IMG-20190417-WA0326

Metástase

Por Arthur Cunha
Quando todo mundo nem lembrava, ele voltou à tona para infernizar. Ele não tem rosto, mas todos no Brasil sabem quem ele é. Sua verdadeira face é conhecida no meio político e fora dele. Sua capacidade de fazer o mal é ilimitada; faz da gente vergonha internacional. Está mais vivo do que nunca e vai fazer de tudo para ganhar, ganhar e ganhar. Só pensa em faturar, de um jeito ou de outro. Quem ele é? Ele é o Centrão, o câncer da política brasileira, que, infelizmente, já está em metástase, espalhou-se por todo canto.

O Centrão é, antes de tudo, um conceito; uma mentalidade que traz consigo no seu DNA um jeito próprio de enxergar e agir, onde a definição de ética é um tanto quanto subjetiva. O Centrão é um reflexo do que de pior há na nossa sociedade. Aquela verdade incômoda que teima em aparecer só para comprovar o quanto somos falhos e humanos demais.

Na prática política, o Centrão é um bloco de deputados e partidos políticos no Congresso que se movimenta obedecendo a lógica do dinheiro: quem der mais, leva! Um pouco calado neste Governo Bolsonaro, o Centrão resolveu dar as caras de vez ontem, ao, junto com a oposição, impedir que a PEC da reforma da Previdência tivesse a sua consticionalidade analisada na CCJ da Câmara. E tudo isso sob a ameaça de derrubar a matéria antes mesmo dela chegar à Comissão Especial. Chantagem pura.

E o que quer o Centrão? O de sempre: cargos, emendas, dinheiro, influência – não necessariamente nessa mesma ordem. Como sempre, o povo que se lasque. Eles só pensam neles. Conjugam todos os dias a terceira do plural: são um fim em si mesmos. E estão com a faca no pescoço de Bolsonaro. Até quando o presidente vão aguentar, ninguém sabe. Repito: o Centrão não tem cara; é uma entidade. Hoje, infelizmente, é o que tem de mais vivo na política brasileira.

Inoperância – Depois de a base do governo mostrar novamente inoperância na CCJ, ontem, o ministro Paulo Guedes (Economia) falou de um “pesqueiro desajuste” em função da “inexperiência” dos deputados governistas. Faça-me o favor, Paulo Guedes! Essa turma é amadora mesmo; já foram engolidos pelas raposas da oposição, mais acostumadas com o jogo político. Ou muda, ou vai levar mais lapadas.

Esperteza – O problema não é só a inexperiência da bancada governista, é, também, o excesso de esperteza da oposição, sobretudo, os petistas. Aliás, o PT está de volta ao passado fazendo o que ele sabe fazer de melhor: oposição. E da pior possível. Oposição por oposição; no estilo “quanto pior, melhor”. Não que eu concorde integralmente com essa PEC da Nova Previdência. Mas o PT tem agido, única e exclusivamente, com o objetivo de destruí-la. Construir que é bom, nada!

IMG-20190417-WA0327

Eu topo! – Marília Arraes admitiu, em púbico, pela primeira vez, que topa disputar a Prefeitura do Recife no ano que vem. Disse estar “à disposição” para o desafio. A deputada federal, contudo, esbarra em dois obstáculos. O primeiro é político, já que seu partido, o PT, dá todos os sinais da sua preferência por manter o alinhamento com o PSB – eles devem indicar a vice na chapa de João Campos, primo de Marília, à PCR. O segundo imbróglio é legal. Se mudar de legenda para concorrer, Marília pode perder o mandato na Justiça. Pense em uma encruzilhada.

Academia Pernambuco – O secretário de Turismo e Lazer de Pernambuco, Rodrigo Novaes, vai implantar uma unidade da Academia Pernambuco em Floresta; a primeira do Sertão. Já em operação em outras sete cidades do Estado, a Academia Pernambuco consiste num complexo esportivo, que reúne no mesmo espaço 25 equipamentos, promovendo modalidades como musculação, crossfit, balance, aeróbica, step, hiit, ginástica laboral, entre outras.

IMG-20190417-WA0328

Volta por cima – Quem acha que o ex-ministro e ex-deputado Bruno Araújo está na pior depois de perder a disputa pelo Senado Federal, se engana. O tucano está é muito bem de vida, com um escritório de Advocacia (as más línguas dizem que é lobby), na ponte área entre Brasília e São Paulo. Bruno é o nome preferido do governador paulista João Doria para comandar a guinada à direita do PSDB. O pernambucano de sotaque carioca deve ser escolhido presidente do partido.
Drops

TRANSPARÊNCIA – Junto com a União Europeia, a Amupe executa o projeto Gestão Cidadão, que estimula a transparência, controle e a participação social nos municípios. Os resultados já apareceram nas 16 prefeituras atendidas pela iniciativa. Ao todo, 14 delas alcançaram o índice desejado pelo TCE.

RACISMO – As codeputadas Juntas denunciaram uma situação de racismo sofrido por uma assessora delas, que é negra, e, por causa da cor da sua pele, foi impedida de entrar no Anexo II da Alepe por um segurança da Casa. O caso está sendo apurado pela Presidência da Assembleia. Em nota, a instituição repúdio práticas do tipo.

SUBIU – O prefeito de Santa Cruz do Capibaribe, Edson Vieira, comemorou o avanço do município no índice de transparência do TCE. Em um ano, a terra das confecções pulou da 26ª para 18ª posição no ranking após investimentos na eficiência da gestão.

Uma pergunta: Está mais barato abastecer o carro ou comprar um ovo de Páscoa?

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Fechar