Os acionistas de Natura&Co ficarão com 76% da companhia combinada, enquanto os acionistas da Avon terão aproximadamente 24%

 A conclusão da operação é esperada para o início de 2020 (Foto: Divulgação/Natura)
A conclusão da operação é esperada para o início de 2020 (Foto: Divulgação/Natura)

JC Online

Por Marcos Lima Mochila

A Natura, fabricante de cosméticos, confirmou na última quarta-feira (22) a compra da Avon em uma operação de troca de ações. Por causa dessa aquisição, a empresa agora é o quarto maior grupo exclusivo de beleza do mundo. A conclusão da operação é esperada para o início de 2020.

NATURA 1Com base na relação de troca fixa de 0,300 ação de Natura Holding para cada ação da Avon, os acionistas de Natura&Co ficarão com 76% da companhia combinada, enquanto os acionistas da Avon terão aproximadamente 24%. O valor de mercado da antiga marca foi avaliado em US$ 3,7 bilhões.

Bolsa

O valor da nova companhia é estimado em 11 bilhões de dólares. Os papéis da Natura Holding serão listados na B3, a bolsa brasileira, e terão certificados de ações (ADRs) negociados na bolsa de valores de Nova York (NYSE)

Nota

Em comunicado, a Natura informou que após a conclusão da aquisição, “o Conselho de Administração da empresa combinada será composto por 13 membros, três dos quais serão designados pela Avon. A transação permanece sujeita às condições finais habituais, incluindo a aprovação tanto pelos acionistas da Natura quanto da Avon, assim como das autoridades antitruste no Brasil e outras jurisdições”.

NATURA 2

Ainda na nota a empresa afirmou, que “Natura &Co espera que a combinação desses negócios resulte em sinergias estimadas entre US$ 150 milhões e US$ 250 milhões anuais que serão parcialmente reinvestidos para aumentar ainda mais sua presença nos canais digitais e mídias sociais, em pesquisa e desenvolvimento, iniciativas de marca e expansão da presença geográfica do grupo”.

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Fechar