou que para que as Prefeituras tenham acesso aos recursos, haverá ainda mudanças na arrecadação do ICMS para todos os municípios. “Serão mais de R$ 540 milhões distribuídos com base em resultados educacionais. “A decisão foi concentrar a maior parte desses indicadores em educação, porque a educação é o que mais estrutura e impacta em todas as áreas. Melhorando a educação, reduzimos a violência, melhoramos a saúde e também a consciência ambiental””.

Denis Minze, CEO da Fundação Lemann, ratificou a importância da iniciativa na garantia dos direitos das crianças. “”Para a realização desse projeto, não importa a cor partidária ou a visão ideológica. O que importa é que, se tem uma criança dentro de uma sala de aula em qualquer cidade deste Estado, ela tem o direito de ser alfabetizada na idade certa. Esse direito não pode ser negado, e o programa dá condições para que isso vire realidade””.

Participaram da solenidade, Veveu Arruda, diretor da Associação Bem Comum, David Saad, Diretor Presidente do Instituto Natura, Natanael José Silva, presidente da União dos Dirigentes Municipais de Educação, e José Patriota, presidente da Associação Municipalista de Pernambuco e prefeito do município de Afogados da Ingazeira.

Fotos: Hélia Scheppa/SEI

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Fechar