IMG-20190227-WA0090

Nesta quarta-feira (27/02), a deputada estadual Clarissa Tércio (PSC) fez uso da tribuna da Assembleia Legislativa do Estado para destacar a Campanha lançada, na quarta-feira passada, pelo Ministério da Mulher, Família e dos Direitos Humanos, por meio da Secretaria Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente. Com o tema “Respeitar. Proteger. Garantir – todos juntos pelos direitos da criança e do adolescente”, a Campanha Nacional de Proteção a Crianças e Adolescentes no Carnaval objetiva conscientizar a população a denunciar qualquer situação de violência, especialmente a exploração sexual, o trabalho infantil e o uso de álcool e drogas por crianças e adolescentes. “Nesse período chamado por muitos de ‘Folia’, é importante respeitar, proteger e garantir os direitos de nossas crianças e adolescentes. De parabéns a ministra Dra. Damares Alves pela sensibilidade e preocupação com os mais vulneráveis”, alertou Clarissa. Além disso, a Campanha busca alertar para o combate à violação de direitos de meninos e meninas em situação de rua e para os riscos de desaparecimento de crianças, violações mais comuns em períodos de grande movimentação turística no País.
A parlamentar também aproveitou o pronunciamento para elogiar iniciativa de cuidado, com o mesmo público, por parte da Prefeitura de Jaboatão. “A Secretaria Municipal de Assistência Social e Cidadania de Jaboatão está realizando, durante toda esta semana pré-carnavalesca, ações de mobilização e sensibilização junto à população sobre violação de direitos de crianças e adolescentes. Profissionais dos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) e Centros de Referência Especializados de Assistência Social (Creas) estão percorrendo os principais pontos do Município para alertar quanto à importância da fiscalização e do combate ao trabalho infantil e à exploração sexual, assim como a proibição da venda de bebida alcoólica para menores. A preocupação do prefeito Anderson Ferreira é conscientizar a população e alertar para a legislação sobre proteção de menores. A intensificação dessas ações nesse período objetiva motivar a sociedade a ‘comprar também essa briga’ e, assim, ajudar a proteger nossas crianças e adolescentes”, pontuou Clarissa.
Depois dos dois exemplos, nacional e municipal, a líder do PSC na Alepe, questionou o Governo do Estado por não demonstrar preocupação semelhante: “os secretários estaduais de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude e de Justiça e Direitos Humanos, bem que poderiam ter sugerido uma Campanha de combate à violência sexual e ao trabalho infantil durante o Carnaval 2019 também aqui no Estado. // Algo do tipo: ‘Fique de Olho – Denuncie a exploração sexual e o trabalho infantil’, com criação de peças publicitárias, que sensibilizassem a população para a denúncia da exploração sexual e do trabalho infantil, veiculadas em outdoors, banners, spots de rádio, blogs, vídeos na TV, folders, panfletos e guia de serviços. Ou seja, nos mesmos moldes dessa lançada pelo Governo Federal. // E olhe que o presidente Bolsonaro tem menos de dois meses de mandato. Realidade bem diferente por aqui onde o governador foi reeleito para mais quatro anos”.
Clarissa, que faz parte da Bancada de Oposição, aproveitou ainda para fazer um apelo ao gestor estadual: “governador Paulo Câmara, infelizmente para esse ano não dá mais tempo. Mas, (para o próximo 2020), coloque na agenda para não esquecer, cobrar dos seus auxiliares ações que priorizem a proteção das crianças e adolescentes de Pernambuco, principalmente durante esse conturbado e perigoso período do carnaval. Fica a dica com um ano de antecedência”.

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Fechar