Futuro ministro da Economia do presidente eleito Jair Bolsonaro confirmou mais um economista com passagem pela Universidade de Chicago
Castello Branco (e) já foi do conselho da Petrobras (Wilton Junior/Estadão Conteúdo)
Castello Branco (e) já foi do conselho da Petrobras (Wilton Junior/Estadão Conteúdo)
Diego Junqueira, do R7, em São Paulo

 

O futuro superministro da Economia Paulo Guedes, indicado para o cargo pelo presidente eleito Jair Bolsonaro, indicou o economista Roberto Castello Branco para a Presidência da Petrobras.

O nome foi confirmado nesta segunda-feira (19) pela assessoria de imprensa de Guedes.

Castello Branco vai substituir o atual presidente Ivan Monteiro, que ocupa o posto desde junho após o pedido de demissão de Pedro Parente.

Leia a nota da assessoria de imprensa de Paulo Guedes:

“O futuro Ministro da Economia, Paulo Guedes, recomendou ao presidente eleito, Jair Bolsonaro, a indicação para a presidência da Petrobras de Roberto Castello Branco, que aceitou o convite. Economista, com pós-doutorado pela Universidade de Chicago e extensa experiência nos setores público e privado, Castello Branco já ocupou cargos de direção no Banco Central e na mineradora Vale, fez parte do Conselho de Administração da Petrobras e desenvolveu projetos de pesquisa na área de petróleo e gás. Atualmente, é diretor no Centro de Estudos em Crescimento e Desenvolvimento Econômico da Fundação Getúlio Vargas. O atual presidente da Petrobras, Ivan Monteiro, permanece no comando da estatal até a nomeação do novo presidente”.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar