09 04 JOSÉ PATRIOTA

Por Marcos Lima Mochila

 

 

Pernambuco, ao longo dos anos, sempre teve uma posição de destaque na política nacional e sempre marcou presença no primeiro escalão da presidência da República, independente de qual tenha sido o partido no poder.

São incontáveis os nomes de políticos que assumiram cargos de grande importância e dos quais os pernambucanos devem se orgulhar.

Só para falar dos mais recentes, tivemos, num período de 35 anos, 18 ministros naturais de Pernambuco, tendo alguns desses sido ministro mais de uma vez (Marco Maciel – 2), Gustavo Krause (2) e Raul Jungmann (3), conforme podemos conferir nesta relação: 1985-1986: Fernando Lyra (Justiça) e Marco Maciel (Educação); 1987: Joaquim Francisco (Interior), Marco Maciel (Gabinete Civil) e Marcos Freire (Reforma Agrária); 1992: Gustavo Krause (Fazenda) e Ricardo Fiuza (Ação Social e Casa Civil); 1995-1998: Gustavo Krause (Meio Ambiente e Recursos Hídricos); 1999-2002: José Jorge (Minas e Energia) e Raul Jungmann (Desenvolvimento Agrário); 2003-2005: Cristovam Buarque (Educação), Eduardo Campos (Ciência e Tecnologia) e Humberto Costa (Saúde); 2007-2009: José Múcio (Relações Institucionais); 2011-2013: Fernando Bezerra (Integração Nacional); 2014: Armando Monteiro (Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior); 2016/2018: Bruno Araújo (Cidades), Fernando Bezerra Filho (Minas e Energia), Mendonça Filho (Educação), Raul Jungmann (Segurança Pública – Defesa) e Romero Jucá (Planejamento).

Isto sem contar que foi de Pernambuco também o vice-presidente dos anos de 1995 a 2002: Marco Maciel e o presidente de 2003 a 2010: Luís Inácio Lula da Silva.

Além disso, vários outros políticos pernambucanos sempre representaram muito bem o Estado.

09 04 JOSÉ PATRIOTA REELEIÇÃOAgora, surge no cenário político nacional um novo nome: José Patriota, presidente da Amupe – Associação Municipalista de Pernambuco. E ele vem se tornando conhecido nacionalmente principalmente pela importância que lhe é conferida a nível nacional, sobretudo o reconhecimento de Glademir Aroldi – presidente da Confederação Nacional Municipalista, além da forte liderança que ele tem junto à cúpula da Confederação Nacional Municipalista (CNM). Patriota é sempre consultado para todos os passos que a entidade tenha que dar.

Patriota também é uma liderança sempre consultada quando o assunto é o debate sobre os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) junto à confederação.

Na posse de José Patriota, em fevereiro deste ano, por exemplo, o presidente da CNM explicou que, por sugestão de Patriota, a confederação criou uma pauta a ser apresentada ao presidente Jair Bolsonaro. São 30 proposições a serem trabalhadas. Uma das mais importantes, segundo Aroldi, são os impactos da reforma da Previdência nos municípios. “Essa é essencial para que, a partir daí, possamos começar a trabalhar a regulamentação do Pacto Federativo. A nossa Constituição completou 30 anos e esse pacto nunca foi regulamentado. Agora, Patriota teve a brilhante ideia de colocar em pauta na próxima Marcha dos Prefeitos”, pontuou Aroldi, que veio a Pernambuco especialmente para a Assembleia da Amupe. O presidente fez questão de elogiar os pernambucanos pela unidade em torno de Patriota e, naquela oportunidade, conclamou os gestores a participarem da XXII Marcha dos Prefeitos no mês de abril, em Brasília.

José Coimbra Patriota Filho nasceu em Tabira, no dia 9 de outubro de 1960. Ele é o atual prefeito do município de Afogados da Ingazeira – PE (eleito em 2014 e reeleito em 2018) e presidente da Associação Municipalista de Pernambuco – Amupe, com formação em Serviço Social.

Patriota iniciou sua militância no Movimento Sindical de Trabalhadores Rurais (já foi assessor do Sindicato de Trabalhadores Rurais de Afogados da Ingazeira, FETAPE e Contag) e na Pastoral da Juventude da Igreja Católica.

José Patriota ocupou os cargos eletivos de vereador por três mandatos, de 1982 à 1996; secretário de Saúde na gestão de Totonho Valadares (2004 a 2005) e vice-prefeito de Afogados da Ingazeira na primeira gestão da prefeita Giza Simões (1997 a 2000).

Foi ainda secretário Estadual de Articulação Regional, no Governo de Pernambuco, na gestão do Governador Eduardo Campos e gerente geral do Prorural.

Patriota é o presidente da Associação Municipalista de Pernambuco – Amupe desde 2013, embora tenha se licenciado por um período para  disputar eleição majoritária no município de Afogados da Ingazeira.

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Fechar