IMG-20190426-WA0079

O líder da oposição na Assembleia Legislativa de Pernambuco, deputado Marco Aurélio Meu Amigo (PRTB), participou na última quinta-feira (25), do programa Ponto de Vista de Adriano Roberto e destacou o trabalho realizado pela bancada de oposição na nova legislatura da Alepe, principalmente o da Blitz da Oposição, que tem como principal objetivo a fiscalização in loco dos equipamentos públicos do Estado.

Marco Aurélio repercutiu a última visita realizada pela Blitz ao Hospital Otávio de Freitas, na segunda-feira (22). Segundo o parlamentar, “a unidade recebeu duas vezes a Blitz em um intervalo de 40 dias e mesmo após as denúncias, nada foi resolvido no local”, argumentou.

“O governo do PSB em Pernambuco é uma fábrica de desumanidade. Quando a gente assiste as propagandas do PSB, que passam na televisão, achamos que estamos em outro mundo. Eles conseguiram enganar a população ao ponto do povo votar novamente em Paulo Câmara. Quando vamos aos hospitais começamos a enxergar isso. Nas visitas vimos uma série de absurdos, inclusive um galpão que serve de depósito para 28 ambulâncias do SAMU que foram compradas em 2013 e não são utilizadas”, diz Marco Aurélio.

Um internauta denunciou nos comentários da live a ausência de medicamentos na farmácia do estado, “os pacientes que tem que receber medicamentos para não morrer, o governo faz de conta que somente 20 comprimidos resolvem a vida dessas pessoas. Quando na verdade, o dever do estado é dar 180 comprimidos. Isso é uma vergonha”, destacou.

Iniciada pelo setor da saúde, a blitz já visitou desde fevereiro um total de quatro hospitais da Região Metropolitana do Recife (RMR),. Foram os Hospitais Getúlio Vargas, Agamenon Magalhães e Otávio de Freitas.

Foto: Beto Dantas/ Portal de Prefeitura

1 Comentário

  1. Típico de um partido político COMUNISTA, sua meta é, Sempre oprimir o pobre e a classe operária e só final consegue persuadi- los e convencer a popularidade, é uma lavagem, cerebral.

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Fechar