JOÃO CAMPOS 1

 

João Campos já poderia ter sido candidato em 2014.  Aliás, naquele ano, depois de tantos, não teve um integrante da família de Arraes disputando uma cadeira na Câmara Federal. Já era praxe, desde 1990, ter sempre um Arraes concorrendo.  Os socialistas queriam João Campos na disputa, mas a mãe, Renata Campos, só desejaria que isso acontecesse após ele terminar o curso de engenharia civil.

Este ano, já formado, chegou a hora e a vez de João. E a sua mãe, como tudo aconteceu como ela projetou, não só aprovou como tem sido a grande incentivadora. E Renata tem participado e se preocupado com todos os detalhes. O jingle da campanha do filho, que se inicia com um aboio de vaqueiro e depois se transforma num típico forró nordestino, foi aprovado pessoalmente por ela. “Muito prazer sou filho da esperança, aprendi desde criança a nunca desistir, seja do sonho, projeto ou andança eu sei que só avança quem sabe persistir. Muito prazer sou menino de Eduardo, quero andar por esse Estado pisando esse chão, seguindo os passos de meu pai e de Arraes, meu nome é Esperança, mas pode chamar de João”, diz um trecho do jingle da campanha de João Campos.

JOÃO CAMPOS COM O PAI

João Campos é apresentado aos eleitores como ‘Menino de Eduardo’. Nas suas constantes viagens pelo interior do JOÃO CAMPOSEstado, é assim que ele vem sendo tratado, além de ‘Filho da Esperança’.

“Era desejo de meu pai que, no momento certo, eu fosse candidato e viesse a exercer um cargo público”, diz João.  Em se confirmando o resultado dos estudos técnicos executados pela equipe da Revista TOTAL, o desejo de Eduardo Campos se realizará e da melhor forma possível. João Campos se elegerá como o deputado federal mais votado de Pernambuco, ultrapassando a casa dos 300 mil votos.

 

JOÃO CAMPOS E AGLAÍLSON VICTOR

João sempre soube que, se a fatalidade não lhe tivesse tirado tão cedo o seu pai, a eleição seria bem mais fácil. Mas, unindo a força, a tradição e o espírito guerreiro dos Campos e Arraes, ele foi à luta. Percorreu todo o Estado, fez dobradinhas corretas com candidatos sérios e, na maioria, jovens como ele, como a parceria firmada com Aglailson Victor, em Vitória de Santo Antão e tantas outras.

E, como seu pai pediu aos brasileiros: “Não vamos desistir do Brasil”, ele pede aos pernambucanos: “Não vamos desistir de Pernambuco”.

Aos 24 anos, sua estrada política está apenas começando mas, com certeza, será muito longa e muito vitoriosa.

 

JOÃO CAMPOS2

Carta aos Pernambucanos

Amigas e amigos,

O que me move é a esperança. Tenho esperança no Brasil. Tenho fé e crença nas pessoas. Caminhando por Pernambuco, venho escutando o nosso povo, compreendendo seus anseios e necessidades. Desde cedo, aprendi com meu pai, Eduardo Campos, que ninguém faz nada sozinho. Como instrumento da coletividade, acredito que a política é o caminho para transformar o país.
Foi movido pelo espírito público e pela inspiração de líderes como Miguel Arraes e Eduardo Campos que me coloquei à disposição do Partido Socialista Brasileiro (PSB) para dar a minha contribuição na política. Hoje, atendo ao chamado da Frente Popular para cumprir a honrosa missão de ser candidato a deputado federal.
Com o sentimento do mundo, prometo empenhar as forças pessoais e coletivas para que tenham continuidade as conquistas dos pernambucanos, iniciadas nos governos de Doutor Arraes, intensificadas nos governos de Eduardo Campos e alargadas neste e no próximo governo de Paulo Câmara.
Orgulho-me de ser um defensor deste legado histórico. Como militante do Partido Socialista Brasileiro (PSB), tomo como base nossa rica história e lanço um olhar largo e carregado de esperança no futuro. Pernambuco vem avançando nos últimos anos. E Pernambuco quer mais e merece mais. Por isso, lutarei pela vitória de Paulo Câmara e de toda Frente Popular.
No Parlamento, como integrante da bancada pernambucana, pretendo orientar meu trabalho para a defesa dos anseios e sonhos do povo. Trabalharei focado nos interesses maiores do Brasil, mas colocando sempre Pernambuco em primeiro lugar, destacando o nosso povo, especialmente os mais pobres, como minha prioridade absoluta.
Vejo nos olhos dos pernambucanos o desejo de serem representados por gente decente e verdadeira, capaz de lutar por educação de qualidade e geração de emprego. Gente disposta a engajar a juventude para construir soluções inovadoras para os velhos problemas. Gente que vê a inclusão como prioridade, o direito à água como fundamental e a cultura como a principal ponte que nos conecta com o passado e o futuro. Eu aceito o desafio de levantar essas bandeiras.
Vivemos um tempo no qual, mais do que nunca, precisamos de diálogo em todos os campos, mas principalmente na política. Enfrentar e vencer a crise que vivemos significa lutar a favor da organização popular; da soberania nacional; do desenvolvimento igualitário e da justiça social.
Há muito a fazer, mas não me faltarão coragem e disposição para o trabalho constante e dedicado. Ouvindo o povo a cada passo – como ensinaram Arraes e Eduardo – construiremos dias melhores. O futuro é uma estrada aberta ali em frente. Vamos juntos!

João Campos – Candidato a Deputado Federal

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Fechar